sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Johnson Macaba - As aventuras de um angolano no futebol brasileiro


Apesar de não ser algo tão corriqueiro como na Europa, ainda assim não é raro africanos no futebol brasileiro. Um dos países que sempre tem jogadores por aqui é Angola, muito por causa de falarem a mesma língua. Entre os angolanos, dois ficaram muito conhecidos: Geraldo foi o último deles, passando muito tempo no Coritiba, mas vamos falar de um que rodou boa parte do Brasil: Johnson Macaba.

Johnson Monteiro Pinto Macaba nasceu em Luanda, capital de Angola, no dia 23 de novembro de 1978. Ele se destacava jogando futebol com seus amigos em sua terra natal e tinha um sonho: virar atleta profissional. Por isso, partiu para o Brasil para realizar o seu sonho.

Teve boa passagem pela Lusa em 2005

O angolano se profissionalizou em 1998, no EC São Bernardo, onde ficou até o ano seguinte. Depois, fez uma verdadeira peregrinação pelo futebol brasileiro: Francana e Londrina, em 2000, União Barbarense e Gama (onde jogou a Série A do Brasileirão pela primeira vez), em 2001. Aliás, foi em 2001 que ele fez os primeiros três jogos pela Seleção Angolana.

Em 2002, a peregrinação continuou e ele passou por Portuguesa Santista, novamente Londrina e Fluminense de Feita, em 2002. No mesmo ano, Johnson saía pela primeira do Brasil e foi para a Turquia, onde defendeu o Malatyaspor, ficando no clube por dois anos. Durante sua passagem pela Turquia, voltou a jogar pela seleção de seu país em 2003.

Altos e baixos no Goiás

Johnson voltou para o Brasil em 2004, defendendo o América de São José do Rio Preto e o Juventus. Em 2005, foi contratado pela Portuguesa, para jogar a Série B do Brasileirão. Iniciou, nesta época, o que talvez foi a melhor fase de sua carreira. Na Lusa, fez um trio ofensivo com Leandro Amaral e Celsinho e bateram na trave no acesso para a elite nacional.

Seus bons jogos pela Portuguesa o fizeram voltar ao selecionado angolano, onde esteve no elenco na Copa das Nações Africanas de 2006. Johnson também esteve na pré-lista para a Copa do Mundo, mas foi preterido pelo técnico Oliveira Gonçalves na convocação final para o Mundial.

Na passagem pelo futebol chinês

Ainda em 2006, Johnson foi contratado pelo Goiás, para defender o clube na Série A do Brasileirão. Sua passagem pelo clube esmeraldino foi de altos e baixos e acabou sendo emprestado algumas vezes. A primeira foi para o Santa Cruz, em 2007. Em 2008, ele foi para o Shenzhen Asia Travel, em sua primeira passagem pelo futebol chinês.

Ainda com os direitos federativos ligados ao Goiás, Johnson, em 2009, defendeu o Recreativo Libolo, em sua única passagem pelo futebol de sua terra natal. A consequência dessa passagem pelo futebol angolano foi voltar à seleção de seu país, tendo feito parte do elenco que disputou a Copa das Nações Africanas de 2010.

Encerrou a carreira em 2012, no Atlético Sorocaba

Ainda em 2010, voltou para o futebol chinês, onde jogou por Chengdu Blades, Guangzhou R&F e Chongqing Lifan. Em 2012, Johnson voltou ao Brasil e defendeu o Catanduvense. Depois, foi para o Atlético Sorocaba, onde encerrou a carreira com 34 anos.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações