quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Brasil campeão da Copa das Confederações de 1997

Por Lucas Paes

Com a cabeça raspada, os jogadores brasileiros comemoravam o título

Nos anos 1990, o Brasil contava com dois dos mais brilhantes atacantes do futebol mundial. Porém, Ronaldo e Romário jogaram poucas competições juntos. Em 1997, a dupla levou a Seleção Brasileira a dois títulos: a Copa América e a Copa das Confederações. 

Após um show na Bolívia na competição continental, os Canarinhos chegaram a Arábia Saudita para disputar a Copa das Confederações não só como campeões sul-americanos, mas como atuais campeões do mundo. Apesar de haver diferenças para a verdadeira constelação que disputou a Copa América, os comandados de Zagallo ainda eram um time fortíssimo, contando com boa parte do time campeão continental reforçado por nomes de peso como Rivaldo. 

Um fato curioso ocorreu antes da estreia: em uma brincadeira que começou com Juninho Paulista, foi decidido entre alguns atletas que eles iriam raspar o cabelo de todo o elenco. A brincadeira foi levada na boa pela maioria dos jogadores. Rogério Ceni não gostou e reclamou publicamente, terminando por ficar meio distanciado do grupo. Provavelmente, este foi um dos fatores que fez com que o histórico goleiro do São Paulo perdesse a Copa do Mundo de 1998.

O treinador Zagallo com a taça de campeão

No dia 10 de dezembro, diante dos donos da casa, os  brasileiros já demonstravam que não foram p ara o Oriente Médio para brincadeira, vencendo por 3 a 0, com gols de César Sampaio e Romário (duas vezes). Se faltava cabelo aos jogadores, já era possível perceber que sobraria talento e futebol. 

Só que dois dias depois, o Brasil tropeçou diante da Austrália, não saindo do zero. O resultado ligou algum alerta, já que a última partida seria diante do bom time Mexicano, que habitualmente sempre complicava o jogo brasuca. 

Naquele dia 16 de dezembro, o Estádio Rei Fahd testemunhou  verdadeiro jogaço. Romário botou os campeões mundiais à frente no fim do primeiro tempo, mas logo no início do da etapa final, Blanco empatou. Denilson e Junior Baiano voltaram a dar uma boa vantagem para o Brasil, mas o gol de Ramirez no finalzinho assustou. Os mexicanos porém não conseguiram buscar o empate e os comandados de Zagallo garantiram a vaga.

Foram quatro vitórias e um empate, com direito a goleada na final

Na semifinal, os campeões mundiais teriam pela frente a República Checa. Romário abriu o marcador e Ronaldo, que estava até ali em um jejum de gols, fez o segundo. Este foi o primeiro jogo na competição com os dois marcando, colocando o Brasil na final e fazendo apenas um presságio do que seria a decisão.

E no dia 21 de dezembro de 2017, Brasil e Austrália entraram no Rei Fahd para decidir o título e os 60 mil presentes veriam um verdadeiro espetáculo proporcionado por dois dos maiores atacantes da história. As dúvidas existentes devido ao jogo da primeira fase duraram 14 minutos, até que Ronaldo fez o primeiro. A partir daí, o que se viu foi um passeio. 

Foram mais dois gols do Fenômeno e outros três do Baixinho. O Brasil não foi só campeão, mas conquistou a taça, a primeira brasileira na história da competição, dando show, assombrando o planeta. A Copa do Mundo de 1998 claramente tinha um favorito ao título. Naquele momento, quando Dunga levantou a Copa das Confederações e o mundo viu do que Ronaldo e Romário eram capazes, era difícil imaginar que seria possível parar os brasileiros.

Os gols da campanha da Seleção Brasileira

Se na Copa América Ronaldo foi o goleador máximo, nas Confederações Romário foi o artilheiro, com 7 gols. Dos 14 gols, a dupla marcou 11. Era quase impossível pará-los, já que ambos tinham uma fome insaciável, eram verdadeiros predadores, vitimado defesas pelo mundo. 

No futebol, porém, nem tudo sai como planejado. Romário foi cortado antes da Copa do Mundo. Ronaldo acabou passando mal antes da final e teve atuação irreconhecível. No fim das contas, a taça foi para os franceses, donos da casa. Com Romário e Ronaldo, quem sabe a história fosse diferente. No fim, jamais saberemos.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Instagram

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações