sexta-feira, 30 de junho de 2017

Os 15 anos do penta da Seleção Brasileira

Os 23 jogadores que estiveram presentes na vitoriosa campanha de 2002

Há 15 anos, o Brasil conquistava o pentacampeonato mundial após vencer a Alemanha por 2 a 0, com dois gols do 'Fenômeno' Ronaldo, na primeira Copa do Mundo em solo asiático. Após sair do país de forma desacreditada, a 'Família Scolari' levava a seleção canarinho ao topo do mundo novamente.

O selecionado brasileiro chegou à Copa do Mundo do Japão e Coréia do Sul desacreditado após fraca campanha nos anos que antecederam o campeonato. Sem uma base definida, o Brasil trocou três vezes de treinador no período pré-mundial.

Antes de Luiz Felipe Scolari, Vanderlei Luxemburgo e Leão comandaram o Brasil. Luxemburgo chegou a ser campeão da Copa América de 1999, mas com a campanha irregular nas Eliminatórias e com a queda nas quartas de final dos Jogos Olímpicos de Sidney, em 2000, o treinador foi desligado do comando técnico.

O escolhido para ser o substituto de Luxemburgo foi Emerson Leão, mas, antes dele, Candinho chegou a treinar o Brasil em um jogo das Eliminatórias. O desempenho de Leão foi abaixo do esperado e a Seleção não obteve sucesso na Copa das Confederações de 2001. Com isso, ele deu lugar a Luiz Felipe Scolari, que assumiu em junho de 2001 com o objetivo de classificar para a Copa do Mundo do ano seguinte.

Ronaldo comemora um dos gols contra a Alemanha

No primeiro torneio sob o comando de Felipão, uma eliminação na Copa América para Honduras quase colocou tudo a perder, mas Felipão apostou em formar uma 'família' e Luizão, com dois gols, e Rivaldo, com mais um, marcaram contra a Venezuela e ajudaram o Brasil a garantir a terceira vaga sul-americana na última rodada.

Mundial - Para a Copa do Mundo de 2002, Felipão apostou em jogadores de sua confiança como o goleiro Marcos e na recuperação de Ronaldo. O Brasil ficou no Grupo C, ao lado de Turquia, China e Costa Rica.

Na estreia, o time de Felipão enfrentou a Turquia. Para quem esperava um jogo tranquilo, os turcos deram muito trabalho ao Brasil. Nos acréscimos do primeiro tempo, Hasan Sas abriu o placar. No segundo tempo, Ronaldo e Rivaldo viraram e o time verde e amarelo iniciou com o pé direito.

Ainda na primeira fase, o Brasil goleou a China, por 4 a 0, e a Costa Rica, por 5 a 2, garantindo a primeira colocação da chave. O outro time que passou para a segunda fase foi justamente a Turquia, que somou quatro pontos.

Nas oitavas de final, o Brasil pegou a Bélgica. Novamente com gols de Rivaldo e Ronaldo, o time de Felipão superou os belgas e se classificou para encarar a Inglaterra nas quartas. Diante dos ingleses, o jogo se mostrou tenso. Owen abriu o placar para os inventores do futebol, mas com grande atuação de Ronaldinho Gaúcho, o Brasil virou, com gols de Rivaldo e do próprio Ronaldinho Gaúcho, após bela cobrança de falta que encobriu e surpreendeu o goleiro Seaman.

Ronaldinho comemora o emblemático gol contra a Inglaterra

O confronto da semifinal seria um reencontro com os turcos. Assim como na estreia do torneio, mais uma partida disputada até os minutos finais. Com gol de bico de Ronaldo, à la Romário em 1994, o Brasil chegou à final.

A decisão - Dois dos maiores vencedores da Copa do Mundo se classificaram à final. Brasil e Alemanha se encontravam pela primeira vez em uma decisão de mundial. O time verde e amarelo buscava o penta, enquanto os alemães queriam o tetra. 

Após polêmica do arqueiro alemão Oliver Kahn, que foi eleito o melhor jogador do mundial, e afirmou que iria parar Ronaldo, o Brasil se tornou campeão, justamente com dois gols do 'Fenômeno'. O atacante brasileiro terminou a competição como o principal goleador com oito tentos. Era a consagração da 'Família Scolari'.

Cafu levantando a taça

Daquele time, muitos surgiram no cenário paulista ou fizeram sucesso no Estado. O elenco convocado era formado por:

Goleiros: Marcos, Dida e Rogério Ceni;
Zagueiros: Lúcio, Roque Júnior, Edmilson e Anderson Polga;
Laterais: Cafu, Roberto Carlos, Belletti e Júnior;
Volantes: Gilberto Silva, Kleberson e Vampeta;
Meias: Ronaldinho Gaúcho, Juninho Paulista, Ricardinho e Kaká;
Atacantes: Ronaldo, Rivaldo, Luizão, Edílson e Denílson.

Ficha Técnica
BRASIL 2 X 0 ALEMANHA

Data: 30 de junho de 2002;
Local: Estádio Internacional de Yokohama, em Yokohama (JPN);
Árbitro: Pierluigi Colina (ITA);

Gols
Brasil: Ronaldo (2).

Brasil: Marcos; Lúcio, Edmílson e Roque Júnior; Cafu, Gilberto Silva, Kléberson, Ronaldinho (Juninho Paulista) e Roberto Carlos; Ronaldo (Denílson) e Rivaldo - Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Alemanha: Kahn; Linke, Ramelow, Metzelder; Schneider, Jeremies (Asamoah), Hamann, Frings e Bode (Ziege); Neuville e Klose (Bierhoff) - Técnico: Rudi Völler.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações