quarta-feira, 11 de abril de 2018

6 a 1! Em 1994, Palmeiras 'atropelava' Boca Juniors pela Libertadores

Por Victor de Andrade

Palmeiras não tomou conhecimento do Boca Juniors em 9 de março de 1994: 6 a 1

Nesta quarta-feira, dia 11 de abril, o Palmeiras recebe o Boca Junior, no Allianz Parque, pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores de 2018. Este é um confronto tradicional na competição, que já foi realizado até em final, em 2000. Porém, vamos lembra de outra partida entre as duas equipes pela Libertadores, no ano de 1994, quando o Verdão goleou os Xeneizes por 6 a 1.

Era 9 de março de 1994 e o local era o mesmo, só o estádio era outro. O Palmeiras recebeu o Boca Juniors para fazer sua segunda partida pela Libertadores daquele ano, no antigo Parque Antarctica. Era uma competição que só disputavam dois times de cada país mais o campeão do ano anterior.

O Verdão, que tinha um timaço montado com a ajuda da Parmalat, contava com Mazinho, Zinho, Edmundo, Evair, Antônio Carlos e Roberto Carlos, entre outros, havia estreado sete dias antes, vencendo o Cruzeiro, de Ronaldo, por 2 a 0, também jogando em casa. O Boca Juniors, de Navarro Montoya, empatou na estreia, em 13 de fevereiro, em 1 a 1 contra o Vélez Sarsfield, que seria o campeão daquela edição, fora de casa.

Por incrível que pareça, antes de o Palmeiras construir a goleada histórica, levou uma bola na trave. Porém, aos 15 minutos, depois de cobrança de escanteio, bate-rebate na área e duas defesas de Navarro Montoya, o zagueiro Cleber estufou as redes, abrindo o marcador. E acredite se quiser, o primeiro tempo terminou com o placar de apenas 1 a 0 para o Verdão.

Jogadores palmeirenses comemoram um dos gols da partida

No segundo tempo, a porteira abriu e o Verdão construiu o placar. Aos 6', Mazinho lançou Evair pela esquerda, que deu um belo passe de calcanhar para Roberto Carlos encher o pé e fazer o segundo. Três minutos depois, em bola alçada na área, Edilson tentou duas vezes e ampliou. Aos 20', Mazinho, depois de lindo drible, invadiu a área e foi derrubado: pênalti, que Evair cobrou com categoria e fez 4 a 0 para o Palmeiras.

E o time da casa continuou em cima, querendo mais. Aos 26', depois de cobrança de escanteio, Mazinho quase fez um golaço de cobertura, mas a bola bateu no travessão e, no rebote, Evair só teve o trabalho de concluir para as redes. Já aos 33', depois de uma bobeada da defesa do Boca Juniors, Edilson tentou a primeira, Navarro Montoya espalmou e a bola sobrou para Jean Carlo fazer o sexto do Palmeiras na partida.

O Boca Juniors ainda teve tempo de fazer o seu gol de honra, um minuto após o sexto do Verdão. Antônio Carlos derrubou Acosta dentro da área e, de pênalti, Martinez deu números finais ao embate: Palmeiras 6 a 1 e festa no Parque Antarctica. Esta foi a segunda maior goleada do Palmeiras na história da Libertadores, perdendo para o 7 a 0 sobre o El Nacional em 1995.

Confira os gols da partida

Ficha Técnica
PALMEIRAS 6 X 1 BOCA JUNIORS

Data: 9 de março de 1994
Local: Parque Antarctica - São Paulo-SP
Público: 18.875
Árbitro: Juan Francisco Escobar (Paraguai)

Gols
Palmeiras: Cléber aos 15 do 1°; Roberto Carlos aos 6, Edílson aos 9, Evair (pen) aos 20 e aos 26 e Jean Carlo aos 33
Boca Juniors: Martinez (pen) aos 34 do 2°

Palmeiras: Sérgio; Claudio, Antônio Carlos, Cléber e Roberto Carlos; César Sampaio (Tonhão), Amaral, Mazinho (Jean Carlo) e Zinho; Edílson e Evair - Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Boca Juniors: Navarro Montoya; Soñora, Noriega, Giuntini e McAllister; Peralta, Mancuso, Márcico e Carranza; Sérgio Martinez e Rubén da Silva (Acosta) - Técnico: César Luis Menotti.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações