terça-feira, 18 de julho de 2017

Em noite gelada, Briosa e Taubaté ficam no 1 a 1 pela Copa Paulista

Por Victor de Andrade

Vinícius Machado tenta armar o jogo no meio de campo

Noite fria, jogo fraco, gol de placa e protestos na arquibancada. Foi assim que a Portuguesa Santista empatou com o Taubaté em 1 a 1, em partida realizada na noite desta terça-feira, dia 18, no Estádio Ulrico Mursa, em Santos. O confronto foi válido pela Copa Paulista, competição na qual a Briosa em quatro jogos ainda não conseguiu vencer.

Portuguesa Santista e Taubaté estão em situações distintas na competição. A Briosa fez apenas um ponto (um empate contra o São Caetano, em casa) e na última rodada sofreu uma goleada de 5 a 0 do Nacional. A situação fez com que a torcida protestasse contra a parceria do empresário João Telê. Já o Taubaté tem cinco pontos na Copa Paulista, sendo uma vitória (contra o Santos, por 1 a 0, também em Ulrico Mursa) e dois empates em casa, contra Juventus (1 a 1) e São Caetano (0 a 0).

O Taubaté, mesmo jogando fora de casa, começou comandando as ações. Aos 5 minutos, o lateral Tinga arriscou chute cruzado pela direita, mas o goleiro João Guilherme defendeu firme. Aos 15', um lance inusitado. O árbitro Rodrigo Batista da Silva sentiu cãibras e o jogo ficou paralisado por dois minutos. Ele acabou sendo substituído pelo quarto árbitro Leonidas Sanches da Silva.

Aos 19', aconteceu uma pintura de lance, que originou um verdadeiro gol de placa no Estádio Ulrico Mursa. O armador da Portuguesa Santista, Luís Felipe, no meio de campo, viu o goleiro Celio Gabriel adiantado e não titubeou: arriscou o chute de cobertura e fez um golaço! Briosa 1 a 0!

Torcida da Briosa protestou contra a parceria e diretoria

Aos 23', o Taubaté perdeu uma chance incrível. Em escanteio pela direita, a bola foi desviada no primeiro pau e o zagueiro Lucas Mateus, sozinho e debaixo do gol, conseguiu cabecear a 'pelota' na trave, perdendo um tento certo. Já aos 27', Jean arriscou chute pingado de fora da área, mas José Guilherme fez a defesa.

Aos 34', foi a vez de Chuck perder chance para o Taubaté. Ele foi lançado pela direita, invadiu a área e bateu cruzado e rasteiro, mas a bola foi para fora. Após este lance, o jogo ficou truncado no meio de campo e o primeiro tempo terminou com o placar de 1 a 0 para a Briosa, mesmo com a maior posse de bola do Burrão da Central.

No intervalo, os torcedores da torcida da Portuguesa Santista começaram a protestar novamente contra a parceria de João Telê e a diretoria do clube, por ter aceito o acordo. O presidente da agremiação, Lupércio Conde, acabou indo para as vias de fato com os torcedores e acabou sendo atingido por um golpe, sendo atendido na ambulância. Depois, a polícia foi acionada e os ânimos se acalmaram.

Na segunda etapa, a Portuguesa Santista chegou com perigo logo no primeiro minuto, novamente com Luís Felipe, mas a zaga do Taubaté conseguiu afastar o perigo. Três minutos depois, Vinícius Machado cobrou falta venenosa, mas o goleiro do time visitante, Celio Gabriel, fez a defesa firme.

Público pequeno no jogo em Santos

O tempo ia passando e o jogo diminuía o ritmo. O frio que estava na cidade de Santos (alguns termômetros apontavam menos de 10°C) Também contribuía para o desânimo. Mas aos 18', Luis Felipe fez grande jogada pela direita e quase fez o segundo para a Briosa. Porém, Celio Gabriel fez outra boa defesa.

O Burrão da Central respondeu no minuto seguinte. Em velocidade, Tinga foi até a linha de fundo e cruzou para Ricardo Xavier, que tinha acabado de entrar. Ele chegou a bater na bola, de chapa, mas Felipe Henrique conseguiu travar o chute. Aos 21', Léo Aquino arriscou de fora da área, mas a bola subiu e não levou perigo ao gol defendido pela equipe Rubro Verde.

Aos 26', Luís Felipe saiu na cara do gol e o goleiro Celio Gabriel o derrubou, mas a arbitragem mandou seguir. No contra-ataque, o Burrão da Central quase empatou em dois lances, primeiro em chute de Chuck e depois em cruzamento de Tinga. Mas a sorte teve do lado do goleiro Rubro Verde, José Guilherme, e a bola não entrou por muito pouco.

Mas aos 31', o Taubaté empatou. Chuck puxou o contra-ataque, invadiu a área e bateu. José Guilherme fez a defesa quando o atacante do Burrão tentou o driblar. Porém, no rebote, a defesa da Briosa bateu cabeça e Ricardo Xavier aproveitou: 1 a 1 no Estádio Ulrico Mursa.

Disputa de bola no meio de campo

Aos 38 minutos, quase o time visitante vira no marcador. Allan Mota, após sobra em cobrança de escanteio, arriscou chute de fora da área e a bola carimbou o travessão. José Guilherme só ficou olhando a 'pelota' sair por cima. Aos 42', o Taubaté, que já merecia a algum tempo o segundo gol, teve nova chance com Chuck, mas a arbitragem marcou impedimento antes mesmo da grande defesa do goleiro da Briosa.

Aos 46', Allan Mota também quase marcou de cabeça para a equipe visitante, mas José Guilherme, de forma esquisita, fez a defesa. No último lance, Vinicius Machado tentou de falta, mas a defesa do Taubaté afastou o perigo. Fim de jogo e empate em 1 a 1 no Estádio Ulrico Mursa.

O Taubaté, agora com seis pontos, joga na sexta-feira, dia 21, às 20 horas, contra o Água Santa, no Joaquinzão. Já a Briosa, que fez o seu segundo ponto na Copa Paulista, mas segue sem vitória, volta à campo no domingo, dia 23, às 10 horas, quando enfrenta o Juventus, no Estádio Ulrico Mursa.

Ao fim do jogo, empate em 1 a 1

Ficha Técnica
PORTUGUESA SANTISTA 1 X 1 TAUBATÉ

Data: 18 de julho de 2017
Local: Estádio Ulrico Mursa - Santos-SP
Público: 155 pagantes
Renda: R$ 1.880,00
Árbitro: Rodrigo Batista da Silva - substituído pelo quarto árbitro Leonidas Sanches Ferreira
Assistentes: Mauro André de Freitas e Luis Felipe Prado Silva

Cartões Amarelos
Taubaté: Allan Mota e Heder

Gols
Portuguesa Santista: Luís Felipe, aos 19' do primeiro tempo.
Taubaté: Ricardo Xavier, aos 31' da segunda etapa

Portuguesa Santista: José Guilherme; Gabriel Carmo (Vinicius Rissardo), Dema, Felipe Henrique e Anderson; Pedro Henrique, Luca Frazão, Vinícius Machado e Luís Felipe; Caíque Gomes e Mario Newton (Leonardo Nascimento) - Técnico: Douglinhas

Taubaté: Celio Gabriel; Tinga, Heder, Lucas Mateus e Paulo Henrique; Jean (Ricardo Xavier), Cleber, Allan Mota e Léo Aquino; Gabriel (Hugo) e Chuck - Técnico: Alexandre Ferreira
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações