segunda-feira, 13 de março de 2017

♩♪♫♬ Que coisa linda é uma partida de futebol ♩♪♫♬


Na metade da década de 90, houve uma nova onda do pop rock nacional e bandas como Raimundos, Nação Zumbi, Planet Hemp e Charlie Brown Jr. entraram nas paradas das rádios brasileiras com muita força. Além disso, trouxe de volta ao topo algumas bandas dos anos 80, como o Titãs. Mas entre 1994 e 1996 nenhuma banda fez tanto sucesso como o Skank, com seu pop que tinha influência de rock e reggae. Porém, tinha uma característica interessante da banda: o envolvimento com o futebol.

Primeiramente, a banda mineira, formada por Samuel Rosa (guitarra e voz), Henrique Portugal (teclado e violão), Lelo Zaneti (baixo) e Haroldo Ferretti (bateria), sempre se apresentava com camisas de times de futebol, algumas de dar inveja a qualquer colecionador. Além disso, o Skank foi o vencedor do primeiro Rock & Gol, campeonato de bandas organizado pela MTV, que iniciou em 1995.

♩♪♫♬ Bola na trave não altera o placar
Bola na área sem ninguém pra cabecear
Bola na rede pra fazer o gol
Quem não sonhou em ser um jogador de futebol? ♩♪♫♬

Então, os fãs da banda, que eram muitos, começaram a pedir uma música sobre futebol para Samuel Rosa, Henrique Portugal (Cruzeirenses), Lelo Zaneti e Haroldo Ferretti (atleticanos). Em seu primeiro disco, auto-intitulado, eles gravaram a "Cadê o Pênalti?", de Jorge Ben, originalmente. Mas como, na época, o Skank não tinha o sucesso de 1996, todos pediam a música.

Então, Samuel Rosa se reuniu com Nando Reis (na época, baixista do Titãs e outro grande fã de futebol) e compuseram "Uma Partida de Futebol", que entrou no disco "Samba Poconé". Tudo bem, a primeira música de trabalho foi "Garota Nacional", que estourou nas paradas, mas a música que falava sobre futebol, a última a ser preparada, foi o grande sucesso do disco.

O clipe da música

Para isso, foi gravado um clipe, já em 1997. O cenário foi, é claro, um clássico entre Atlético Mineiro e Cruzeiro. Na preliminar, o time do Skank enfrentou um combinado de músicos. Todas estas imagens foram para o clipe, que assim como a música foi um sucesso, já que ganhou os principais prêmios no MTV Music Awards Brasil. O detalhe: a premiação foi na semana em que o Cruzeiro conquistou a Copa Libertadores e Samuel Rosa e Henrique Portugal fizeram a festa!

O Skank, logo em seguida, regravou a música, em ritmo de Ska, que entrou na trilha sonora da Copa do Mundo de 1998. A banda, aos poucos, foi diminuindo as alusões sobre futebol em suas apresentações ao longo do tempo. Porém, não dá para negar que o Skank é sim um dos grupos musicais brasileiros mais envolvido com o esporte.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Total de visualizações