segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Algumas lesões que marcaram o mundo do futebol

Por Mateus Dannibale

Nesta última terça feira, dia 17, vimos uma lesão que chocou o mundo do basquete, uma cena muito forte, onde o ala do Boston Celtics, Hayward, após uma disputa no garrafão, torceu seu tornozelo. A lesão vai deixá-lo por pelo menos seis meses fora das quadras. No futebol não é diferente, pois houveram vários lances com lesões que ficaram conhecidas. Vamos lembrar algumas das lesões mais graves no futebol.

RONALDO


O Fenômeno, como ficou conhecido devido à suas jogadas, em 12 de abril de 2000, voltava aos gramados pela Internazionale, após ficar cinco meses fora devido a uma lesão no tendão. O jogo era contra a Lazio, no Estádio Olímpico de Roma, e Ronaldo entrou no segundo tempo. Com sete minutos em campo, como de costume, o Fenômeno partiu em velocidade para cima da defesa da Lazio e, ao tentar "pedalar" sobre a bola, viu o pé prender no chão e o já combalido joelho direito se romper completamente, a lesão o afastou por quinze meses. Depois, voltou praticamente em cima da Copa do Mundo de 2002 e, como uma fênix, ajudou o Brasil conquistar o quinto título mundial.

MAIKON LEITE


No dia 17 de agosto de 2008, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro contra o Flamengo, em uma disputa de bola com o ex-goleiro Bruno, o atacante torceu o joelho e rompeu os ligamentos cruzado anterior, posterior e colateral medial. A lesão fez com que o jogador passasse por uma cirurgia no joelho e ficasse fora dos gramados por oito meses, só voltando em abril de 2009.

LUCIANO ALMEIDA


O jogador que atuava pelo Botafogo em 2007 também foi vítima de uma grave lesão. Na partida contra o Sport, no Engenhão, o lateral tentou dar um carrinho, em disputa de bola com Carlinhos Bala, porém seu pé ficou preso gramado virando para trás. O atleta foi submetido a uma cirurgia e ficou fora dos gramados por cerca de cinco meses e nunca mais conseguiu se firmar como titular do time botafoguense.

DAVID BUSST


Durante uma partida contra o Manchester United, em abril de 1996, o zagueiro do Coventry City, David Busst, colidiu com os adversários Denis Irwin e Brian McClair, durante a cobrança de um escanteio, e quebrou a tíbia e a fíbula da perna direita. O jogo ficou 12 minutos paralisado para se limpar o sangue do atleta do gramado. O goleiro do Manchester, Peter Schmeichel chegou a vomitar ao ver a cena de perto e, assim como outros atletas, precisou se consultar com um analista para esquecer o trauma da cena. Busst teve de encerrar sua carreira por conta da infecção que a lesão causou na sua perna. Ele quase teve a perna amputada, mas voltou a andar após 26 operações.

LUC NILLIS


Principal jogador da Seleção Belga, o Nillis fazia apenas sua quarta partida com a camisa do Aston Villa, no duelo contra o Ipswich Town, em setembro de 2000. O atacante sofreu um encontrão do goleiro Richard Wright, em um lance que virou sua perna ao contrário, na altura do joelho. Com todos os ligamentos do joelho rompidos, Nillis ainda tentou retornar aos gramados, mas em janeiro de 2001 decidiu encerrar sua carreira por não conseguir mais se recuperar da lesão sofrida.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações