quinta-feira, 13 de julho de 2017

Marcelinho Carioca no Santos

Por Lucas Paes


Marcelinho Carioca passou pelo Santos em 2001 (Foto: Rubens Chiri / Futura Press)

Conhecido como Pé de Anjo, Marcelinho Carioca é considerado um dos maiores (se não o maior) jogadores da história do Corinthians. Além do Timão, marcou época no Flamengo, onde começou a carreira. Em 2001, o jogador chegou ao Santos após uma complicada rescisão com o Timão, indo jogar no clube onde marcara um dos gols mais bonitos de sua carreira, em 1996, que lhe valeu até uma placa. 

Ídolo absoluto da equipe de Parque São Jorge, em 2001, Marcelinho era parte de um time que se recheava de estrelas, financiadas em parceria com a Hicks Muse, prometendo grandes títulos em um futuro próximo. No primeiro semestre, a equipe conquistou o estadual e chegou na final da Copa do Brasil, perdendo para o Grêmio. Depois, na preparação para o Brasileiro ocorrida em Extrema, Minas Gerais, começou a história da rescisão do Pé de Anjo.

O imbróglio teve início quando começaram acusações de que o jogador teria vazado para jornalistas uma briga ocorrida entre o meia Ricardinho e o elenco corintiano. A diretoria do time do Parque São Jorge afastou o camisa 10, que começou a treinar separado do elenco.

O jogador ficaria até o fim de 2001 no Peixe

Com o clima tornando-se insustentável entre o treinador Wanderley Luxemburgo e o elenco e Marcelinho, havendo declarações tanto do técnico quanto do elenco de que não queriam mais que o Pé de Anjo fizesse parte do time, ele aceitou a proposta do Santos e entrou na justiça pedindo o fim de seu contrato com o Timão. Luxemburgo e o jogador trocaram farpas durante algum tempo. Em Setembro, o jogador anuncia a ida para o Alvinegro Praiano e a intenção de continuar a batalha judicial contra o Corinthians, que queria compensação financeira pela rescisão.

Pelo Alvinegro Praiano, Marcelinho jogou 15 vezes e marcou 5 gols. Sua estréia foi em jogo diante do Flamengo, no Serejão, no Distrito Federal. O jogo terminou com vitória rubro-negra por 2 a 0. O primeiro gol viria diante do Guarani, no Brinco de Ouro, de pênalti, em partida que terminou com empate de 1 a 1.

Fez parte de um elenco que tinha bons nomes, mas vivia em torno de constantes problemas de atrasos de salário e de protestos da torcida santista, incomodada com o jejum de títulos. Teve atuações boas contra Bahia, América Mineiro e Grêmio, além de ser o principal jogador santista naquela parte final de temporada. Apesar de alguns bons resultados, os santistas não conseguiram a classificação. 

Melhor atuação de Marcelinho pelo Santos, em vitória contra o Grêmio

A saída do jogador ocorreu ao fim do Brasileirão, diante do desinteresse das duas partes de manter o vínculo. O Peixe ainda tentaria montar um elenco de estrelas em 2002, buscando o fim do jejum de títulos, mas depois de campanhas decepcionantes no Rio São Paulo e na Copa do Brasil, garotos como Diego e Robinho receberam chances e o resto é história.

Já Marcelinho Carioca continuou travando batalha judicial contra o Corinthians. No começo do ano, apesar de tudo, ainda haviam esperanças de que o jogador retornasse para o Parque São Jorge, porém, o Pé de Anjo se transferiu ao Gamba Osaka, frustrando o sonho da torcida corintiana. Voltaria ao Timão em 2006, sem grande destaque e em 2010, quando encerrou a carreira.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações