sábado, 23 de setembro de 2017

O árbitro Wright e o microfone oculto em um Flamengo e Vasco de 1982

Jogadores cercam o árbitro. Eles não sabiam que ele estava com um microfone escondido
(foto: Revista Placar)

Em 23 de setembro de 1982, uma quinta-feira, Flamengo e Vasco entravam no mítico gramado do Estádio Mário Filho, o Maracanã, para a decisão da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato do Estado do Rio de Janeiro. O que ninguém esperava é que o árbitro José Roberto Wright estaria apitando a partida com um microfone escondido para uma reportagem para a Rede Globo, mais precisamente para o programa Esporte Espetacular.

A ideia veio de dois jornalistas da Globo: Fernando Guimarães e Luís Antônio Nascimento. Segundo eles, em reportagem feita anos depois para a própria emissora, o objetivo era mostrar que a tecnologia poderia ajudar no jogo. Já José Roberto Wright, quando aceitou a proposta, disse, na mesma reportagem, que queria mostrar a dificuldade de como é arbitrar uma partida de futebol.

Porém, o fato de as equipes e a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro não saberem do microfone causou complicações. O Flamengo, que saiu vitorioso do embate, por 1 a 0, gol de Adílio, no final da partida, processou o a Globo por uso indevido da imagem.

O jogo foi catimbado

O Vasco derrotado, ficou ainda mais furioso. Acusou que o áudio influenciou Wright na postura dele durante a partida, principalmente na perseguição à um atleta vascaíno: o meia Geovane. Aliás, é nítido na reportagem que o jogador do time da colina é constantemente interpelado pelo árbitro.

A Federação puniu Wright e o deixou suspenso de jogos do Campeonato do Rio. Porém, o Supremo Tribunal de Justiça Desportiva absolveu o árbitro, por unanimidade e ele pôde, enfim, voltar a apitar nos jogos.

O caso foi polêmico, na época. Enquanto a Globo abusava na reportagem, passando em outros programas jornalísticos da emissora, outros meios de comunicação acusavam a ação. O Jornal do Brasil chegou a chamar a situação, em manchete, de "o Watergate do futebol brasileiro", fazendo alusão ao escândalo americano que levou à renúncia o presidente Richard Nixon, em 1972.

Vídeo sobre como foi montada a reportagem

Ficha Técnica
FLAMENGO 1 X 0 VASCO DA GAMA

Data: 23 de setembro de 1982
Local: Maracanã - Rio de Janeiro-RJ
Público: 122.481 torcedores
Renda: Cr$ 71.515.700,00
Árbitro: José Roberto Wrigth

Gol
Flamengo: Adílio, aos 45' do segundo tempo

Flamengo: Cantareli; Leandro, Marinho, Mozer e Júnior; Andrade, Vitor e Zico; Adílio, Nunes e Lico - Técnico: Paulo César Carpegiani

Vasco da Gama: Mazaropi; Galvão, Nei, Celso e Pedrinho; Serginho, Dudu e Giovani; Rosemiro, Roberto (Ernâni) e Marquinho - Técnico: Antônio Lopes
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações