quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Boavista é o primeiro finalista da Taça Guanabara

Por Diely Espindola
Fotos: João Carlos Gomes/Bangu AC


Boavista e Bangu fazem partida eletrizante pela Taça Guanabara

Nesta quinta feira, dia 8, Boavista e Bangu se enfrentaram na primeira partida das semifinais da Taça Guanabara, o primeiro turno do campeonato carioca. E o time de Saquarema, mesmo tomando um susto na segunda etapa, em jogo realizado na tarde desta quinta-feira, dia 8, no Engenhão, no Rio de Janeiro, conseguiu garantir a classificação com um empate em 2 a 2.

Quem assistiu à partida, viu as duas equipes se agigantarem em campo e fazerem um jogo eletrizante, digno de uma decisão, e não perdendo em nada para as partidas feitas até agora pelos quatro grandes cariocas.

O Boavista começou a partida com a vantagem do empate, mas nem por isso entrou em campo buscando apenas o resultado já garantido. Ainda no primeiro tempo, o Verdão de Bacaxá já havia aberto o placar em 2x0, ambos os gols de Fellype Gabriel, já conhecido pelos torcedores cariocas, tendo tido passagens pelo Botafogo e pelo Vasco. 

Ainda nos primeiros minutos da partida, o Boavista já havia chegado à meta do Bangu com duas finalizações, de Geladeira e Maranhão, mas só abriu o placar aos 34 minutos, com jogada de Lucas pela esquerda, que em grande passe deixou Fellype Gabriel livre para marcar. Como já dito, o segundo gol do Boavista também veio dos pés de Fellype Gabriel, dessa vez de pênalti após o lateral do Bangu Guilherme cortar a bola na área com o braço.

O empate garantiu o time de Saquarema na final da Taça Guanabara

O primeiro tempo do Boavista foi impecável, talvez a melhor atuação da equipe este ano. Não por acaso, o clube terminou a primeira etapa sentindo a classificação já nas mãos. Na volta do intervalo, porém, quando a decisão já parecia definida, o Bangu assustou o time de Bacaxá com um empate talvez inesperado.

Aos 13 minutos da segunda etapa, Nilson abriu o placar para o Bangu, com gol de cabeça após jogada de Anderson Lessa. Aos 27, outro conhecido da torcida botafoguense, Almir deixa tudo igual no estádio Nilton Santos, e empata para o Bangu, também com gol de cabeça. 

E quanto mais perto do fim da partida, mais emoção era levada às torcidas de ambas as equipes, já que o Bangu por pouco não virou o jogo e tirou das mãos do Boavista a classificação praticamente garantida. O goleiro do Verdão foi um dos grandes responsáveis pela partida não ter passado do empate. Rafael foi responsável por grandes defesas, que não permitiram que a equipe alvirrubra virasse o jogo. 

O resultado pode ter sido igual no placar e equilibrado em campo, mas o empate garantiu o Boavista na final da Taça Guanabara, e enfrentará o vencedor do confronto entre Flamengo e Botafogo, que acontecerá no próximo sábado, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.
←  Anterior Proxima  → Inicio

Um comentário:

  1. Parabéns pela cobertura, sem discriminação aos clubes de menor investimento. Continue assim, Diely Espíndola.

    ResponderExcluir

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações