quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Baltazar, o 'Cabecinha de Ouro', no Jabaquara


O Jabaquara Atlético Clube, o Leão da Caneleira, está completando 103 anos de fundação neste 15 de novembro de 2017. Tradicionalíssimo clube da cidade de Santos e um dos membros fundadores da Federação Paulista de Futebol, o Jabuca tem uma linda história. Além disso, o clube já revelou vários grandes jogadores, sendo que dois deles foram grandes ídolos do Corinthians: o goleiro Gylmar e o então meio-campista, que no Timão virou centroavante, Baltazar, o 'Cabecinha de Ouro'.

Baltazar, batizado como Oswaldo Silva, nasceu em Santos, no dia 14 de janeiro de 1926. O menino, desde pequeno, não saía dos campinhos do Macuco, até que um dia ele foi levado para o Flor do Norte FC, time da várzea da cidade, por seu pai. Lá, ele começou a se destacar, mas como meia direita. Em 1943, por obra do destino, ele foi parar na cidade de Piracicaba, onde atuou no amador União Monte Alegre FC.

Em 1944, Oswaldo Silva voltou para Santos e foi jogar no Jabaquara, que na época tinha sede em seu bairro, o Macuco. Foi no Leão onde Oswaldo passou a ser chamado de Baltazar. O motivo foi que seu irmão mais velho, jogador do Santos FC, se chamava Baltazar. Ele sofreu um acidente, que o tirou dos gramados, e, por isso, Oswaldo aceitou ser chamado pelo nome do 'mano', como uma homenagem.

Baltazar, o terceiro em pé, pelo Jabaquara

Baltazar estreou na equipe principal do então Leão do Macuco em maio de 1944, como meia direita, e logo chamou a atenção de todos, virando o centro das atenções em seu bairro. Dois meses depois, o Jabuca enfrentou o São Paulo FC, vencendo pro 3 a 2. Baltazar marcou o gol da vitória.

Mesmo jogando apenas dois terços do Campeonato Paulista daquele ano, o atleta já era considerado a revelação da competição, tendo feito sete gols, sendo cinco de cabeça. Com isto, ele chamou a atenção dos times grandes da capital e acabou contratado pelo Corinthians.

No Timão, teve um começo tímido, mas como cabeceava com facilidade, foi deslocado para centroavante, onde virou ídolo da torcida e passou a até defender a Seleção Brasileira. Baltazar saiu do Corinthians em 1957, para defender o Juventus. Depois, ainda voltou ao Jabaquara e encerrou a carreira no União Paulista,  em 1959. O 'Cabecinha de Ouro' faleceu em 25 de março de 1997, quando morava em Praia Grande.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações