terça-feira, 29 de maio de 2018

As consequências da tragédia de Heysel para o Liverpool e o futebol inglês

Por Lucas Paes

A tragédia de Heysel foi uma das maiores da história do futebol europeu

O dia 29 de maio marca o aniversário de umas das mais terríveis tragédias da história do futebol mundial, o desastre de Heysel, quando os hooligans do Liverpool prensaram e causaram a morte de um número alto de torcedores da Juventus de Turim, na final da Liga dos Campeões da Europa de 1985. Ano passado, o site já teve um post detalhando o acontecimento, neste a análise é em cima das consequências para o futebol inglês devido as punições que aconteceram.

A primeira consequência seríssima e mais importante foi a suspensão dos times ingleses de competições europeias. Cinco anos para os ingleses e seis para o Liverpool. Tal punição teve consequências desastrosas para os Reds e para todos os outros ingleses dentro das quatro linhas, talvez o “palmares” de alguns dos clubes ingleses fosse mais vasto caso não houvesse a suspensão.

Houve violência do lado italiano também

Naquele momento, mesmo sendo derrotado na final de 1985, o Liverpool tinha o melhor time na Inglaterra e um dos melhores na Europa. Fortíssimo naquele período, era bem provável que os Reds conquistassem pelo menos mais um título europeu no período que ficaram longe da Copa dos Campeões. Tal punição afetou o outro time de Liverpool também, já que o Everton, que na época tinha também uma equipe fortíssima, poderia ter sido campeão europeu na temporada 1987/88, não seria uma grande surpresa. O Arsenal, até hoje sem títulos da Liga dos Campeões, também tinha um time muito forte e poderia ter levado a orelhuda para Highbury.

Eram momentos complicados com relação a violência na Inglaterra. As brigas eram comum ao extremo. Qualquer tipo de jogo no país levava um enorme temor de violência. Torcidas como a do Chelsea (Headhunters), West Ham (Inter City Firm), Milwall (Bushwackers), Manchester United (Red Army), Liverpool (Urchins) e diversas outras causavam problemas enormes em qualquer jogo. Alguns desses grupos, mesmo em proporção muito menor, estão vivos até hoje, semeando o fundo dos temores do povo inglês. Em recente jogo pela Liga dos Campeões, torcedores do Chelsea fizeram manifestações racistas contra torcedores negros do PSG.

A suspensão dos campos europeus acabou contribuindo para uma queda no nível dos times ingleses a nível continental. Se até Heysel a Inglaterra era fortíssima na Liga dos Campeões, sendo naquela década campeã com Liverpool, Aston Villa e Nottigham Forest, depois da volta foram anos até a conquista de outro titulo europeu, com o Manchester United em 1999, em espetacular virada diante do Bayern de Munique.

Torcida da Juve faz homenagem aos mortos em 1986 
(Foto: Getty Images)

Ainda que não de maneira imediata, o Liverpool acabou sentido o baque do tempo fora dos campos europeus (e de um maior domínio na Liga dos Campeões, que seria natural) anos depois. Depois da tragédia de Hillsbrough, de certa forma, acentuou-se uma queda no domínio dos Reds na Inglaterra que dura até hoje. Porém, Heysel obviamente contribuiu para isso, pois ainda que em uma proporção muito menor que a atual, houve uma queda de receita brusca sem a Copa dos Campeões.

As consequências para o nível de jogo da Liga Inglesa foram enormes, começando um crescimento exponencial da Liga Italiana, que era a principal liga do mundo até o escândalo do Calciopoli em 2006. Mesmo com o advento da Premier League, tirando um breve momento entre 2004 e 2010, onde os times chegaram longe, mas foram poucos títulos, a Inglaterra não foi mais dominante em nenhum aspecto na Liga dos Campeões como na década de 1980. Mesmo hoje, com receitas absurdas e com audiência mundial, os clubes ingleses sofrem para deter o domínio espanhol, como foi possível ver na final da Liga dos Campeões.

Até hoje, os Ultras bianconeros odeiam ingleses 
e principalmente o Liverpool

Apesar de tudo, foi preciso outra tragédia para que as coisas mudassem na segurança das arquibancadas do futebol na Terra da Rainha. Porém, hoje já é de conhecimento geral que o que aconteceu em Hillsbrough jamais teve alguma culpa da torcida do Liverpool, que sofreu anos com as acusações e manteve a campanha do “Justice for the 96”. As mudanças acabaram sendo radicais em excesso e hoje já se fazem campanhas para que haja setores para se torcer de pé, já que a maioria dos estádios ingleses é hoje gelada como um teatro. 

No lado italiano, os grupos ultras da Juventus de Turim tem até hoje um ódio imenso de ingleses. O título teve um gosto amargo naquele dia, sendo dedicado as vidas perdidas naquela tragédia. Em 2005, no meio da campanha que daria o quinto titulo europeu aos Reds, o confronto entre Liverpool e Juventus nas quartas de final ficou marcado por acertos pela paz envolvendo os dois clubes, um justo tributo e uma merecida lembrança a um dia tão sofrido para a torcida bianconera e para o futebol
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações