quarta-feira, 16 de maio de 2018

O gol de Nilton Santos contra a Áustria na Copa de 1958

Por Victor de Andrade

Nilton Santos em ação contra a Áustria: um gol raro para um lateral, ainda mais em uma Copa

Um dos melhores laterais esquerdos de todos os tempos, se não foi o melhor, Nilton Santos foi um dos baluartes do futebol brasileiro nos anos 50. O jogador, que se estivesse vivo estaria completando 93 anos neste 16 de maio de 2018, defendeu a Seleção Brasileira em quatro Copas do Mundo e fez lances que ficaram na história da modalidade.

Um desses lances marcantes aconteceu na Copa do Mundo realizada na Suécia, mais precisamente no dia 8 de junho de 1958, no Rimnersvallen, em Uddevalla, onde o Brasil estreava na competição contra a Áustria. Depois da decepção de 1950 e ter ficado no caminho em 1954, todos estavam apreensivos de como a Seleção iria se apresentar no torneio.

O Brasil se apresentava bem naquela partida, tanto que aos 38 minutos do primeiro tempo, Mazolla abria o marcador. O escrete canarinho teve diversas chances para ampliar a diferença, mas o jogo foi para o intervalo com o placar de 1 a 0. Porém, a jogada de Nilton Santos que ficaria na história aconteceria no início da segunda etapa.

Aos 4 minutos, Nilton Santos recuperou uma bola na defesa e avançou, acompanhado pelo olhar desesperado de Vicente Feola. O treinador gritou, desesperadamente: "volta, volta!", mas o jogador do Botafogo, com sua técnica impar, resolveu avançar ainda mais, tabelou com Mazola, invadiu a área e tocou na saída do goleiro austríaco: 2 a 0 para o Brasil.

Melhores lances da partida

Na época, era muito raro, praticamente proibido, que um lateral passe da linha de meio de campo. Imagine invadir a área e fazer um gol? Porém, ao voltar para a defesa, depois da comemoração, Nilton Santos ouviu um elogio comedido de Feola. O legado dos laterais brasileiros começava a mudar a partir dali.

Bom, o Brasil venceu aquele jogo contra a Áustria por 3 a 0 (Mazolla marcou mais um, no último minuto da partida) e iniciou a grande campanha que terminaria com o primeiro título mundial da Seleção Brasileira, algo que Nilton Santos havia visto, de fora do campo, escapar oito anos antes, no Maracanã, com o gol do Uruguai em cima do titular da sua posição: Bigode.

Em relação aos laterais, depois daquele gol de Nilton Santos, os brasileiros da posição passaram a ser mais uma arma no ataque. Quem não se lembra do tento marcado por Carlos Alberto Torres, lateral-direito, na final da Copa de 1970? Outros times também passaram a adotar a mesma solução. E tudo isto tornou-se mundialmente conhecido com a "Enciclopédia do Futebol".
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações