terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

A evolução física no futebol é positiva ou de risco?

Por Lula Terras

Vitor Bueno está afastado dos jogos a sete meses devido a uma lesão no joelho

Nesses últimos anos, durante o início da temporada futebolística, está cada vez mais comum acompanhar pela mídia esportiva, o grande número de contusões que afetam nossos atletas, em início de pré-temporada. O risco aumenta na medida em que boa parte das competições regionais já está em andamento, assim como a 1ª Fase da Copa do Brasil, e a fase preliminar da Libertadores da América, competições importantes, que acabam, por exigir mais esforços dos jogadores.

Um time que sofre muito com esta realidade é o Santos FC que, tem dois importantes atletas fora de combate, desde a temporada passada: Vitor Bueno, desde julho de 2017, quando sofreu uma grave lesão no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, e o zagueiro Gustavo Henrique, com estiramento no ligamento colateral do joelho esquerdo, ambos ainda em fase de recuperação.

Em 2018, nas primeiras rodadas do Paulistão, o time perdeu outros importantes jogadores, com data incerta para voltar a disputar uma partida, caso do atacante Bruno Henrique, com trauma no olho direito, e Lucas Veríssimo, com lesão na coxa, ambos na estréia da equipe no Campeonato Paulista; Luiz Felipe, com edema no músculo posterior da coxa esquerda, Eduardo Sacha, que teve que não voltou para o 2° tempo do jogo contra o Palmeiras, que sofreu uma concussão cerebral, depois de choque com um atleta palmeirense, mas não parece preocupar o Departamento Médico do Clube; Victor Ferraz, com luxação no ombro direito; e por fim, o zagueiro Cleber Reis, que ainda não reestreou, mas sofreu uma lesão na coxa direita, durante os treinamentos na última semana.

Essa situação deve colocar em aberto, uma discussão mais séria sobre a nova dinâmica, aplicada no futebol mundial, que mostra com clareza a importância da preparação física dos atletas, para dar vazão aos esquemas táticos implantados. Porém, ao mesmo tempo em que o futebol ganha força com isso, tem outro ponto que ainda não vem sendo explorado, que é o excesso de contusões musculares, tanto nos jogos, como durante treinamentos.

Esse problema não é bem explicado pelas comissões técnicas, e até a própria mídia especializada não busca a fundo a razão de tantas contusões. Uma tese levantada e que deve ser levada em conta é o excesso de jogos a que os atletas são expostos, tantas são as competições oficiais promovidas, em curto espaço de tempo, mal dando tempo para que seja respeitado o período de recuperação entre uma partida e outra. Enfim, fica a sugestão aos especialistas, que falem com mais clareza sobre o tema e coloquem na balança os prós e os contras a essa nova fase da preparação física, dentro do futebol.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações