sexta-feira, 14 de abril de 2017

América de Pernambuco campeão do Troféu Nordeste de 1923

Por Victor de Andrade

Imagem rara da equipe campeã em 1923

Estamos vivendo as semifinais da Copa do Nordeste de 2017, com um clássico baiano de um lado e um pernambucano de outro. Porém, torneios inter-estaduais entre os clubes da região acontecem há muito tempo e o primeiro deles foi realizado em 1923, chamado de Troféu Nordeste, e o campeão foi um clube grande na época: o América de Pernambuco.

Fundado como João de Barros Futebol Clube, em 1914, teve o nome alterado para América no ano seguinte, por influência de Belfort Duarte. Ele, que espalhou os "Américas" em todo o Brasil, estava em Recife para tentar a fundação da Federação Nacional de Esportes, predecessora da CBD. A conversa funcionou a capital de Pernambuco ganhou o seu América.

Sim, o Alviverde era grande naqueles tempos, havia sido campeão pernambucano em 1918, 1919, 1921 e 1922 até o momento. Aliás, este último título foi o que colocou o América na disputa do Troféu Nordeste, como o representante um dos representantes do estado na competição. O outro foi o Sport.

A competição foi realizada no mês de maio, em comemoração ao Dia do Trabalho, em Alagoas. O América caiu no Grupo 1, ao lado do Botafogo Baiano, Cabo Branco da Paraíba e o CRB. No Grupo 2, a competição contava com América da Paraíba, CSA, Sport e Vitória. Sim, era o que tinha de melhor no futebol nordestino naquele longínquo 1923.

O Alviverde pernambucano estreou com uma vitória sobre o CRB, por 2 a 0. No segundo jogo, sofreu uma sonora goleada para o Botafogo, por 4 a 1, e foi para a última rodada precisando vencer o Cabo Branco para garantir a vaga nas semifinais, algo que foi conseguido com um sofrido 1 a 0.

Na fase seguinte, o time pernambucano encarou o rival Sport. Lógico que o jogo chamou a atenção de todos, já que era o grande clássico de Pernambuco. Mas quem esperava uma partida equilibrada, se enganou: o América fez uma grande partida, aplicou sonoros 6 a 2 e garantiu sua vaga na finalíssima, onde enfrentaria o CSA.

No primeiro jogo, vitória magra do Alviverde, por 1 a 0. No segundo jogo, o CSA devolveu o resultado, forçando a disputa nas penalidades. Mesmo com o apoio da torcida, o time alagoano não conseguiu deter o América: 3 a 0 nas cobranças e o título foi para Pernambuco.

O América ainda teve mais duas grandes glórias em sua história, quando foi campeão pernambucano em 1927 e 1944. Após isso, o time teve uma grande queda e hoje vive perambulando entre primeira e segunda divisões do estado. Apesar disso, é um time querido por todos em Pernambuco.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações