segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Sampaio Corrêa - Campeão invicto da Série C em 1997

Em pé: Toninho, Luiz Almeida, Geraldo, Lélis, Nando, Marcelo Baron, Nei e Gelázio
Agachados: Serginho, Jó, Cal, Ricardo, William, Edizinho, Adãozinho, Teny e Marquinhos Paraíba

Atualmente, o Sampaio Corrêa vem disputando o Campeonato Brasileiro da Série C, onde lidera o seu grupo na primeira fase, faltando duas rodadas para o mata-mata. Há 20 anos, o clube maranhense também disputava a mesma divisão do futebol nacional e o detalhe: foi campeão invicto da competição.

A formação da Série C em 1997 lembrava mais a atual Série D do que o terceiro escalão do futebol nacional de hoje, com os times sendo classificados através dos estaduais. Vale lembrar que a Série C era, na época, a última divisão do Brasil.

A Bolívia Querida, na primeira fase, estava no Grupo B, ao lado de Santa Rosa, do Pará, 4 de Julho e River, ambos do Piauí. A estreia do Sampaio Corrêa na competição foi em 31 de agosto, com um empate em 0 a 0 contra o Santa Rosa, fora de casa. Na primeira partida como mandante, o time maranhense venceu o River, em 4 de setembro, por 1 a 0.

Em 7 de setembro, o Sampaio Corrêa buscou a vitória em Piri-Piri, contra o 4 de Julho, por 1 a 0. Com o resultado, a equipe deslanchou: vitórias contra o River (2 a 1, fora de casa), 4 de Julho (4 a 2, como mandante) e Santa Rosa (4 a 0, em casa), deixaram a Bolívia querida como líder da chave, com 16 pontos.

O primeiro mata-mata, contra os cearenses do Quixadá, não foi tão tranquilo quanto parecia ser. No primeiro jogo, empate em 1 a 1 fora de casa. A classificação veio com um simples 1 a 0, em São Luiz. Alguns até pensaram que o Sampaio não ia muito longe, mas se enganaram.

Nas oitavas, o Sampaio Corrêa encarou o Santa Rosa, equipe que esteve no mesmo grupo na primeira fase. No Pará, empate em 0 a 0. No jogo de volta, a Bolívia Querida, ajudada por sua torcida, venceu por 3 a 2 e passou por mais uma batalha.

Aí veio às quartas de final e o adversário foi outro cearense: o tradicional Ferroviário. Porém, o Sampaio Corrêa não deixou brechas e já foi vencendo o primeiro jogo, em Fortaleza, por 1 a 0. A goleada de 4 a 0 na segunda partida consolidou os maranhenses no quadrangular final da competição.

Além do Sampaio Corrêa, a fase decisiva da Série C de 1997 teve o Tupi, de Minas Gerais, e os paulistas Juventus e Francana. A Bolívia Querida estreou empatando com o time do interior Bandeirante em 1 a 1, em Franca, no dia 9 de novembro. No dia 12, jogando em São Luiz, os maranhenses bateram o Tupi por 3 a 0.

O jogo do título

Na rodada seguinte, o Sampaio Corrêa recebeu o Juventus e empatou em 1 a 1. Na abertura do segundo turno, o adversário foi novamente o Moleque Travesso, só que em São Paulo e com um novo resultado de igualdade (2 a 2). No jogo seguinte, o Sampaio Corrêa bateu o Tupi, fora de casa, por 1 a 0.

Na última rodada, todos os quatro times tinham chances de acesso e apenas o Juventus não poderia ser campeão. O Sampaio Corrêa era o líder, com nove pontos. Esta colocação deu tranquilidade à equipe, que venceu a Francana, por 3 a 1, e garantiu o acesso e também o título, de forma invicta. Além da Bolívia Querida, o Juventus, que bateu o Tupi por 3 a 1, conseguiu subir para a Série B de 1998.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações