quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Paulista 9 x 0 Paysandu - Em 2006, a maior goleada da história da Série B

Por Mateus Dannibale
Fotos: Estevan Mazzuia / Jogos Perdidos

Ao fim do jogo, o placar do Jayme Cintra destacava a sonora goleada do Paulista

Goleadas são marcantes para ambos os lados. Quem ganha, fica se vangloriando pelo feito por anos e quem perde se lamenta. Este jogo que vamos falar não é diferente: em 18 de novembro de 2006, o Paulista recebeu o Paysandu no Estádio Jayme Cintra, e Jundiaí, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B daquele ano e aplicou sonoros 9 a 0! Sim, esta foi a maior goleada da história da competição.

Mas antes de falar da partida, temos que explicar o que foi aquela Série B, que naquela temporada, pela primeira vez em sua história, era disputada no sistema de pontos corridos e ainda contava com um grande: o Atlético Mineiro. Muitas equipes tiveram que se adaptar ao novo sistema de competição e algumas não tiveram sucesso.

Naquela penúltima rodada, o Paulista, que contava com nomes como o goleiro Victor e o zagueiro Rever e havia conquistado a Copa do Brasil no ano anterior e tinha disputado a Copa Libertadores no primeiro semestre, brigava com o América de Natal pela última vaga do acesso (Atlético Mineiro, Sport e Náutico já tinham encaminhado suas vagas na Série A). Já o Paysandu, que tinha caído da Série A em 2005, depois de algum sucesso no meio da competição, onde chegou a fazer 6 a 2 na Portuguesa, em pleno Canindé, caiu de rendimento e brigava contra o rebaixamento, que seria o segundo seguido.

O Paulista atacando no primeiro tempo

Com este cenário, as duas equipes precisavam da vitória naquele 18 de novembro. O Paulista começou a partida explorando a velocidade, sobretudo pela fragilidade do sistema defensivo adversário. E foi exatamente em uma falha de marcação que o time chegou ao gol. Aos cinco minutos, após cobrança de escanteio, a defesa se atrapalhou e Dema cabeceou na segunda trave. 

Nem mesmo a desvantagem fez os paraenses acordarem. Com Aldrovani isolado no ataque, o time não conseguiu criar e ainda sofreu o segundo gol quando tentou se abrir, aos 29. Em contra-ataque, Jaílson recebeu pela direita com a defesa aberta, invadiu a área e chutou cruzado. 

Sete minutos mais tarde, o Paulista marcou mais um. O lateral-esquerdo Fábio Vidal fez boa jogada na entrada da área e de perna direita, acertou um lindo chute por cobertura, sem chances para Márcio. 

Apesar do placar favorável, o time da casa não diminuiu o ritmo e ainda fez outro, aos 45, com o volante Marcus Vinícius desviando de cabeça um cruzamento para a área. No minuto seguinte foi a vez de Jaílson bater forte no canto esquerdo, fazendo o quinto.

Um dos raros lances do Paysandu no ataque

Na volta do intervalo, o Paysandu não conseguiu corrigir as falhas e sofreu mais dois gols relâmpagos, todos em erros da defesa. Logo no primeiro minuto, Victor Santana marcou o primeiro dele e Jaílson fez o sétimo, aos três. Aos 16 e aos 31, o mesmo Jaílson balançou a rede mais duas vezes e fechou a goleada histórica.

O resultado foi ótimo, mas não ajudou o Paulista em sua intenção. Mesmo vencendo o Brasiliense, fora de casa, por 4 a 3, na última rodada, o Galo do Japí perdeu o acesso para o América de Natal no número de gols marcados. O Paysandu também não conseguiu escapar do rebaixamento. Com muitos times lutando para não cair, a equipe de Belém até goleou o Marília na última rodada (4 a 1), mas foi para a Série C de 2007.

A grande ironia é a seguinte: depois de tantas idas e vindas no futebol, o Paysandu hoje está no Campeonato Brasileiro da Série B e já está confirmado na competição em 2018, enquanto Paulista, neste ano, foi rebaixado para a Segunda Divisão Paulista, o quarto e último estágio do estado. Coisas do futebol!

Ao final, o 9 a 0 é a maior goleada da história da Série B

Ficha Técnica
PAULISTA 9 X 0 PAYSANDU

Data: 18 de novembro de 2006
Local: Estádio Jayme Cintra - Jundiaí-SP
Árbitro: Rogério Pereira da Costa (MG)

Cartões Amarelos
Paulista: Marcus Vinícius e Eduardo
Paysandu: Júnior, João Paulo, Élson, San e João Vitor

Cartão Vermelho
Paysandu: Júnior

Gols
Paulista: Dema, aos cinco, Jaílson, aos 29, Fábio Vidal, aos 36, Marcus Vinícius, aos 45, e Jaílson, aos 46 minutos do primeiro tempo; Victor Santana, a um, Jaílson, aos três, Jaílson, aos 16, e Jaílson, aos 31 minutos do segundo tempo.

Paulista: Victor (Róbson); Marco Aurélio, Dema, Rever e Fábio Vidal (Eduardo); Glaydson, Marcus Vinícius, Marcelo Oliveira e Felipe Sodinha; Victor Santana (Leandro Alves) e Jaílson - Técnico: Vágner Mancini

Paysandu: Márcio; Oziel, João Paulo (Esquerdinha), Júnior e João Vitor; Marabá, San, Élson (Rodrigo), Rogerinho e Têti (Zé Augusto); Aldrovani - Técnico: Sinomar Naves
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações