segunda-feira, 25 de junho de 2018

Os gols de Teófilo Cubillas em Copas do Mundo

Por Victor de Andrade

Teófilo Cubillas comemorando gol contra o Marrocos, em 1970: cena vista por 10 vezes em Copas

A volta da Seleção Peruana a uma Copa do Mundo, depois de 36 anos, apesar da eliminação precoce, já que o Peru só cumpre tabela contra a Austrália nesta terça-feira, dia 26, fez com que a história de seus ídolos no futebol fosse resgatada. Entre esses nomes, sem dúvida está o do atacante Teófilo Cubillas, que balançou as redes em Mundiais em 10 oportunidades.

Para se ter uma ideia de como a marca de Teófilo Cubillas é importante, ele é o terceiro maior artilheiro sul-americano em Copas do Mundo, empatado com o argentino Gabriel Batistuta. Na frente dele, só estão Pelé, com 12 tentos, e Ronaldo, que marcou 15 vezes no maior torneio de futebol do planeta.

Cubillas, nascido em Lima, capital peruana, no dia 8 de março de 1949, começou a jogar pelo Alianza Lima e estreou na seleção de seu país em 1968, se tornando rapidamente um dos principais nomes da equipe que conseguiu a vaga para a Copa do Mundo de 1970, que foi realizada no México, eliminando a Argentina, um ano antes, em plena La Bombonera.

A estreia de Cubillas em Copas foi em 2 de junho de 1970, no Estádio Nou Camp, em León. O astro peruano viu sua equipe estar perdendo por 2 a 0 para a Bulgária e buscar o empate. Foi aí que ele apareceu em cena e seu primeiro gol em Mundiais, aos 28' do segundo tempo, deu a vitória à sua equipe. O tento marcado só lhe deu mais forças e no segundo jogo, dia 6 de junho, no mesmo local, ele marcou dois dos três peruanos na vitória por 3 a 0 sobre o Marrocos.

O último jogo da primeira fase na Copa de 1970 foi contra a Alemanha Ocidental, também em León, no dia 10 de junho. Apesar da derrota, por 3 a 1, Cubillas marcou o gol peruano. Classificado, o Peru encarou o Brasil nas quartas, quando o Peru foi eliminado com a derrota por 4 a 2. O segundo gol peruano no jogo foi dele.

Em 1978, ele balançou as redes em cinco oportunidades

O Peru ficou de fora da Copa de 1974, realizada na Alemanha Ocidental, mas voltou em 1978, no torneio realizado na Argentina. Depois de sair do Alianza Lima, ter jogado no Basel, da Suíça, e no Porto, de Portugal, Cubillas estava novamente no clube peruano quando foi convocado para disputar o Mundial no país sul-americano.

O Peru fez uma grande primeira fase, terminando como líder do Grupo D. Cubillas foi grande responsável pelo feito, marcando dois na estreia, vitória por 3 a 1 sobre a Escócia, em 3 de junho, em Córdoba, e mais três na goleada de 4 a 1 sobre o Irã, em 11 de junho, também em Córdoba. Entre as duas partidas, houve um 0 a 0 contra a Holanda.

Na segunda fase, o Peru ficou no grupo que tinha também Brasil, Polônia e Argentina. Os peruanos não foram bem e não marcaram gols na etapa, perdendo por 3 a 0 para os brasileiros, 1 a 0 para os poloneses e 6 a 0 para os argentinos, em jogo onde até hoje há suspeitas de entrega para que a Albiceleste, que precisava de saldo de gols, pudesse chegar à final.

Apesar de tudo isto, o Peru voltou à Copa do Mundo quatro anos mais tarde, na Espanha. Atuando no Fort Lauderdale Strikes, Cubillas foi convocado. O Peru estreou com um empate em 0 a 0 contra Camarões, depois outra igualdade, contra a Itália, em 1 a 1, e na última rodada foi goleado pela Polônia, por 5 a 1. Apesar de ter jogado as três partidas, Cubillas não marcou na Espanha terminou sua história em Copas com 10 gols, sendo o último o segundo que ele fez contra o Irã, na Argentina.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações