quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Atletas mimados, dirigentes e torcedores despreparados são riscos para o futebol

Por Lula Terras

Dagoberto desabafou sobre a postura de atletas e dirigentes do futebol brasileiro

A redenção do futebol brasileiro está difícil de acontecer e pouco, ou quase nada, tem sido feito para reverter o quadro. Um comentário, publicado e um site de notícias, feito pelo jogador Dagoberto, que atua no futebol norte-americano, coloca mais pilha no já combalido futebol brasileiro.

Com passagens por grandes clubes brasileiros, o atleta que atua no San Francisco Deltas disse que não aguenta mais o futebol brasileiro e que não sente a menor vontade de voltar a atuar por aqui. Ele alega que a falta fome de jogo nos jovens atletas tem influenciado bastante na qualidade das partidas realizadas. “Eles estão mais preocupados com Ipad, conforto e esquecem de jogar”, lamenta o jogador.

Eu entendo que o comentário de Dagoberto, apesar de forte, tem muita verdade. Concordo plenamente com o que disse e acrescento outros motivos para que o quadro negativo venha perdurando há tanto tempo. A meu ver, todos os jogadores, desde as categorias de base são mimados, e muitas vezes, remunerados de forma errada e perigosa.

Isso acontece, geralmente em clubes, onde seus dirigentes que, até podem ser empresários bem sucedidos, mas no que diz respeito ao futebol, são despreparados, também empresários gananciosos e torcedores passionais apresentam riscos ao desenvolvimento da carreira dos jovens atletas, e quem perde com tudo isso, é o pobre e desamparado futebol brasileiro.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações