quinta-feira, 5 de abril de 2018

Golaço de Cristiano Ronaldo reacende a paixão pelos tentos de bicicleta

Por Lula Terras

Golaço de Cristiano Ronaldo fez todos lembrarem como o tento de bicicleta chama a atenção

Na rodada de ida das quartas - de finais da Champions League, nada chamou mais a atenção dos esportistas de todo o planeta do que o gol de bicicleta anotado pelo atacante português, Cristiano Ronaldo, no jogo entre Real Madrid e Juventus, de Turim. Realmente foi um gol esteticamente muito bonito, o que irá render mais alguns pontos ao português, na disputa com o argentino Lionel Messi, do Barcelona, e o brasileiro Neymar, do PSG, pela Bola de Ouro. 

O gol serviu, principalmente, para uma comparação da beleza estética deste com outros gols de bicicleta, de igual ou melhor feitura. Para ilustrar o debate, que já existe, uma imensidade de registros dos gols anotados desta forma vêm sendo mostrados nas redes sociais e em programas esportivos, pelo mundo afora.

O belo gol de Ibrahimovic, em 2012, contra a Inglaterra

Um dos mais citados foi o anotado pelo sueco Ibrahimovic, em 2012, na vitória de sua seleção contra a Inglaterra, por 4 a 2. O rei Pelé, também, conta com alguns registros de gols de bicicleta, que muitos consideram bem mais difícil e bonito, do que o feito pelo português. Outro gol de bicicleta que merece registro foi o anotado pelo atacante do Clube Atlético Juventus, Lê Silva, em 1989, contra o Corinthians, em pleno Pacaembu, no jogo que terminou empatado em 1 a 1. Lê Silva que foi imortalizado no clube da Mooca, pelo gol feito, encerrou a carreira aos 34 anos, e, ate que se tem notícia, trabalha como gerente de vendas de uma gráfica em São Paulo, onde vive. 

Para quem não sabe a criação da jogada ainda é contestada até os dias de hoje. Historiadores e esportistas afirmam que o inventor foi o espanhol naturalizado chileno Ramón Unzaga Asla, que teria feito o primeiro gol na Copa América de 1920, pelo Chile, contra a Argentina. Graças a este gol, a jogada foi batizada de chilena, e é assim que é chamada até hoje, pela população de paises de língua espanhola. Há quem diga, também, que o criador foi o brasileiro Petronilho de Brito, nascido em São Paulo, onde jogou por várias equipes na fase do futebol amador, e com cinco partidas disputadas pela Seleção Brasileira, no início da década de 30.

Leônidas popularizou a bicicleta no Brasil

Independente de ter sido o criador ou não, no Brasil, a jogada foi imortalizada por Leônidas da Silva, o Diamante Negro, ou Homem Borracha, apelido ganho, devido a facilidade com que fazia este tipo de gol. Leônidas da Silva foi um dos principais jogadores brasileiros no período em que jogou, entre 1921 à 1950, por grandes clubes cariocas, onde nasceu, e no São Paulo FC, onde viveu seus melhores momentos, além da Seleção Brasileira, na Copa do Mundo de 1938, quando impressionou os torcedores, pela facilidade de fazer gols de bicicleta.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações