sexta-feira, 2 de março de 2018

Primavera de Indaiatuba - Campeão da Segunda Divisão Paulista de 1977

Por Giovanni Romão

De pé: E. Bérgamo, Alemão, Joãolão, Teteu, E. Oliveira, Sergio, Jacques, Piteira e Marcos Milani 
Agachados: Paqueiro, Marcos Jacaré, Teleco, Airton, Luquinha, Ricardo Dourado, Tonho e Cidão

O ano de 1978 no mundo do futebol foi marcado por algumas novidades. No mundo, tivemos o primeiro título da seleção argentina em copas do mundo, revelando ao mundo o craque Diego Maradona. Na Europa, o Liverpool vivia a melhor fase de sua história e conquistou o seu segundo título seguido na Champions League. Já pela América do Sul, o Boca Juniors seguia em alta, e assim como os Reds na Europa, conquistou seu segundo título continental seguido. 

No Brasil, tivemos uma grande surpresa: o Guarani de Campinas se sagrou campeão brasileiro, o primeiro e até o momento o único clube do interior do país a levantar o troféu mais importante do Brasil. Já em território paulista, o Santos saía do ostracismo e se renovava com a primeira geração dos "meninos da vila", formada pelo treinador Chico Formiga, e o elenco contando com peças como Juary, Pita, Nelsinho Batista, Toninho Vieira, entre outros. 

Pelas divisões mais inferiores do futebol paulista, o Esporte Clube Primavera, da cidade de Indaiatuba, conquistava seu primeiro título na história na era profissional. O título de campeão da Segunda Divisão (equivalente a atual quarta divisão paulista). Apesar do campeonato ser referente ao ano de 1977, a final só foi disputada no ano seguinte. 

O Esporte Clube Primavera, também conhecido como Fantasma da Ituana ou Tricolor Indaiatubano, foi fundado em 27 de janeiro de 1927. Apesar de nunca ter subido a elite do futebol paulista, é um clube que tem uma história bonita no futebol paulista de sobrevivência e volta por cima. Na era profissional, o Fantasma se sagrou campeão três vezes: 2 vezes pela Segunda Divisão (1977 e 1995) e pela extinta Série B2 (2001). Entretanto, o primeiro título é considerado o mais importante da história do clube por ter marcado a volta do clube ao futebol profissional na temporada anterior, e pela grande fase em que vivia entre o final dos anos 70 e começo dos anos 80, quando bateu na porta do acesso a Série A1. 

Série Edson Arantes do Nascimento - O Campeonato Paulista da Segunda Divisão de 1977 teve a participação de 43 equipes divididas em séries regionais. O Primavera ficou na Série Edson Arantes do Nascimento ao lado de Angatubense, Capivariano, Jabaquara, Laranjalense, MAF de Piracicaba, Riopedrense, Saltense e XV de Indaiatuba. 

A estreia primaverina aconteceu bem no dia dos namorados, em 12 de junho de 1977, no dérbi indaiatubano contra o XV de Indaiatuba, no estádio Ítalo Mário Limongi. A partida foi especial para a cidade pois marcou o primeiro encontro de duas equipes indaiatubanas em um certame profissional, e também por conta de um fato que antecedeu a estreia do clube na competição. A modelo Cássia Janys foi eleita Miss São Paulo no dia anterior a partida, sendo a primeira indaiatubana a ganhar o concurso. E a mesma esteve presente no estádio para prestigiar a estreia das duas equipes no campeonato. O resultado foi de vitória primaverina por 1 a 0, gol de Teleco.

Cassia Janys é a primeira indaiatubana
e a 
quinta paulista a ganhar o Miss Brasil

Na Série Edson Arantes do Nascimento, o Primavera fez uma campanha dominante, de 16 jogos disputados, venceu 9, empatou 5 e perdeu apenas 2, se tornando o campeão da série e garantindo a classificação para a semifinal do campeonato. Destaque para o 2° turno, que o Fantasma terminou de forma invicta, com 5 vitórias e 4 empates. 

Campanha na Série Edson Arantes do Nascimento 
12/06/1977 Primavera 1 X 0 XV de Indaiatuba - Indaiatuba 
19/06/1977 Jabaquara 2 X 2 Primavera - Santos 
25/06/1977 Primavera 4 X 1 Riopedrense - Indaiatuba 
03/07/1977 Laranjalense 1 X 0 Primavera - Laranjal Paulista 
10/07/1977 Primavera 2 X 0 MAF - Indaiatuba 
24/07/1977 Capivariano 0 X 1 Primavera - Capivari 
31/07/1977 Primavera 1 X 2 Saltense - Indaiatuba 
07/08/1977 Angatubense 0 X 0 Primavera - Angatuba 
14/08/1977 XV de Indaiatuba 0 X 2 Primavera - Indaiatuba 
21/08/1977 Primavera 1 X 0 Jabaquara - Indaiatuba 
28/08/1977 Riopedrense 1 X 1 Primavera - Rio das Pedras 
04/09/1977 Primavera 2 X 1 Laranjalense - Indaiatuba 
07/09/1977 MAF 0 X 2 Primavera - Piracicaba 
18/09/1977 Primavera 2 X 1 Capivariano - Indaiatuba 
25/09/1977 Saltense 1 X 1 Primavera - Salto 
02/10/1977 Primavera 0 X 0 Angatubense – Indaiatuba

Clássico regional Saltense x Primavera, em Salto. Jogo foi 1 a 1
Gol de Luquinha para o Fantasma

Semifinal - Na fase de semifinal, o Fantasma da Ituana teria pela frente o EC Lemense, Guaçuano, Laranjalense e União de Tambaú. E o Primavera passou de maneira fácil para a final, dos 8 jogos disputados, venceu 7 e empatou apenas 1. Com passos largos, o Tricolor conquistou o acesso para a Primeira Divisão (antigo nome para a atual Série A3) e a vaga para disputar a final do campeonato. 

Campanha na semifinal 
30/10/1977 Guaçuano 0 X 1 Primavera 
02/11/1977 EC Lemense 2 X 3 Primavera 
06/11/1977 Primavera 2 X 1 Laranjalense 
09/11/1977 Primavera 1 X 0 União Tambaú 
20/11/1977 Primavera 2 X 0 Guaçuano 
23/11/1977 Primavera 0 X 0 EC Lemense 
27/11/1977 Laranjalense 2 X 3 Primavera 
04/12/1977 União Tambaú 0 X 1 Primavera 

Maior invencibilidade da história  - Foi na campanha do título de 77 que o Primavera teve a maior sequência invicta de sua história. Ao todo, foram 17 jogos sem saber o que é derrota, sendo 12 vitórias e 5 empates. Começando no dia 07 de agosto, no empate em Angatuba por 0 a 0, até o dia 04 de dezembro, em Tambaú, na vitória mínima sobre o União. Foram 189 dias sem perder. Essa sequência foi quebrada na primeira partida da final do Campeonato Paulista, em 12 de fevereiro de 1978, em Presidente Epitácio. 1 a 0 para o Beira Rio. 

Invasão a Laranjal Paulista - Durante a primeira fase, o Laranjalense venceu o Primavera por 1 a 0 em sua cidade, entretanto nesse jogo ocorreram cenas de violência da torcida mandante sobre a visitante, com violência sobre mulheres e crianças que estavam na torcida indaiatubana. Porém, as duas equipes voltariam a se enfrentar na semifinal, e o primeiro jogo foi marcado para Indaiatuba. O jogo foi de vitória tricolor por 2 a 1 e sem presença da torcida visitante. 

Na semana que antecedia a partida da volta, houve uma mobilização da cidade e a própria prefeitura auxiliou com o fornecimento de ônibus para a torcida tricolor na viagem para Laranjal Paulista. A torcida da casa sequer esperava a presença da torcida primaverina na cidade. A torcida da casa ficou assustada com o número de torcedores tricolores que estavam chegando, pois não paravam de chegar no estádio ônibus com vários torcedores para ir ao jogo. A torcida primaverina ocupava todos os lugares do estádio. Era assustador o que estava acontecendo naquele 27 de novembro de 1977. 

E a energia da torcida fez por valer a pena, e o Primavera venceu o Laranjalense por 3 a 2, garantindo o acesso e a vaga para a final do campeonato. Esse jogo ficou marcado na história como a maior caravana já feita pela torcida do Esporte Clube Primavera.

Foto histórica da torcida primaverina em Laranjal Paulista
Vitória tricolor por 3 a 2 sobre o time da casa

A final - Com o acesso garantido, Primavera e Beira Rio fizeram a final da Segunda Divisão daquela temporada, contudo, a final foi disputada apenas no ano seguinte, em 1978. A primeira partida foi disputada em Presidente Epitácio em 12 de fevereiro, com vitória da equipe da casa por 1 a 0. Uma semana depois, a partida foi realizada em Indaiatuba, com vitória primaverina pelo mesmo placar. Com isso, na época era necessário a realização de uma terceira partida em campo neutro para desempatar a decisão. 

O jogo decisivo foi realizado na cidade de Garça, no estádio Frederico Platzeck. E Teleco entrou para a história primaverina como o autor do gol do título e da vitória por 1 a 0. Fim de jogo. Enfim, campeão! O Primavera se sagrava campeão da Segunda Divisão, o seu primeiro e mais importante título na era profissional.

Entrega das faixas de campeão, em Indaiatuba

A cidade de Indaiatuba esteve em êxtase total nos dias que prosseguiram. Carreata com os jogadores campeões, entregas de faixa, e até um samba-enredo em homenagem ao Fantasma da Ituana foram feitos para celebrar esse momento único. O carnaval na cidade de Indaiatuba foi especial com o título primaverino, e por muito tempo essa canção virou cântico da torcida tricolor nas arquibancadas. A letra foi escrita pelo Antonio da Cunha Penna à escola de samba Unidos de Indaiá. 

“Nasceu uma flor de Indaiá 
No meio da avenida 
É Primavera o ano inteiro 
Colorindo a vida 
No Gigante da Vila Industrial 
Um fantasma ressurgiu 
Voou tão alto que assustou o meu Brasil 
É Primavera no coração 
Do nosso povo que garante o campeão 
Falou mais alto nossa vontade 
E esse refrão já alegrou toda a cidade: 
Olha a rapaziada 
Que bonito que é 
Mata a bola no peito 
E entrega no pé” 

Números finais 

- Campanha no geral: 27 jogos | 18 vitórias | 6 empates | 3 derrotas | 37 gols marcados | 17 gols sofridos | +20 gols de saldo 

- Campanha como mandante: 14 jogos* | 12 vitórias | 1 empate | 1 derrota | 23 gols marcados | 8 gols sofridos | +15 gols de saldo 

- Campanha como visitante: 13 jogos | 6 vitórias | 5 empates | 2 derrotas | 14 gols marcados | 9 gols sofridos | +5 gols de saldo 

Marcas da campanha

- 2ª melhor campanha na era profissional (74,07%), só perdendo para 2001 (75,5%); 

- 2ª melhor campanha como mandante na era profissional (88,1%), só perdendo para 2001 (88,8%); 

- 6ª melhor campanha como visitante na era profissional (59%), perdendo para 1980 (60%), 2001 (62,2%), 2013 (63,6%), 2000 (64,5%) e 2017 (85,1%). 

* 3° jogo da final do campeonato foi colocado como mando primaverino
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações