sábado, 18 de fevereiro de 2017

50 anos de Roberto Baggio


O grande meia Roberto Baggio, que está completando neste 18 de fevereiro 50 anos de idade (nasceu em Caldogno), fez história no futebol italiano e mundial. Considerado um dos melhores jogadores da década de 90, o atleta do rabo de cavalo disputou três Copas do Mundo pela Seleção Italiana (1990, 1994 e 1998) e fez a alegria das torcidas do Vicenza, Fiorentina, Juventus, Milan, Bolgna, Internazionale e Brescia.

Baggio ficou conhecido por estas bandas por ter perdido o pênalti que deu à Seleção Brasileira o tetracampeonato mundial de futebol, na Copa do Mundo de 1994. Porém, ele tem uma bela história no esporte, conquistando diversos títulos. O Curioso do Futebol fez um levantamento sobre todas as camisas que o craque defendeu ao longo da carreira.

VICENZA


Roberto Baggio chegou ao Vicenza ainda menino. O clube disputava a Série C1 do Campeonato Italiano e em 1982 o atleta fazia sua estreia no futebol profissional com apenas 15 anos. Baggio já mostrava grande habilidade e personalidade, ganhando o seu espaço mesmo ainda muito novo. Em 1985, conquistou o seu primeiro título e levou o time à Série CA e, em seguida, foi negociado com a Fiorentina. No Vicenza, Baggio fez 78 jogos e marcou incríveis 66 gols.


FIORENTINA


No momento em que ia para a Fiorentina, Baggio teve uma lesão série no joelho e por muito pouco escapou de encerrar a carreira. Aliás, foi nesta época em que ele começou a seguir o Budismo. Porém, a equipe de Firenze apostou no talentoso meia e, apesar de ele não ter conquistado títulos pelo clube, virou ídolo da torcida, fazendo com que fosse para a Seleção Italiana, em 1988, logo após o vice-campeonato da Copa da UEFA. Baggio, que fez 223 gols em 248 jogos pela Fiorentina, foi vendido para a Juventus a contragosto, na época em que ia jogar a Copa de 1990.


JUVENTUS


Baggio chegava na Juventus com status de craque e confirmou o que a torcida esperava dele. Foi na Vecchia Signora onde ele se tornou o melhor jogador da Europa e um dos melhores do mundo, rivalizando com Romário pelo posto de maior do planeta. Pela Juve, Baggio conquistou uma Copa da UEFA (1993), uma Copa da Itália (1993), um Campeonato Italiano (1995) e a Supercopa da Itália (1995). Porém, o jogador saiu do clube justamente na temporada em que a Juventus conquistaria a Champions League. No time, Baggio fez mais de 300 jogos e quase a mesma quantidade de gols.


MILAN


Ao final da temporada 1994-1995, Roberto Baggio trocou a Juventus pelo Milan. Em seus primeiros 12 meses, o atleta jogou muito e foi um dos alicerces da equipe que conquistou o título em 1996, tornando-se um dos poucos jogadores que conquistaram dois títulos italianos consecutivos por clubes diferentes. Na segunda temporada, o joelho de Baggio, um dos inimigos em sua carreira, fez com que não fosse tão bem e saísse do clube no meio de 1997. Foram 71 jogos e 59 gols pelo Milan.


BOLOGNA


Em baixa, Roberto Baggio deu um passo para trás e acertou sua ida para o Bologna. Apesar do clube não ter muitas aspirações, o atleta jogou demais na temporada 1997-1998 pelo clube. Suas atuações chamaram a atenção de Cesare Maldini, treinador da Seleção Italiana, que o convocou para a Copa do Mundo de 1998, na França. Pelo Bologna, Baggio fez 36 jogos e marcou 30 gols.


INTERNAZIONALE


Com as grandes atuações de Baggio no Bologna e também na Copa do Mundo, o jogador voltou para Milão, mas para jogar na Inter. Tendo ao seu lado jogadores como Ronaldo e Recoba, Roberto Baggio fez duas temporadas razoáveis, tendo sido atrapalhado muito pelas lesões no joelho. Na Inter, ele fez 82 jogos e 63 gols.


BRESCIA


Em 2000, ele foi para o emergente Brescia, onde logo no início teve outra lesão do joelho, que o atrapalhou em sua primeira temporada pelo clube. Porém, em 2001-2002, Baggio voltou a jogar o fino da bola e, mesmo com 35 anos, foi cotado para ir à Copa do Mundo no Japão e Coreia do Sul, mas outra lesão o tirou do Mundial. Em 2004, resolveu encerrar a carreira em um jogo contra o Milan, no San Siro, onde foi aplaudido quando substituído, a dois minutos do término do jogo.


SELEÇÃO ITALIANA


Roberto Baggio foi convocado para a Seleção Italiana pela primeira vez em 1988, após grandes atuações pela Fiorentina. Baggio foi reserva na Copa de 1990, disputada na Itália, mas era o grande nome da equipe em 1994, nos Estados Unidos, quando a Azzurra perdeu o título para o Brasil, quando Baggio cobrou o pênalti para fora. Ele ainda jogou a Copa do Mundo de 1998, na França, e estava cotado para ir em 2002, mas uma lesão o tirou de seu quarto mundial. Ainda chegou a ser cotado para jogar nas Olimpíadas de Atenas, em 2004, mas Claudio Gentile preferiu não levar o atleta, que estava se aposentando. Pela Seleção, Baggio fez 81 jogos e marcou 73 gols.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações