terça-feira, 19 de setembro de 2017

Dado Oliveira - Um batalhador no Manthiqueira que conquistou o acesso

Com a colaboração de Bruno Leandro Barros
Fotos: Leandro Oliveira/AD Manthiqueira

Rodeado pelas atletas, Dado Oliveira comemora o acesso depois do jogo contra o União

No último sábado, dia 16, a Academia Desportiva Manthiqueira escreveu o que foi, até aqui, o capítulo mais importante de sua história. Jogando no Estádio Dario Rodrigues Leite, a equipe de Guaratinguetá venceu o União Mogi por 3 a 1 e atingiu a grande final do Campeonato Paulista da Segunda Divisão de 2017, conseguindo também uma vaga na Série A-3 do ano seguinte, sendo o primeiro acesso da história do clube, que começou com militar da reserva de 57 anos Geraldo Margelo de Oliveira ou, simplesmente, o seo Dado Oliveira.

Fundado por Dado Oliveira em 2005, o Manthiqueira se filiou na Federação Paulista de Futebol apenas em 2010, estreando no futebol profissional em 2011. Logo de cara, o clube já chamou a atenção por algumas características diferentes das agremiações "usuais" do futebol brasileiro, muito por causa de seu presidente, que faz questão de manter a disciplina entre seus atletas.

Atencioso com todos que o procuram, Dado de Oliveira bateu um papo com O Curioso do Futebol, onde falou da história do clube, sobre a campanha de 2017, o que espera das finais e como vai trabalhar com a nova realidade em 2018. Confira:

A emoção tomou conta do mandatário do Manthiqueira

O Curioso do futebol – Primeiramente, parabéns pelo acesso! Como é a sensação de ser um dirigente de futebol com um recém-acesso conquistado?

Dado Oliveira - Obrigado pelos parabéns! A conquista do acesso pelo clube que você criou e administra é uma sensação indescritível. Eu fiquei muito emocionado ao fim do jogo. (NR: nas fotos, dá para perceber a emoção de Dado Oliveira).


OCDF – Como surgiu a ideia de montar a Academia Desportiva Manthiqueira?

Dado Oliveira - Sempre gostei de futebol. Além disso, tínhamos uma escolinha, que era uma franquia do Azulãozinho, do São Caetano. Com essa estrutura, foi que o Manthiqueira teve início.

OCDF – É verdade que a cor do clube é uma homenagem à Holanda de 1974, conhecida como a Laranja Mecânica? Já o “th” do nome Manthiqueira é homenagem ao que?

Dado Oliveira - Sim, gostava muito daquela Holanda da Copa do Mundo de 1974 e por isso escolhi o Laranja como a cor principal da equipe. Já o "th" do Manthiqueira escolhemos para diferenciar de outras marcas já registradas como Mantiqueira. (NR: sim, este é um dos motivos. Porém, muitos dizem que o "th" é uma homenagem ao Corinthians, time do coração de Dado).

O time de Dado Oliveira jogará a A-3 em 2018

OCDF – O clube se destaca por ter uma administração diferente das demais agremiações. Um dos exemplos, é primar pela disciplina. Por que o senhor usa esta tipo de comando?

Dado Oliveira - Desde o início do projeto, primei pelo respeito ao adversário e a arbitragem. Sempre tratei bem os times que vieram jogar em nossa casa, a torcida deles e a imprensa que cobre o time visitante (NR: podemos confirmar). Tudo isso é porque eu não quero fazer para os outros o que não quero que façam para mim.


OCDF – O Manthiqueira vem a tempos batalhando 'um lugar ao sol' no futebol paulista. O que aconteceu de diferente em 2017 dos outros anos para a conquista do acesso?

Dado Oliveira - É claro que sempre buscamos atingir o acesso e o título, mas são muitas equipes brigando pelo mesmo objetivo. Neste ano, formamos um grupo de atletas comprometidos com a camisa e filosofia do clube. Por isso deu certo!


OCDF – A treinadora Nilmara Alves esteve no projeto do clube praticamente desde o início, mas este ano esteve afastada. Ela tem importância nesta conquista?

Dado Oliveira - Na verdade, ela não está afastada, atualmente ela é consultora do clube e tem uma importância fundamental na formação da nossa identidade. Seu trabalho tem muita importância na nossa conquista.


OCDF – Em 2018, o Manthiqueira estará na Série A-3, que é um campeonato completamente diferente da Segunda Divisão. Já pensou como será encarar este novo desafio?

Dado Oliveira - Sim, é um desafio novo, mas seguiremos com a mesma filosofia e identidade. Porém se adequando ao novo campeonato.

A festa foi grande no estádio

OCDF – Mas antes da Série A-3, ainda tem a final contra o EC São Bernardo. Conhece o adversário, que tem como treinador o atual campeão da competição, Ricardo Costa?

Dado Oliveira - Conheço o EC São Bernardo. O treinador da equipe, Ricardo Costa, é muito bom. Fez um excelente trabalho na Portuguesa Santista, em 2016, conquistando a competição, e agora no São Bernardo, que assim como nós, está com o acesso garantido. Porém, vamos em busca do título, mas sempre com respeito ao adversário.


OCDF – Para encerrar, o espaço está aberto para o senhor dizer o que está com vontade. Obrigado e boa sorte!

Dado Oliveira - Gostaria de agradecer à todas as pessoas que neste período acreditaram no projeto da Academia Desportiva Manthiqueira e que, de uma forma ou de outra, ajudaram a divulgar a nossa proposta. Obrigado pelo espaço!

Informação - Manthiqueira e EC São Bernardo decidem o título da Segunda Divisão Paulista nos próximos dois finais de semana. O primeiro jogo está marcado para o domingo, dia 24, às 15 horas, no Baetão, em São Bernardo do Campo (o Bernô solicitou a antecipação da partida para o sábado, ainda não confirmada pela FPF). A segunda partida será no dia 30, sábado, no mesmo horário, no Estádio Dario Rodrigues Leite, em Guaratinguetá.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações