domingo, 15 de janeiro de 2017

Claudio Milar - O ídolo Xavante

Incansável dentro de campo, Claudio Milar virou ídolo no Brasil de Pelotas

Um atacante uruguaio com todas as características de um jogador do país vizinho ao sul do Brasil: raçudo, que não tem bola perdida e com faro de gol. Estamos falando de Claudio Milar, que passou por diversos clubes brasileiros, principalmente no Rio Grande do Sul, e virou ídolo da torcida Xavante, do Brasil de Pelotas.

Claudio Milar nasceu em Chuy, na fronteira com o Brasil, em 6 de abril de 1974. Começou a jogar futebol nos times da cidade até que foi descoberto por olheiros do Nacional e, com isso, o jogador foi para Montevidéu. Estreou como profissional aos 19 anos, em 1993, e chegou a defender a Seleção Uruguaia Sub-20.

Milar jogou no rival Pelotas

Em 1996, Claudio Milar começou a sua peregrinação pelo mundo da bola: foi negociado com o Godoy Cruz, da Argentina. No ano seguinte, ele teria a primeira experiência no futebol gaúcho, no Juventude. Em seguida, passou duas vezes pela Portuguesa Santista (onde a torcida já gostava dele, mas em uma época de fracas campanhas), Caxias, Santa Cruz, Náutico e Matonense.

No ano de 2001, teve sua primeira experiência fora da América do Sul, defendendo o Club Africain, da Tunísia. Em seguida, voltou ao Brasil, onde jogou o Brasileirão daquele ano pelo Botafogo. Em 2002, nova peregrinação, inciando pelo LKS Lodz, da Polônia e uma passagem pelo rival do Brasil, o Pelotas.

Foram mais de 200 jogos com a camisa do Brasil

Naquele mesmo ano, Claudio Milar defenderia pela primeira vez o Brasil e vinha fazendo uma bela campanha com o time, mas devido questões contratuais, ficou de fora das finais da Série B do Gauchão e a torcida não gostou, o chamando de mercenário. Após uma passagem pelo Hapoel Kfar Saba, de Israel, ele voltaria ao Xavante, com desconfiança dos torcedores. Mas os cartolas bancaram o retorno e a partir daí ele se tornaria um ídolo da equipe.

Seus gols, seja de bola rolando ou de falta, e o interminável empenho dentro de campo fizeram com que Claudio Milar fosse idolatrado pela torcida Xavante. Ele chegou a sair algumas vezes do Brasil, indo jogar no Pogón Szczecin, da Polônia, mas sempre voltava ao clube, onde foi campeão da Segunda Divisão Gaúcha em 2004 e conquistou a Taça Cidade de Pelotas nos anos de 2004 e 2006.

Leonardo devolveu a chuteira 'centenária' e ganhou uma camisa

No Brasil, Claudio Milar teve algumas histórias interessantes, dignas de 'conto de fadas'. E é isso mesmo!!! Em 23 de janeiro de 2008, o Brasil encarava o São José, no início do Gauchão. O placar estava 0 a 0 quando em uma falta, o uruguaio bateu com categoria e balançou as redes. Além de abrir o marcador, Milar estava fazendo o seu centésimo gol com a camisa Xavante.

Festa na Baixada! Muita comemoração, com Milar atuando até com uma camisa de número 100 e fazendo um segundo na partida (golaço, diga-se de passagem, fazendo fila na defesa do Zequinha), na goleada de 4 a 1. Na festa, foi aquele fuzuê, com os torcedores tentando pegar uma lembrança do uruguaio e nessa foi até a chuteira. A imprensa local fez uma campanha para devolverem o calçado e Leonardo Bastos Picanço atendeu ao pedido, ganhando em troca uma camisa do ídolo.

Matéria com o ídolo Xavante

Infelizmente, pouco menos de um ano depois deste episódio emocionante, aconteceria um fato que acabaria com essa bela história, pelo menos dentro de campo. Em 15 de janeiro de 2009, O Brasil foi fazer um amistoso contra o Santa Cruz, em Vale do Sol. Na volta, o ônibus que transportava a delegação sofreu um acidente, capotando e caindo em um barranco no Km 150 da BR-392, na cidade de Canguçu.

Vários jogadores ficaram feridos e foram socorridos. Alguns, como o experiente goleiro Danrlei (ex-Grêmio), escaparam ilesos. Porém, o zagueiro Régis, o preparador de goleiros Giovani Guimarães e o ídolo Claudio Milar faleceram no acidente. As homenagens da torcida Xavante foram de emocionar e até hoje é comum ver bandeiras e faixas lembrando o grande atacante uruguaio que deixou saudade na cidade de Pelotas.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Total de visualizações