terça-feira, 1 de maio de 2018

'Saia justa' no SporTV reabre debate sobre a relação entre setoristas e atletas de futebol

Por Lula Terras

Juninho Pernambucano criticou o trabalho dos setoristas e foi rebatido dentro da própria emissora

Uma verdadeira saia justa aconteceu na manhã desta segunda-feira, dia 30, no programa Seleção SporTV, depois da leitura de nota oficial da direção de jornalismo da Globo, em que discorda da opinião do ex-jogador e comentarista da emissora, Juninho Pernambucano, que fez pesadas críticas aos jornalistas que atuam como setoristas nos clubes que, em alguns casos, acaba por provocar a violência dos torcedores contra os atletas do clube. Na nota, a emissora diz ainda que se solidariza com seus funcionários, e argumenta que existem bons e maus profissionais em todas as profissões. Mesmo com o constrangimento, Juninho manteve sua opinião e lembrou de um caso, sem citar nomes, que foi parar na Justiça. 

O fato coloca em debate, mais uma vez, qual o real papel do jornalista esportivo, no cumprimento de suas funções, a despeito de ser torcedor ou não, e se deixar levar pela emoção do momento. No papel, cabe ao setorista, estar sempre atualizando os torcedores com as novidades que envolvem seu clube de coração, em muitos casos, cria-se laços de amizade ou inimizade, conforme a abordagem no noticiário, dado o nível de fanatismo invariavelmente demonstrado pelo torcedor, daí a precaução a ser tomada pelo jornalista, de saber separar as coisas. 

Infelizmente, este tipo de relacionamento entre setoristas e atletas faz parte um vasto histórico, amplamente divulgado pela própria imprensa, geralmente, quando problemas pessoais entram na pauta, ou a falta de humildade de alguns atletas para aceitar críticas sobre um mal momento vivido na carreira. 

Voltando ao programa Seleção Sport exibido nesta segunda-feira, dois temas debatidos merecem ser citados. O primeiro, que provocou a reação de Juninho Pernambucano foi sobre a reação do jogador Diego, do Flamengo, ao fazer seu gol contra o Vitória ir comemorar junto com os torcedores, mesmo depois de passar por maus momentos no aeroporto, quando foi agredido por torcedores que lá estiveram para hostilizar os jogadores. 

A outra situação, com as devidas explicações do repórter Thiago Crespo, que cobriu o jogo entre Atlético Mineiro e Corinthians, na rodada de domingo, pelo Campeonato Brasileiro. Thiago afirmou que cobrou no trio de arbitragem a retirada do cartão amarelo dado ao goleiro Cássio, no lance do gol anulado, quase dois minutos depois de intenso debate entre arbitro e atletas dos dois times. Uma pessoa que captou a imagens e por dedução própria, postou nas redes sociais, como se o jornalista tivesse acusado o uso da mão pelo jogador Ricardo Oliveira. A postagem correu pelo estádio provocando a fúria dos atleticanos que passaram a hostilizar o repórter. 

Muitas outras situações poderiam ser citadas neste texto, mas pouco mais acrescentaria como tema para ampliar o debate, que deve ser colocado em pauta, pelos órgãos de imprensa, Sindicato dos Jornalistas, dirigentes de federações, dos clubes e das torcidas organizadas. Vamos ao debate.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações