sexta-feira, 15 de junho de 2018

O New Order e a Seleção Inglesa na música "World In Motion"

Por Raphael Balco

Cena do clipe, com o vocalista do New Order e o amistoso entre Inglaterra e Brasil

A Copa do Mundo, que na edição de 2018, realizada na Rússia, começou na quinta-feira, dia 14, e sempre envolve corações de todos os fãs de futebol, inclusive de artistas. E em 1990, na edição que foi organizada na Itália, a banda inglesa de rock e música eletrônica New Order compôs a canção "World in Motion", que foi feita para embalar a seleção de seu país durante o torneio.

Mas, logo de cara, houve controvérsias. O nome, oriundo do refrão original, seria "E Is for England", mas a Federação Inglesa, preocupada com supostas referências subliminares ao ecstasy (droga que começara a ganhar popularidade na época, com a ascensão da vertente acid house da música eletrônica) vetou o nome. E assim, a canção ficou como "World in Motion".

A música, que possui uma versão alterada da famosa narração de Kenneth Wolstenholme (refeita pelo próprio) da final da Copa de 1966, realizada na Inglaterra e a única que foi ganha por eles, contou também com vocais de jogadores da Seleção Inglesa, como John Barnes e Paul Gascoigne, que participam do refrão e do coro ao final da música. Um rap incidental do próprio Barnes (que nasceu na Jamaica) precede o coro.

Expressando outra preocupação da Federação Inglesa de Futebol, o hooliganismo, a letra de Barnes contém os trechos "but you must get to the line" ("mas você deve seguir na linha") e "we ain't no hooligans" ("nós não somos hooligans"). A Copa foi sediada na Itália, e em provável referência a isso uma palavra italiana foi usada na canção, arrivederci ("adeus").

Confira o clipe da música

No clipe da música, foram usadas cenas do amistoso em que a Inglaterra ganhou do Brasil por 1 a 0, em 28 de março de 1990, no Wembley, gol de Gary Lineker, que havia sido artilheiro da Copa do Mundo anterior. Porém, no segundo tempo da partida, o árbitro da Alemanha Oriental, Klaus Perchel, não deu um gol legal de Müller ou, ao menos, marcou pênalti, já que o jogador inglês Stuart Pearce tirou a bola, que já havia ultrapassado a linha, com a mão.

Já na Copa, a Inglaterra parou nas semifinais, frente à futura campeã Alemanha, e terminou em quarto lugar, sua segunda melhor campanha em Copas do Mundo, perdendo apenas para o título de 1966. Além disso, a música é demais!
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações