quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Brasileiro é preparador físico da equipe de futsal do Partido Comunista Russo


Desde que foi confirmada como palco da Copa do Mundo de 2018, a Rússia ganhou o atento olhar dos amantes do esporte. E, com a proximidade do fabuloso evento, o território bicontinental tem crescido na mídia internacional. Porém, se a equipe de futebol local traz certa desconfiança, principalmente após o desempenho apresentado na Copa das Confederações, uma esquadra de outro esporte causa temor nos adversários mundo afora: o futsal, que no país é muito popular. E o Brasil, dono de sete títulos mundiais da modalidade, não exporta apenas atletas às respectivas quadras, mas também renomados membros de comissão técnica. É o caso do multicampeão José Marcelo Gomes, que cuidará da preparação física do MFK KPRF, representante do Partido Comunista, com sede na capital Moscou.

Ícone do futsal paulista, Zé Marcelo, como é popularmente conhecido, é o atual campeão da Copa da Rússia e vice-campeão da Superliga. Na temporada 2016/17, o guarulhense foi o preparador físico do tradicionalíssimo Dina Moscou, que retornou aos torneios da UEFA após longo período. O grande retrospecto, no entanto, não representou o seu primeiro trabalho no território. Sua estreia ocorreu na temporada 2010/11, integrando a comissão técnica do Gazprom-Ugra, curiosamente, seu adversário na estreia pelo MFK KPRF, onde permaneceu até 2012, conquistando uma Copa da Rússia e um terceiro lugar na Superliga. Defendendo a equipe de Yugorsk, conheceu o destacado treinador Beso Zoidze, em sua opinião, o melhor do País, que, à época, auxiliava o comandante principal, o brasileiro e conterrâneo Milton Luiz Ziller Junior, popular Miltinho.

Na temporada 2013/14, Zé Marcelo prestou consultoria ao Spartak Moscou, conquistando o acesso à elite do futsal russo. O feito fez com que o preparador físico seguisse na equipe – que movimentou a última janela de transferências futebolística pelas investidas nos atacantes gremistas Luan, da Seleção Brasileira, e em Pedro Rocha, que acabou contratado – para o campeonato seguinte.

Em solo brasileiro, Zé Marcelo atuou como atleta profissional de futsal e futebol society por 15 anos, defendendo equipes como Corinthians, São Paulo, AABB e Wimpro-Guarulhos. Foi convocado para a seleção paulista de ambos os esportes – e também para a Seleção Brasileira de futebol society. Seus títulos dentro de quadra impressionam, visto que foi campeão estadual, metropolitano, duas vezes vencedor da Taça São Paulo e vice-campeão nacional de seleções. Na modalidade de sete atletas, por sua vez, foi bicampeão paulista e vice-campeão brasileiro.

Sua jornada como preparador físico começou na Wimpro, onde continuou colecionando títulos: foi pentacampeão dos Jogos Regionais e tricampeão dos Jogos Abertos. A notória bagagem fez com que assumisse o cargo de treinador da equipe de Guarulhos na respeitada Liga Futsal – competição que disputou duas vezes como atleta. Zé Marcelo também comandou as equipes de base do Guapira antes de trabalhar, por 14 anos, como professor de Educação Física em escolas de sua terra natal: Mater Amabilis, Eniac, Clip e Escola Estadual Silvério Bertoni.

Aos 47 anos, Zé Marcelo, que é personal trainer e proprietário da Concept Training Brasil, exemplificou como é o dia a dia em território russo, sublinhando a grande e estratégica carga de trabalho que é minuciosamente arquitetada em conjunto com os demais membros da comissão técnica do MFK KPRF.

“Minha rotina é de muito trabalho. Treinamos diariamente, das 10h30 às 13h30. Após as atividades, a comissão técnica fica reunida por mais algum tempo, planejando as ações e os ajustes necessários. Depois, volto para casa, que é bem próxima da sede do MFK KPRF. À tarde, cumpro os afazeres domésticos. Quando consigo, vou ao shopping passear, mas já retorno para pensar, novamente, no cronograma do dia seguinte. Assim, mato a saudade dos amigos e familiares à noite, pelo computador. Só consigo passear e conhecer melhor esse lindo país durante as folgas ou feriados”, expôs o preparador físico, cada dia mais habituado com o idioma local.

“A comunicação com os atletas do MFK KPRF ainda não é simples. Estou aprendendo russo. Já falo um pouco, mas consigo ouvir e compreender melhor. Ter um intérprete conosco ajuda muito no processo de ambientação”.

Observando pela internet um contexto de esfera política conturbada no Brasil, Zé Marcelo explicou como é defender a equipe que representa o Partido Comunista e destacou o audacioso planejamento trilhado pela diretoria vermelha – o MFK KPRF possui o time B e o time sub-18 disputando a segunda divisão da Superliga.

Zé Marcelo

“O clube me surpreendeu muito pela infraestrutura, aliada à imposição de objetivos ambiciosos dentro do futsal internacional. Nosso distintivo traz o lema ‘trabalho, democracia e socialismo’. E a filosofia do MFK KPRF é integrar os jovens e a comunidade com o esporte, apontando para a cultura da expansão e massificação das práticas de lazer e alto rendimento. A diretoria também investe bastante em outros esportes, como patinação artística, ginástica, MMA e basquete”, explicou o guarulhense, que terá, ao lado, dois brasileiros e dois espanhóis no plantel comunista.

“Os brasileiros aqui são o Cirilo (que possui passaporte russo e atua pela seleção local) e o Paulinho, que é paulista de Jaú. O Lin e Adri são outros grandes jogadores e fazem parte da equipe principal da Espanha. O nosso elenco é bem qualificado. E esperamos surpreender os adversários. Quero seguir fazendo história por aqui”.

Ao traçar um diagnóstico sobre a edição 2016/17 da Superliga Russa, Zé Marcelo enfatizou o equilíbrio do torneio, contudo, mostrou-se confiante para a realização de um grande campeonato, celebrando, também, a oportunidade de estrear diante de um dos favoritos ao título, fora de casa.

“Aguardo muito equilíbrio e nivelamento. Vejo cinco equipes muito fortes, duas outras bem próximas, e sempre nos deparamos com algumas surpresas. Certamente, quem acompanhará a Superliga Russa estará muito bem servido nos quesitos qualidade e emoção. Nós do MFK KPRF nos preparamos de modo adequado. E é sempre bom fazer as primeiras partidas diante de um favorito. Assim, já teremos um grande parâmetro para seguir impondo a filosofia ideal de jogo. Sigo muito otimista”, finalizou.

Apesar de tudo, o MFK KPRF não começou bem na Liga Russa de Futsal. Eles perderam as duas primeiras partidas, para o Gazprom-Ugra, por 6 a 5, no sábado, e 4 a3, no domingo, em Yugorsk, fora de casa. O próximo jogo é nesta sexta-feira, em casa, contra o Dina Moscou. Curiosamente, ex-time do Zé Marcelo.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações