domingo, 16 de julho de 2017

O America que conquistou o Torneio dos Campeões de 1982

Em pé: Gasperin, Duílio, Everaldo, Zedílson, Chiquinho e Pires
Agachados: Serginho, Gilberto, Moreno, Elói e Gilson Gênio.

Em 1982, para deixar os clubes brasileiros em atividade durante a preparação da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo daquele ano, que foi realizada na Espanha (sim, a preparação para o Mundial, na época, durava meses), a CBF criou o Torneio dos Campeões, onde jogariam todos os vencedores e vices de competições nacionais até ali. Porém, quem levantou a taça foi um time, que a princípio, não disputaria o certame: o America do Rio.

O número de times que foi campeão ou vice de torneios nacionais e regionais era 17. Para não ficar com um número ímpar, a CBF resolveu convidar o clube que até ali tinha disputado mais competições fora os 17 já classificados. Este time foi o America. Depois, o Flamengo preferiu excursionar no exterior e a entidade que controla o futebol brasileiro usou o mesmo critério para definir o novo convidado. Porém, Santa Cruz e Paysandu empatavam no quesito e um jogo em Recife definiu o time pernambucano como classificado.

Os 18 times foram divididos em dois grupos de cinco times e outros dois com quatro. Os clubes jogavam entre si na chave, em turno e returno e os vencedores de cada turno se classificavam para o mata-mata. Os dois times classificados de cada chave se enfrentavam nas oitavas de final. A competição começou em abril e terminou em junho daquele ano. O America caiu no Grupo C, ao lado de Atlético Mineiro, Cruzeiro e Grêmio.

No primeiro turno, o America conseguiu uma vitória e dois empates. Mas como na época o triunfo valia 'apenas' dois pontos, o Mecão fez quatro pontos, ficando em primeiro lugar da chave e garantindo a vaga no mata-mata antecipadamente. No segundo turno, o time do Rio de Janeiro fez o mesmo número de pontos, mas o Atlético Mineiro venceu pelo número de gols marcados.

No mata-mata é que o America deslanchou. Eliminou nas quartas de final o então favorito Atlético-MG, por 1 a 0. Na semifinal, a Portuguesa foi a adversária e o jogo foi difícil, terminando com o placar de 2 a 2 no tempo regulamentar. Porém, nos pênaltis, o Diabo fez 4 a 3 e cravou a vaga na final, contra o Guarani.

Momentos do America campeão

O regulamento previa dois jogos na decisão. E a primeira partida foi realizada no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, em 10 de junho. Marcelo abriu o placar para o Bugre, aos 11 minutos do segundo tempo, mas Elói, aos 26', deixou tudo igual e a definição ficou para o Maracanã.

E no dia 12 de junho, mais de 11 mil pessoas estavam no Estádio Mário Filho para acompanhar a grande final. Logo aos 13 minutos, Moreno fez a festa da torcida americana e abriu o marcador. Na segunda etapa, a torcida já começava a comemorar o título quando Delém, aos 17', empatou o jogo, mandando a decisão para a prorrogação.

No tempo extra, o jogo foi tenso. O Guarani tinha uma boa equipe, mas a torcida era o 12° jogador do America. No segundo tempo da prorrogação, mais precisamente aos 10 minutos, Gilson Gênio balançou as redes e decretou: o America era o campeão da Taça dos Campeões de 1982!

CAMPANHA
24/04 - America 1 x 1 Cruzeiro (F)
01/05 - América 1 x 1 Grêmio (C)
09/05 - America 1 x 0 Atlético-MG (F)
16/05 - America 1 x 0 Cruzeiro (C)
22/05 - America 0 x 0 Grêcirc;mio (F)
29/05 - America 1 x 1 Atlético-MG (C)
02/06 - América 1 x 0 Atletico-MG (C)
06/06 - America 2 x 2 Portuguesa-SP (F) - * (4 x 3 penais)

FINAIS
10/06 - América 1 x 1 Guarani (F)
12/06 - America 2 x 1 Guarani (C)
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações