domingo, 18 de fevereiro de 2018

Gabriel marca mais um e Santos vence São Paulo no Morumbi

Por Lucas Paes
Fotos: Fernando Dantas/Gazeta Press

Jogadores do Santos comemoram o gol de Gabigol

Com muita aplicação tática e dedicação defensiva, Santos suportou a pressão no primeiro tempo e venceu o São Paulo por 1 a 0 no clássico deste domingo. O jogo foi no Estádio do Morumbi, em São Paulo, no final da tarde deste domingo, dia 18. O gol santista foi do sempre artilheiro Gabriel, o Gabigol.

O Santos vinha de vitória diante do São Caetano na Vila Belmiro. Antes, os santistas não venciam há três jogos. O Tricolor Paulista por sua vez não havia jogado na última rodada do estadual, tendo sua partida diante do Ituano adiada devido ao confronto contra do CSA na Copa do Brasil, que terminou com vitória são-paulina por 2 a 0.

O primeiro tempo teve domínio do time da casa. Com o Alvinegro Praiano apostando nos contra-ataques, o Soberano teve mais a bola e buscou mais o ataque. A primeira chance efetiva veio aos 9', quando uma jogada de pressão e bate e rebate rendeu uma sobra para Cueva que chutou em cima de Vanderlei. Cinco minutos depois, Cueva recuperou a bola em saída errada de Gabigol e lançou Marcos Guilherme, que chutou muito mal.

Primeiro tempo teve domínio são-paulino

A partir daí, o jogo ficou travado e sem finalizações de ambos os lados. Só aos 29', o São Paulo chegou outra vez em bonita jogada de Cueva, porém o peruano finalizou em cima do arqueiro santista. Aos 34', foi a vez de Diego Souza tentar e ser travado. Com ninguém conseguindo mexer no placar, o primeiro tempo terminou sem gols.

A etapa final começou com o mesmo tom da inicial. Ou seja, Tricolor atacando e Alvinegro defendendo. Aos 4', Bruno Alves arrancou e chutou forte de longe para boa defesa de Vanderlei. Logo depois, foi a vez de Reinaldo arriscar de longe, a bola desviou em Lucas Veríssimo e saiu, mas o árbitro deu tiro de meta. Aos 7', o time da Vila Belmiro finalmente finalizou, com Gabigol, mas Sidão fez boa defesa.

Ironicamente foram os visitantes que pularam na frente: Gabigol parece abençoado em clássicos desde sua primeira passagem. Em rápido contra-ataque, Daniel Guedes passou para Sasha que tocou para Gabigol, ele dominou e finalizou com perfeição para abrir o placar no Morumbi. O São Paulo reagiu cinco minutos depois, em chute de longe de Jucilei que também foi para longe do gol. Logo depois, foi a vez de Reinaldo, que finalizou sem direção.

Gabigol costuma crescer em clássicos

A partir daí, o Peixe passou a impor um ritmo mais lento, enquanto os são-paulinos tinham a bola, mas não conseguiam atacar com muito perigo. Com a velocidade caindo aos poucos, o time da casa só voltou a finalizar aos 34', com um chute de longe de Jucilei que passou muito longe do gol. Aos 38', Vanderlei defendeu um cruzamento rasteiro venenoso de Brenner. 

Já a partir dos 40', o Alvinegro Praiano passou a colocar a bola na chão e dominar o jogo. Sem sofrer grandes sustos a partir daí, foi só esperar o tempo passar para comemorar a vitória. Foi a primeira vitória em clássicos do Santos no ano. Ateriormente, os santistas haviam sido derrotados pelo Palmeiras.

A próxima partida do Tricolor do Morumbi é justamente o jogo adiado com o Ituano, na quarta-feira , dia 21, às 21h45. O Peixe por sua vez pega o Santo André, na Vila Belmiro, no domingo, dia 25, as 19h30.

Foi a segunda vitória seguida do Santos


Ficha Técnica
SÃO PAULO FC 0 x 1 SANTOS FC

Data: 18 de fevereiro de 2018
Local: Estádio Cicero Pompeu de Toledo (Morumbi) - São Paulo/SP
Público: 36.118 pagantes
Renda: R$ 952.804,00
Árbitro: Raphael Claus
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Alex Ang Ribeiro

Cartões Amarelos
São Paulo FC: Petros, Reinaldo, Militão
Santos FC: Gabigol, Alison, Arthur Gomes

Gol
Santos FC: Gabigol, aos 8' do segundo tempo

São Paulo FC: Sidão; Militão, Arboleda, Bruno Alves, Reinaldo; Jucilei, Petros, Cueva (Brenner); Nenê, Marcos Guilherme (Valdívia) e Diego Souza (Trellez)  - Técnico: Dorival Júnior

Santos FC:
Vanderlei; Daniel Guedes, Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo, Jean Motta; Alisson, Renato (Léo Cittadini), Vecchio; Copete (Guilherme Nunes), Sasha (Arthur Gomes) e Gabigol - Técnico: Jair Ventura
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações