sexta-feira, 28 de julho de 2017

O primeiro gol oficial de Evair pelo Palmeiras

Com informações da Federação Paulista de Futebol

Evair estreou no Palmeiras em 1991 (foto: Gazeta Press)

No dia 28 de julho de 1991, o Palmeiras fazia contra o XV de Piracicaba seu segundo jogo pelo Campeonato Paulista, no Estádio Barão de Serra Negra, casa do adversário. Ainda na fila, na fase pré-Parmalat (empresa que investiria no Verdão a partir de 1992), o clube havia contratado um grande craque, o centroavante Evair.

A partida, que terminou com vitória da equipe alvinegra por 2 a 1, ficou marcada pelo primeiro gol oficial de atacante com a camisa do Palmeiras. Contratado na janela internacional, vindo do Atalanta, da Itália, ele já havia marcado contra Mogi Mirim, em amistoso e contra a Inter de Limeira, pelo torneio início do Campeonato Paulista.

O ídolo palmeirense recordou o duelo. "Foi uma partida muito difícil, eles começaram saindo na frente, empatamos com um gol de pênalti meu, mas acabamos sofrendo outro gol no começo do segundo tempo e não conseguimos reagir. Mas no geral, fizemos um bom campeonato aquele ano. Infelizmente não nos classificamos para a final por muito pouco", relembra.

Ele atuou no Palmeiras antes
da Parmalat chegar ao clube

Evair falou também sobre sua chegada em um momento conturbado da história palmeirense e sobre as dificuldades que teve, quando chegou a ser afastado pelo então técnico Nelsinho Baptista. "Minha chegada foi muito difícil, foi um momento muito estranho de adaptação. Fora que em todo tempo na Itália não tive nenhuma lesão e aqui já cheguei 'bichado'. Demorei para me reacostumar. Aquele período afastado foi muito ruim pra mim, porque você quer jogar, quer ajudar e não pode, treina afastado, em horário diferente. Foi muito duro. Mas não guardo nenhuma mágoa do Nelsinho, pelo contrário", afirmou.

A sorte de Evair no Palmeiras mudou após a saída de Nelsinho e com a chegada da Parmalat, em 1992. Com um grande time, o centroavante, em ótima forma, passou a fazer os gols que a torcida esperava e virou ídolo no Verdão.

Principal nome da conquista do Campeonato Paulista de 1993, o jogador dividiu os méritos com os companheiros e falou sobre a felicidade em ser ídolo no Palmeiras. "Ser campeão e ídolo no Palmeiras é uma emoção muito grande. A torcida do Palmeiras é muito apaixonada e ver o carinho e o afeto que eles tem comigo é gratificante. Aquele título de 93 é inesquecível, todos foram importantes para a conquista", finalizou o ídolo alviverde.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações