terça-feira, 17 de outubro de 2017

Brasil 14 x 0 Nicarágua - Uma goleada histórica no Pan de 1975

Por Victor de Andrade

A Seleção na final do Pan de 1975. Durante a campanha, uma goleada por 14 a 0
Em pé: Mauro, Batista, Edinho, Tecão, Carlos e Chico Fraga
Agachados: Rosemiro, Eudes, Luís Alberto, Cláudio Adão e Santos

Em 1975, a Seleção Brasileira conquistou a medalha de ouro no torneio de futebol masculino dos Jogos Pan-Americanos de 1975, realizados na Cidade do México. A conquista, que foi dividida com os donos da casa, após empate no tempo normal e prorrogação (decidiram 'repartir' o título, ao invés de fazer a decisão por pênaltis), teve uma campanha quase irretocável, com direito a uma histórica goleada por 14 a 0 sobre a Nicarágua.

O Brasil era representando por uma seleção amadora (a famosa regra olímpica da época), mas que contou com nomes que faria sucesso no futebol, como o goleiro Carlos, o zagueiro Edinho, o meia Batista e o atacante Cláudio Adão. A equipe tinha caído no Grupo D da competição, ao lado de Costa Rica, El Salvador e Nicarágua e fez as partidas no Estádio Azteca, que tinha sido palco do tri cinco anos antes.

A Seleção Brasileira estreou com vitória sobre a Costa Rica por 3 a 1. No jogo seguinte, nova vitória, mas desta vez contra El Salvador: 2 a 0, com gols de Cláudio Adão e Edinho. Com a classificação para a fase seguinte garantida, o técnico Zizinho resolveu fazer alguns testes na equipe para enfrentar a Nicarágua. E não é que deu certo!

No dia 17 de outubro de 1975, o Brasil entrou no gramado do Azteca com sede de gol. E coitada da Nicarágua, que havia sido goleado por El Salvador (4 a 1) e Costa Rica (5 a 1). Mal sabiam que o pesadelo seria ainda maior naquele dia.

O Brasil entrou em campo com alguns atletas que depois fariam fama no futebol brasileiro e mundial, como os já citados Edinho e Batista (que entrou no segundo tempo), Rosemiro, Marcelo Oliveira e Bianchi. Outros, como Carlos, Cláudio Adão não jogaram, apesar de serem titulares.

Um dos jogadores que foram testados nesta partida, o então atacante do Fluminense Luís Alberto, estava infernal e marcou em quatro oportunidades. Santos, do Santa Cruz e outro testado por Zizinho, Marcello, do Atlético Mineiro, e Batista, do Inter, marcaram dois cada. Rosemiro, Erivelto, Eudes e Chico Fraga completaram o placar: Brasil 14, Nicarágua 0.

O resultado foi histórico! Era a maior goleada de uma seleção brasileira em todos os tempos, com recorde sendo mantido até hoje. O resultado fez com que o Brasil fosse para a segunda etapa da competição com muita força.

Depois da histórica goleada, o time foi para a segunda fase, onde goleou a Bolívia (6 a 0) empatou com Argentina (0 a 0) e novamente voltou a fazer um placar dilatado, marcando 7 a 0 em Trinidad e Tobago, garantindo seu lugar na decisão, onde o empate com o México fez com que a medalha de outo fosse dividida. Aliás, a Fifa não considera esta conquista, pois a partida não terminou, mas a Odepa, organizadora dos Jogos Pan-Americanos, conta a medalha de ouro no quadro da entidade.

Ficha Técnica
BRASIL 14 X 0 NICARÁGUA

Data: 17 de outubro de 1975
Local: Estádio Azteca - Cidade do México - México
Árbitro: I. Calderon (Cuba)

Gols: Luís Alberto, Luís Alberto, Luís Alberto, Luís Alberto, Santos, Santos, Rosemiro, Erivelto, Eudes, Chico Fraga, Batista I, Batista I, Marcello, Marcello

Brasil: Zé Carlos; Mauro, Bianchi, Edinho e Chico Fraga; Alberto Leguelé (Batista), Eudes e Rosemiro; Luís Alberto (Marcelo Oliveira), Erivelto e Santos - Técnico: Zizinho

Nicarágua: Salvador Dubois Leiva; Silvio Aguirre Villavicencio, Francisco Hernández Tapia, Ricardo Fernández Ortiz e Edgard Flores Donaire; Victor Grausa, Maurício Cruz Girón e Armando Cuadra Serrano; Rodolfo Acevedo Molina (Maurício Rivaz Lopes), Francisco Romero Mendoza e Gustavo Sequeira Moreno.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações