domingo, 4 de fevereiro de 2018

Palmeiras domina clássico e vence Santos, que não teve Gabigol

Antônio Carlos abriu o marcador para o Verdão com menos de dois minutos de jogo
(Foto: divulgação Palmeiras)

E um dos clássicos mais esperados neste início da temporada de 2018, o Palmeiras levou a melhor e venceu o Santos FC por 2 a 1, em partida realizada na tarde deste domingo, dia 4, no Allianz Parque, em São Paulo. O atacante Gabriel Barbosa, o Gabigol, que recém retornou ao Peixe, não fez sua estreia. Ele sequer foi relacionado pelo treinador Jair Ventura. O resultado manteve o Verdão com a melhor campanha no Campeonato Paulista.

O clássico revelava uma série de expectativas. Pelo lado do Palmeiras, que estava com 100% de aproveitamento na competição, o meia Lucas Lima enfrentaria pela primeira vez o seu clube. Já pelo Santos, que já havia perdido no campeonato, para o Bragantino, e vinha de um empate para o Ituano, todos esperavam a reestreia de Gabriel Barbosa. Porém, no anúncio da escalação, antes do início da partida, uma surpresa: o treinador Jair Ventura não colocou Gabigol nem no banco de reservas, adiando sua volta ao Peixe.

Empurrado pelos 37.867 mil palestrinos que lotaram o estádio, o Palmeiras começou a partida sufocando o adversário e marcando presença no campo de ataque. Com dois minutos de bola rolando, a equipe de arbitragem já havia marcado dois escanteios para os mandantes. No primeiro, Sasha afastou a cobrança de Lucas Lima.

Na segunda oportunidade que teve, no entanto, o Verdão não perdoou. Dudu fez o cruzamento e Antônio Carlos subiu mais alto do que os zagueiros alvinegros para cabecear em direção ao gol, sem chances para o goleiro Vanderlei: Palmeiras 1 a 0.

Passados os primeiros 10 minutos, o Santos conseguiu equilibrar um pouco o jogo e igualar a posse de bola. O time do litoral, porém, parou em Jailson duas vezes consecutivas. Em grande fase, o goleiro espalmou o chute de Arthur Gomes e, na cobrança de escanteio, logo em seguida, fez outra defesa ainda mais brilhante para bloquear a cabeçada de Sasha.

Apesar das duas chances alvinegras, o Palmeiras ditava o ritmo do jogo, que diminuiu e ficou mais cadenciado com a vantagem palestrina no placar. O primeiro tempo terminou sem mais oportunidades reais de gol para as duas equipes.

Seguindo o roteiro da etapa inicial, o segundo tempo começou com pressão alviverde. Desta vez, o Verdão precisou de quatro minutos para marcar, também na segunda oportunidade criada pela equipe. Em jogada que começou com Borja saindo para buscar a bola no meio-campo, o colombiano recebeu de Willian na entrada da área e mandou uma bomba no canto esquerdo de Vanderlei: Palmeiras 2 a 0.

Santos diminuiu a contagem na segunda etapa (foto: Ivan Storti / Santos FC)

A reação adversária veio aos 17, em um lance duvidoso. Após a cobrança de escanteio de Daniel Guedes, Marcos Rocha afastou e a arbitragem não considerou que a bola saiu pela linha de fundo, apesar das reclamações alviverdes. O próprio Guedes cruzou novamente e Renato descontou para os santistas.

Mesmo com chances de empatar o jogo, o Santos não conseguia superar o Palmeiras, que ainda dominava o jogo. Aos 29, Roger Machado fez sua primeira alteração e promoveu a entrada de Keno na vaga de Dudu. O camisa 7 passou a braçadeira de capitão para Felipe Melo. Logo em um de seus primeiros lances na partida, o atacante acertou lindo passe para Tchê Tchê, que finalizou de pé esquerdo. A bola passou muito perto da trave e saiu pela linha de fundo.

O técnico palmeirense fez mais duas mudanças durante a etapa final. Aos 36, Bruno Henrique substituiu Tchê Tchê. Pouco depois, foi a vez de Gustavo Scarpa entrar em campo, no lugar de Lucas Lima, e fazer sua estreia com a camisa do Palmeiras. Participativo, o meio-campista ficou responsável pela bola parada e teve chance de bater algumas faltas e escanteios antes do apito final.

O Palmeiras, que chegou aos 15 pontos, volta a jogar no sábado de Carnaval, dia 10, às 19 horas, quando enfrenta o Mirassol, fora de casa. Já o Santos, ficando com os mesmos sete pontos, também volta a campo no sábado de folia, quando vai até Araraquara encarar a Ferroviária, às 16h30.

Ficha Técnica
PALMEIRAS 2 X 1 SANTOS

Data: 4 de fevereiro, domingo
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Daniel Luis Marques (SP)

Cartões amarelos
Palmeiras: Lucas Lima, Tchê Tchê, Felipe Melo, Victor Luís.
Santos FC: Caju, Arthur Gomes, Alison, Copete

Gols
Palmeiras: Antônio Carlos, aos 2' do 1T; Borja, aos 4' do 2T;
Santos FC: Renato, aos 17' do 2T;

Palmeiras: Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor Luis; Felipe Melo; Willian, Lucas Lima (Gustavo Scarpa), Tchê Tchê (Bruno Henrique) e Dudu (Keno); Borja - Técnico: Roger Machado

Santos FC: Vanderlei; Daniel Guedes, Luiz Felipe (Robson Bambu), David Braz e Caju (Rodrygo); Alison, Renato e Vecchio; Copete, Arthur Gomes e Eduardo Sasha (Rodrigão) - Técnico: Jair Ventura
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações