segunda-feira, 27 de março de 2017

Um Cacau brasileiro na Seleção Alemã

Cacau comemorando o seu gol na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul
(foto: Getty Images)

Estádio Moses Mahbda, Durban, África do Sul, dia 13 de junho de 2010. Aos 23 minutos do segundo tempo, o artilheiro da Seleção Alemã, Miroslav Klose, nascido na Polônia, deixa o campo para entrada de outro naturalizado. Dois minutos depois, este mesmo jogador pega a bola e faz o quarto e último gol dos germânicos naquela partida. Quem é ele? O brasileiro Cacau!

Claudemir Jerônimo Barreto, o atacante Cacau, nasceu em Santo André, no dia 27 de março de 1981. Ele começou no futebol pela grande São Paulo, rodando por vários clubes, até que no final da década de 90, mais precisamente em 1999, foi convencido por seu primo e treinador Mauro Correia a se arriscar pelo futebol alemão. A primeira experiência foi um teste no inexpressivo Türk Gücü, de Munique, onde passou e jogou por dois anos.

Após esta primeira experiência, Cacau foi contratado pelo Nürnberg, com 20 anos de idade, para jogar a princípio, no time B. Suas atuações chamaram a atenção de todos e logo subiu para o time principal, onde atuou por dois anos. Sua velocidade e assistências fizeram com que o Stuttgart o contratasse em 2003. E aí a história de Cacau mudaria de vez.

O atacante ficou simplesmente 11 anos defendendo o "Die Roten", onde virou ídolo da torcida. Foram, simplesmente, mais de 500 jogos com a camisa do Stuttgart e como ele tinha poucos vínculos com o futebol brasileiro, já que saiu muito novo daqui, logo começaram os convites para se naturalizar alemão. Primeiro para não contar como estrangeiro e segundo, para atuar na seleção germânica.

No Stuttgart, onde foi ídolo e fez mais de 500 jogos

A concretização de Cacau atuar pelo selecionado alemão se concretizou em 2009, mais precisamente no dia 19 de maio, quando ele substituiu se ex-companheiro de clube Mario Gómez, em partida contra a China. Aos poucos ele foi ganhando espaço no time de Joachim Löw para a Copa de 2010, onde fez o gol já citado. Cacau defendeu a Seleção Alemã em 23 oportunidades, marcando seis gols. Seu último jogo com a camisa branca foi em 2012.

No Stuttgart, ele deixou o clube em 2014, indo jogar no Cerezo Osaka, do Japão. Após isso, ele ainda voltou ao Stuttgart, para jogar no time B, onde encerrou a carreira no ano passado. Seu principal título foi o Campeonato Alemão em 2007.

Porém, apesar dessa ligação toda com a Alemanha, onde inclusive continua morando após a aposentadoria, Cacau ainda sente bastante quando a Seleção Brasileira perde. E a prova disso foi diante dos 7 a 1 na Copa de 2014, onde o próprio ex-jogador disse que ficou mais triste pela goleada sofrida pelo time canarinho do que pela vitória alemã.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações