sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Fernando Kanapkis no Atlético Mineiro


A fama de defensores uruguaios pelo Brasil é muito grande e boa. Vários jogadores marcadores vindos do país ao sul fizeram sucesso por estas bandas. Outros, porém, não conseguiram desempenhar um bom futebol, mesmo vindo com bom retrospecto. Este foi o caso do zagueiro Fernando Kanapkis, que defendeu o Atlético Mineiro entre 1993 e 1994.

Descendente de gregos, Kanapkis nasceu em Montevidéu, capital uruguaia, no dia 6 de junho de 1966 e começou a jogar no Fênix. Depois teve passagens no Danubio e no Textil Mandiyú, da Argentina, até voltar ao seu país e defender o Nacional, em 1991. A partir deste momento, a carreira do zagueiro deslanchou e ele passou a ser convocado para a Seleção Uruguaia.

O desempenho de Kanapkis na Copa América de 1993 e nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 1994 (que foram realizadas na seqüência), onde até marcou dois gols contra a Venezuela, chamara a atenção de vários clubes por estas terras. Mesmo com o Uruguai ficando de fora do Mundial, jogando no Grupo B (Brasil e Bolívia se classificaram), o Atlético Mineiro ganhou a concorrência e o contratou.

Ronaldo deu trabalho para Kanapkis em 6 de março de 1994

Kanapkis foi apresentado como a solução para os problemas defensivos do clube. Ele estrou com a camisa do Galo no dia 3 de outubro, em um empate sem gols contra o Grêmio. Porém, o Atlético Mineiro foi muito mal no Brasileirão, sendo o pior time da competição e só não foi rebaixado pois os clubes dos grupos A e B, onde estavam os grandes, não caíam.

Mesmo com a péssima campanha, Kanapkis foi mantido para o primeiro semestre de 1994, onde o Atlético prometeu um timaço. Contratou jogadores como Neto, Darci e Renato Gaúcho e a equipe foi apelidada de Selegalo (você pode saber mais sobre este período aqui). Porém, o Atlético não embalou, perdendo o estadual para o Cruzeiro com uma diferença de 10 pontos, e Kanapkis decepcionou. Até para a Seleção Uruguaia ele não foi mais convocado.

Para piorar a situação do zagueiro uruguaio, ele teve pela frente a então revelação Ronaldo. No clássico de 6 de março de 1994, o 'Fenômeno' abusou de Kanapkis, aplicando dribles desconcertantes, sendo que um lance ficou famoso e até hoje é lembrado. O defensor ficou no chão, literalmente, após uma genialidade de Ronaldo.

O famoso drible de Ronaldo em Kanapkis

O último jogo do zagueiro pelo Galo foi em 16 de junho, em uma derrota por 3 a 1 para o Vasco, pela Copa do Brasil. No total, Kanapkis fez 27 jogos pelo Atlético, com 11 vitórias, cinco empates e 11 derrotas, marcando apenas um gol, contra o Patrocinense, em 17 de abril de 1994.

Após deixar o Galo, Kanapkis voltou ao Uruguai, onde defendeu o Nacional novamente, Rampla Juniors, Paysandú Bella Vista, Racing e encerrou a carreira no Alianza Lima, do Peru. Depois, tentou a carreira de treinador, mas sem sucesso.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações