quinta-feira, 19 de abril de 2018

Rivaldo no Santa Cruz

Por Victor de Andrade


Um dos melhores jogadores de todos os tempos do futebol brasileiro, escolhido o melhor futebolista do mundo pela FIFA em 1999, Rivaldo Vitor Borba Ferreira, ou simplesmente Rivaldo, completa 46 anos neste 19 de abril de 2018. Apesar de parecer todo desengonçado, o craque tinha um talento ímpar e foi ídolo de torcidas como Barcelona, Palmeiras, e Olympiakos. Porém, muitos acham que ele começou no Mogi Mirim, mas na verdade ele foi revelado pelo Santa Cruz.

Na base, Rivaldo atuou pelo Paulistano, da cidade onde morava, a pernambucana Paulista, e em 1990 foi para o Santa Cruz. No time da Cobra Coral, o craque já demonstrou muito talento e já passou a atuar entre os profissionais no mesmo ano, mas com poucas chances, pela ponta-esquerda (e vem daí o motivo de, por muito tempo, ter usando a camisa com este número).

O penúltimo agachado em jogo do Santa Cruz

Rivaldo começou a aparecer em 1991. O técnico Sérgio Cosme o colocou de centroavante e ele não decepcionou. Na estreia pela Copa do Brasil naquele ano, o craque marcou um dos gols na vitória por 3 a 2, no Espírito Santo, e passou a ter mais oportunidades. Logo em seguida, em um jogo contra o CRB, marcou novamente.

Porém, como muitos jogadores novos, Rivaldo alternava boas e más atuações e isto acabou fazendo com que ele, nem sempre tivesse chances de atuar. O pior foi em 1992: Rivaldo foi dispensado do clube e ainda deram uma ducha de água fria. "Falaram para eu ir estudar porque no futebol eu não tinha futuro. Só eu sei o quanto sofri nesta época", disse em coletiva durante homenagem em Recife, no dia 14 de abril.

Reportagem com Rivaldo no início pelo Santa Cruz

No Santa Cruz, Rivaldo fez 40 jogos e teve a incrível marca de 36 gols. Mesmo assim, ele acabou indo para o Mogi Mirim junto com os companheiros de clube Válber e Leto, onde assombraram o interior Paulista. Em 1993, o trio foi negociado com o Corinthians e depois, cada um teve um rumo diferente. Válber até chegou à Seleção e atuou em times grandes, mas nem perto do que Rivaldo foi.

O craque fez sucesso no Timão e no Palmeiras e na Europa construiu uma carreira riquíssima, tornando-se melhor jogador do mundo e ídolo no Barcelona. Na Seleção, foi campeão do mundo em 2002, sendo, ao lado de Ronaldo, o principal jogador da equipe. Nada mal para um jogador que disseram que era melhor estudar porque não tinha futuro com a bola.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações