terça-feira, 15 de maio de 2018

Hungria 1938: a esquecida Seleção vice-campeã

Por Alexia Faria 

Titkos abre o marcador para a Hungria na final da Copa de 1938. A Itália viraria
(foto: Popperfoto/Getty Images)

No mundo futebolístico, quando se trata de Hungria, a maioria das pessoas pensam na excelente Seleção da Copa do Mundo de 1954, que com Puskas e Kocsis, ficou invicta praticamente por quatro anos e conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos dois anos antes do Mundial. Mas tempos antes, em 1938 um outro time fez história na Copa do Mundo da França, ficando também com a vice colocação. 

Com Sárosi e Zsengellér à frente do esquadrão húngaro, a equipe marcou 13 gols entre as primeiras fases e semifinal do mundial. O poder ofensivo do time conquistava quem os assistia. Logo no primeiro jogo, contra a seleção das Índias Orientais Neerlandesas (a atual Indonésia), os húngaros marcaram 6 a 0. Com gols de Kohut, Toldi, e dos futuros artilheiros Sárosi e Zsengellér, eles mostraram que iriam longe na competição.

 Os capitães Sarosi, da Hungria, e Meazza, da Itália
(foto: Popperfoto/Getty Images)

Os outros jogos não foram diferentes, e as vitórias foram garantidas. Contra a Suíça, um placar menos elástico, apenas 2 a 0 (gols dos artilheiros). Já contra a Suécia, o excesso de gols voltou à França. Com 5 a 1 no marcador a Hungria passava para a final da copa do mundo e enfrentaria ninguém menos que a atual campeã mundial, Itália. 

Os italianos buscavam o bicampeonato, enquanto os húngaros buscavam o primeiro título mundial. Na final, o poder ofensivo não foi páreo para a campeã azzurri, que marcou 4 a 2 em cima da Hungria e se consagrou mais uma vez campeã mundial.

Lance de ataque húngaro na final (foto: Keystone/Getty Images)

Naquele ano dois jogadores húngaros entraram para a Seleção da Copa. O meia Antal Szalay, e o atacante e artilheiro (com 5 gols) György Sárosi. – Outro artilheiro foi Gyula Zsengellér, também com 5 gols, mas este ficou fora do “Seleção”. 

Com a Itália na primeira colocação, com aproveitamento de 100%, a Hungria obteve 75% no campeonato. Foram 4 jogos, 3 vitórias e 1 derrota, 15 gols a favor, 5 contra, computando 10 em saldo de gols. Tempos depois, o mais próximo que a Hungria chegou do título mundial foi com o grande time de 1954.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações