domingo, 17 de junho de 2018

As boas campanhas da Suécia em Copas do Mundo

Por Victor de Andrade

O time sueco de 1958: jogando em casa, foram vice-campeões do mundo

Apesar de ter ficado de fora dos dois últimos mundiais, mesmo tendo em sua equipe, na época, um dos melhores jogadores da história do país, Zlatan Ibrahimovic, a Suécia, que estreia na Copa do Mundo Rússia 2018 nesta segunda-feira, dia 18, às 9 horas, contra a Coreia do Sul, tem uma das seleções mais tradicionais de todo o planeta. Vale ressaltar que os suecos se classificaram para o Mundial sem Ibra, que se aposentou do selecionado.

É verdade que os suecos nunca conquistaram um título Mundial, mas ao menos uma vez já chegaram a ficar bem perto de ganhar a taça e ainda ficaram entre os quatro primeiros mais três vezes. Vamos então conhecer as melhores campanhas da Suécia em Copas do Mundo.

1938 - França


Depois de não ter ido ao Uruguai em 1930 e ter ficado entre os oito na Itália, em 1934, a Suécia foi à França, em 1938, sob a expectativa de a guerra (que tornou-se a Segunda Grande Guerra) explodir a qualquer momento. O maior exemplo é que enfrentariam a Áustria na primeira fase, mas ganharam por WO, pois o território austríaco foi anexado à Alemanha nazista após às Eliminatórias e não foram à França. Depois, a Suécia goleou a surpreendente Cuba, por 8 a 0, mas acabou perdendo na semifinal para a Hungria, por 5 a 1. Na decisão de terceiro lugar, outra derrota: 4 a 2 para o Brasil e quarto lugar para os suecos.

1950 - Brasil


Na primeira Copa realizada no Brasil, a Suécia chegou como uma das favoritas, pois havia conquistado a medalha de ouro no torneio olímpico de futebol em 1948, em Londres. Na estreia, os suecos bateram a Itália, que era o melhor time do mundo antes da guerra, mas que tinha perdido boa parte de seu time no acidente de avião do Torino, um ano antes, por 3 a 2. No segundo jogo, empate em 2 a 2 com o Paraguai e vaga garantida no quadrangular final. Porém, a estreia na etapa decisiva foi uma acachapante derrota de 7 a 1 para o Brasil. Depois, perdeu para o Uruguai, de virada, por 3 a 2, mas conseguiram vencer a Espanha por 3 a 1, na última rodada, e garantir o terceiro lugar.

1958 - Suécia


Depois de ter ficado de fora do Mundial de 1954, depois de ver praticamente toda a sua geração medalha de ouro olímpica em 1948 ir jogar no futebol italiano, a Suécia sediou o Mundial de 1958 e não fez feio, com sua melhor campanha na história. Na primeira fase, estreou vencendo o México, por 3 a 0, bateu a Hungria, por 2 a 1, e já classificada, empatou com o retrancado País de Gales por 0 a 0. No mata-mata, passou pela União Soviética (2 a 0) e bateu a campeã da Copa anterior, a Alemanha, na semifinal, por 3 a 1. Porém, na final, encontrou o Brasil, que iniciava ali sua era de ouro, e foi derrotada por 5 a 2.

1994 - Estados Unidos


Foram 36 anos para a Suécia voltar a ficar entre os quatro primeiros em uma Copa. Na primeira fase, os suecos estrearam empatando com Camarões, em 2 a 2, venceram a Rússia por 3 a 1 e se garantiram no mata-mata empatando com o Brasil em 1 a 1. Nas oitavas, passaram pela Arábia Saudita, pro 3 a 1, eliminaram a Romênia, nos pênaltis, em seguida, por 5 a 4, depois de um empate em 2 a 2, mas na semifinal, os suecos acabaram derrotados pelo Brasil por 1 a 0. Mas a Suécia garantiu outro terceiro lugar ao golear a Bulgária por 4 a 0.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações