quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Camp de Les Corts - O antecessor do Camp Nou

Por Lucas Paes

O Camp de Les Corts, casa do Barcelona até o fim da década de 50

Um dos maiores clubes de futebol do mundo, o Barcelona tem em seu estádio um templo do futebol. O Camp Nou é um símbolo barcelonista e um dos maiores orgulhos catalães. Mas antes dele, o Barça teve durante muito tempo outro estádio: o Camp de Les Corts 

O estádio não foi exatamente o primeiro do Barça, que antes teve o Camp del Carrier Indústria, mas o Les Corts foi o primeiro com projeções de grandeza.  Eventualmente, ele seria ampliado para suportar 60 mil torcedores. O Camp del Carrer Indústria tinha capacidade para apenas 8 mil torcedores.

O projeto do estádio surgiu um bom tempo antes de ser inaugurado. A ideia vinha de Joan Gamper, fundador, jogador e presidente do Barça que dá nome ao troféu anual disputado em Camp Nou. Com o time virando rapidamente um símbolo catalão e ascendendo em popularidade, o acanhado Carrier Indústria já não servia mais.

Distância entre o atual Camp Nou e o antigo Camp de Les Corts

A construção aconteceu em tempo recorde. A pedra fundamental foi lançada em fevereiro de 1922 e três meses depois já acontecia o jogo inaugural. Nesta partida, os Culés venceram o Saint Mirren, da Escócia, por 2 a 1. Com capacidade inicial de 20 mil pessoas, futuramente houveram ampliações para 45 mil e 60 mil lugares.

O estádio testemunhou um período glorioso do Barcelona, com seis títulos seguidos do Campeonato Catalão e três Copas do Rei. Em 1929, veio o histórico primeiro título da La Liga, justamente na primeira edição do torneio. 

Mas o Camp de Les Corts também foi testemunha de anos difíceis do Barça. Na verdade da Espanha inteira. Símbolo catalão, o Barcelona se tornou um dos pilares do nacionalismo daquela região. Durante os governos de Migulel Primo de Rivera e de Francisco Franco o clube sofreu com episódios de opressão. Na Guerra Civil Espanhola, a sede do Barcelona chegou a ser bombardeada. 

Grandes jogos foram realizados no estádio

A opressão resultou em tempos complicados dentro de campo, numa época em que o Barcelona não venceu títulos espanhóis, apesar de algumas conquistas na Catalunha. Na temporada de 1941/42, quase veio o rebaixamento, mas o título da Copa do Generalismo salvou a temporada. No final dos anos 1940, os tempos bons voltaram com três conquistas da La Liga. 

O início da década de 1950 marcou a chegada do húngaro Kubala. Nos três anos seguintes, o clube conquistou absolutamente todos os títulos a nível nacional e ainda conquistou a Copa Latina. Aquela formação ficaria conhecida como o Barcelona das cinco copas. Mesmo com capacidade para 60 mil pessoas, o Camp de Les Corts não suportava mais as necessidades do Barça. Já em 1950, o clube iniciou um processo para adquirir um novo terreno.

Filme da cerimônia de inauguração do Camp de Les Corts, em 1929

Em 1954, foi lançada a pedra fundamental do que se tornaria o Camp Nou. Três anos depois, no dia 24 de setembro de 1957, foi inaugurado o Camp Nou, com capacidade para 90 mil pessoas. Em 1966, o estádio de Les Corts foi finalmente demolido, dando lugar a um parque com mesmo nome. 

Além do Barcelona, houve um outro clube que mandava jogos no Les Corts. O CD Condal foi um clube que basicamente mandou seus jogos lá em toda sua existência. O Condal foi fundado em 1934 e encerrou as atividades em 1970, estando sempre nas divisões inferiores da Espanha.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações