domingo, 25 de fevereiro de 2018

Botafogo vence a Cabofriense por 1 a 0 e segue invicto na Taça Rio

Por Diely Espindola, direto do Estádio Nilton Santos
Fotos: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Kieza abre o placar aos 7 minutos do primeiro tempo

Não tem sido um início de ano fácil para o Botafogo. Em sua estreia pela Copa do Brasil, o Alvinegro mesmo com a vantagem do empate foi precocemente eliminado pelo Aparecidense, sendo derrotado por 2x1. O jogo seguinte, válido pela semifinal da Taça Guanabara contra o Flamengo, seria decisivo para definir os rumos do então treinador do Botafogo, Felipe Conceição. Ainda inexperiente, o treinador não vinha agradando a torcida alvinegra, e a eliminação para o clube goiano causou protestos e manifestações dos alvinegros, que pediam a saída de Felipe. E após a segunda eliminação do ano, em apenas um mês de temporada, a demissão foi inevitável. Alberto Valentim assumiu o comando da equipe para o início da disputa da Taça Rio, e tem dado certo. 

A estreia do treinador aconteceu na última quinta feira, pela primeira rodada da Taça Rio. O Botafogo enfrentou o Nova Iguaçu e venceu por 2 a 1. O esquema montado por Alberto se mostrou eficaz, e o treinador optou por repetir a escalação para a partida deste domingo, 25, contra a Cabofriense, no Estádio Nilton Santos.

O confronto valia pela segunda rodada da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. O Botafogo busca se redimir pela campanha mediana feita no primeiro turno, onde amargou uma eliminação na semifinal para um de seus grandes rivais, o Flamengo. E sobre os ombros de Alberto Valentim, pairava a cobrança da obrigação de vencer em casa o time de Cabo Frio. 

A partida começou com o domínio absoluto do Botafogo na posse de bola. Já aos 4 minutos, Marcinho faz a primeira finalização do jogo, mas manda a bola por cima do travessão. Logo em seguida, mais uma chance de gol. Léo Valencia cobra escanteio e na disputa no alto Igor Rabello leva a melhor, mas cabeceia nas mãos do goleiro George.

Botafogo pressiona e aproveita todas as chances de finalizar

Tanta pressão só poderia resultar em gol, e ele veio aos 7 minutos pelos pés de Kieza. Após assistência de Pimpão em lance que quase deu errado, o atacante finalizou com precisão e abriu o placar para o Glorioso. 

Durante a primeira etapa, o Botafogo aproveitou todas as aberturas na zaga da Cabofriense, e finalizava sempre que podia. Muitos lances de fora da área, o time tentava ampliar o placar. No campo defensivo, o Alvinegro prezou muito pela bola no chão, conseguindo evitar que a Cabofriense finalizasse. A partida ficou um pouco mais equilibrada após a parada técnica, mas ainda assim o Botafogo terminou o primeiro tempo com tranquilidade e sem grandes perigos em sua área. 

A segunda etapa começou como a primeira, com o Alvinegro pressionando e levando perigo à área da Cabofriense. Até os 20 minutos, a Cabofriense praticamente ainda não havia saído do campo de defesa, e o Botafogo teve diversas oportunidades de marcar. Mas graças aos chutes pra fora, e as boas defesas de George, o Alvinegro encontra dificuldade para transformar sua superioridade em gols.

O placar se manteve em 1 a 0, uma apertada porém necessária vitória para o Glorioso. Com o resultado, o Botafogo vai a 6 pontos, se igualando com as outras equipes do grupo C. A próxima partida do Alvinegro é contra o Flamengo.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações