domingo, 24 de setembro de 2017

Bate na madeira! O Fortaleza subiu!!!

A derrota por 1 a 0 garantiu o acesso ao Fortaleza, que finalmente volta à Série B
(foto: Felipe Couri / Tupi)

Foi sofrido e com derrota. Mas, depois de oito tentativas, sendo que em algumas delas deixando o objetivo escapar na "palma da mão", o Fortaleza finalmente conseguiu subir para a Série B do Campeonato Brasileiro. O Tricolor de Aço foi derrotado pelo Tupi, em Juiz de Fora, por 1 a 0, mas como havia vencido o primeiro duelo, no Castelão, por 2 a 0, cravou o seu acesso.

A caminhada foi complicada e durou anos. Começa exatamente em 2009, quando fazendo uma campanha fraca (38 pontos em 38 jogos), o time ficou em 18º lugar na Série B e foi rebaixado para o terceiro escalão do futebol nacional. O torcedor do Fortaleza sofreu muito com a queda, mas não imaginava que o pior ainda estava por vir.

Na cabeça de quem acompanha o Tricolor de Aço o pensamento era assim: o time, que na década anterior chegou a estar até na Série A, teve um ano ruim, vai jogar a Série C por uma temporada e consegue o acesso. A torcida apoiou (os três maiores públicos da história da competição são em jogos do time), mas desde 2010, o Fortaleza viveu um calvário que durou até o sábado, dia 23 de setembro de 2017.

Em 2010, o Tricolor de Aço caiu, na primeira fase, em um grupo com Paysandu, Águia de Marabá, Rio Branco e o São Raimundo de Santarém. Mesmo terminando com 12 pontos, o mesmo número do segundo colocado, o time perdeu a vaga na segunda fase pelo número de vitórias. No ano seguinte, foi pior: com apenas 9 pontos, escapou do rebaixamento porque marcou quatro gols a mais que a Campinense, que sofreu o descenso.

Algoz em 2016, Antônio Carlos foi o comandante do acesso

Em 2012, o regulamento muda e a primeira fase torna-se mais longa. O Fortaleza 'atropela' os seus adversários e termina com a melhor campanha. No mata-mata, encara o Oeste de Itápolis. No primeiro jogo, no interior paulista, empate em 1 a 1. Vai definir no PV com facilidade, certo? Errado! O Oeste venceu por 3 a 1 e eliminou o time cearense.

Em 2013, o Fortaleza perde a vaga no mata-mata da Série C porque empata em casa com o Sampaio Corrêa, na última rodada. O calvário continuou em 2014, quando o Tricolor de Aço novamente faz a melhor campanha na fase inicial. No mata-mata, encara o Macaé e empata o primeiro jogo em 0 a 0, no Rio de Janeiro. Vai classificar no Castelão? Ledo engano! O empate em 1 a 1 deu o acesso ao time fluminense pelo gol fora de casa.

Chega 2015 e o que acontece na primeira fase: Fortaleza com a melhor campanha. Mas no mata-mata, o Brasil vence, em Pelotas, por 1 a 0, e segura o empate sem gols no jogo de volta. Chegou 2016, agora vai! Passa em primeiro do Grupo A, mas sem a melhor campanha. Encara o Juventude e nem precisamos dizer o que aconteceu: 0 a 0 em Caxias do Sul e o 1 a 1 no Castelão deu o acesso ao time gaúcho.

Mas tudo mudou em 2017. O Fortaleza nem se classificou com tanta folga: foi o terceiro no Grupo A. A vitória por 2 a 0 em cima do Tupi, no Castelão, deu uma certa folga ao Tricolor de Aço. É claro que na hora do gol do time mineiro, no jogo deste sábado, deu aquele 'frio na espinha', mas o Fortaleza foi guerreiro, segurou o resultado e, finalmente, conquistou o acesso. E o detalhe: Antônio Carlos, treinador do último algoz, o Juventude, dirigiu a equipe nesta campanha. E que o Fortaleza emende mais um acesso, voltando para a Série A em breve!
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações