sábado, 16 de junho de 2018

A tecnologia a serviço do futebol (francês)

Por Michelle Abilio
Fotos: Getty Images.com/Fifa.com

Lance com o volante Paul Pogba acabou decidindo o jogo em favor da França

13 minutos do segundo tempo de um jogo parado. O relógio ainda marcava 8 e 15 da manhã no horário de Brasília, no sábado, dia 16 de junho. E quem acorda 7 horas da manhã em pleno sábado para ver França e Austrália? Só com um pão francês e um café forte para se manter acordado durante um jogo sonolento que abriu o terceiro dia da Copa do Mundo da Rússia.

Mas são coisas que só a Copa do Mundo faz com os amantes de futebol. E foi exatamente neste momento, aos 13 minutos da etapa final, que entra em campo, pela primeira vez em uma Copa do Mundo, sistema de vídeo-arbitragem, o VAR, na Arena Kazan, na Rússia.

Em um lance com Griezmann, o juizão foi lá consultar a TV para ver se foi falta. E diria que nem o VAR aguentou a monotonia desse jogo e marcou o pênalti. E foi assim, aos 13 minutos do segundo tempo que o número 7 francês abriu o placar do primeiro jogo da Copa deste sábado.

E os franceses nem comemoram muito. Dois minutos depois, pênalti para a Austrália, mas dessa vez sem a ajuda do árbitro de vídeo. E foi assim que time das terras dos cangurus empatou o jogo contra os franceses de Pogba, Griezmann e Dembélé.

O goleiro Lloris trabalhando na partida

Mas não demorou muito para que a tecnologia voltasse para o campo virando a protagonista da partida. Já que aos 38 minutos da etapa final, em um lance de Pogba que tabela com Mbappé, depois com Giroud, que disputa a bola com Behich. A bola bate e rebate, se o árbitro e os auxiliares não enxergaram que a bola dentro do gol, o relógio do árbitro, através do sensor dentro da bola, apitou indicando o gol do Pogba.

Parece que a tecnologia veio para ficar. Agora além do árbitro humano, poderemos xingar o árbitro de vídeo, e neste jogo, os australianos também estrearam o xingamento à tecnologia.

Talvez essa seja a maneira mais justa de evitar erros de juízes durante os jogos. Se a gente vai se acostumar é outra coisa. Corinthians e Flamengo vão gostar? (Polêmica!) Mas nada mais adequado de que um árbitro de vídeo aparecer para um país que tanto defendeu a bandeira de “Liberté, fraternité e égalité”. Só para não perder a rima, este jogo é do grupo C. E por falar em C, C de CBF, árbitro, juiz e tal.. lembrei do Fluminense. Ah se tivesse algo semelhante ao VAR no STJD... Mas isso é melhor deixar pra lá... Voltamos para a Copa do Mundo.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações