sábado, 28 de janeiro de 2017

Briosa estreia 'com o pé direito' e vence Marília por 3 a 1

Por Victor de Andrade (texto e fotos)

Lance do gol de Washington, o segundo da Portuguesa Santista no jogo

A Portuguesa Santista começou bem a temporada de 2017. Em seu retorno ao Campeonato Paulista da Série A-3, a Briosa venceu o Marília, por 3 a 1, em jogo realizado na tarde deste sábado, dia 28, no Estádio Ulrico Mursa, que teve reinaugurada a arquibancada atrás do gol à esquerda das cabines de transmissão. Fernando, Washington e Ricardinho marcaram os gols da equipe Rubro Verde, enquanto Felipe André fez o único tento do time do interior.

A expectativa era grande pelos lados do Canal 1, em Santos. Campeã da Segunda Divisão estadual em 2016, com apenas uma derrota em 28 jogos, a Portuguesa Santista era um dos grandes destaques da competição que começou neste sábado, até pela tradição. Mas do outro lado também tinha uma 'camisa de peso': o Marília, que apesar disso está na A-3 após dois rebaixamentos seguidos.

O jogo começou equilibrado e quem teve a primeira chance foi o MAC. Aos 3 minutos, Borebi entrou sozinho na área, mas escorregou na hora de finalizar, facilitando a ação do goleiro Fernando Hilário. A resposta da Portuguesa não poderia ser melhor: aos 5', Ricardinho lançou Fernando pela direita, que tabelou com o centroavante Washington e fuzilou, sem chances para o goleiro Éder. Briosa na frente, 1 a 0.

Porém, a torcida rubro verde teve pouco para comemorar. Um minuto depois, o Marília chegou ao empate. Valmir foi até a linha de fundo e cruzou, a bola passou por toda a zaga, o goleiro Fernando Hilário saiu mal e Felipe André, de cabeça, balançou as redes: 1 a 1 no placar do Estádio Ulrico Mursa.

O volante Pedro cercado por dois jogadores do MAC

Após o gol sofrido, a Briosa foi, aos poucos, tomando as rédeas da partida, mas finalizando pouco, pelo menos até os 25 minutos de jogo. Além disso, o gramado foi ficando escorregadio, já que uma chuva fina começou a cair no local da partida. Mas aos 32', a Portuguesa voltou a liderar o marcador: Lucas Lino cobrou escanteio pela esquerda e Washington entrou no meio dos zagueiros para, de cabeça, balançar as redes: 2 a 1 para o time da casa.

O gol animou os ânimos dos jogadores da Portuguesa que foram para cima, buscando o terceiro gol, mas aos 36, levou um susto: depois de bate rebate na área, Gil Paraíba, de cabeça, encobriu Fernando Hilário, mas Tikinho afastou o perigo. Aos 41', veio a resposta da Briosa, com Ricardinho, que arriscou belo chute de fora da área, forçando Éder a fazer boa defesa.

Um minuto depois, a Portuguesa Santista ampliou o marcador: em contra-ataque pela direta, Washington cruzou para Lucas Lino, que dominou, ajeitou a bola e bateu, fazendo com que Éder espalmasse. Porém, no rebote, a 'pelota' sobrou para Ricardinho e o experiente meia não perdoou: Briosa 3 a 1. E foi com este placar que o primeiro tempo terminou.

Novidade foi a reinauguração da arquibancada atrás de um dos gols

Na segunda etapa, a Portuguesa Santista continuava mandando no jogo e chegou com perigo aos 6 minutos, em cabeçada de Sallinas para fora, após cobrança de escanteio. O jogo foi ficando morno até os 20 minutos, quando o Marília perdeu uma grande chance: Carlão escorregou e deu o contra-ataque ao time do interior, porém o zagueiro se recuperou e fez o corte já na pequena área, mandando a bola para a linha de fundo.

Aos 22', houve um lance inacreditável em favor da Briosa. Fernando cobrou falta na intermediária, Carlão subiu e cabeceou forte, mas a bola, caprichosamente, bateu no pé da trave direita do goleiro Éder, correu milimetricamente em cima da linha até que a zaga do Marília afastou o perigo, quando a 'redonda' já estava quase 'beijando' o outro poste. Se batesse um vento, a Portuguesa teria feito o quarto gol.

Após este lance, o jogo ficou mais pegado e algumas faltas mais duras foram acontecendo, obrigando ao árbitro Alysson Fernando Mathias a trabalhar bastante. Em uma dessas infrações, aos 32 minutos, o volante Pedro fez falta dura e levou o segundo cartão amarelo, sendo expulso da partida e deixando a Portuguesa com um atleta a menos.

Comissão técnica e jogadores comemoram um dos gols da partida

Com vantagem no número de jogadores, mas atrás no placar, o Marília foi para o abafa, tentando diminuir a contagem. Aos 34', Marlon foi até a linha de fundo e cruzou na cabeça de Borebi, que obrigou o goleiro Fernando espalmar a bola para escanteio. Aos 39', a Briosa respondeu: Tikinho armou contra-ataque e encontrou Éric Mamer livre na área, mas o atacante que havia acabado de entrar no jogo finalizou para fora.

O último lance de perigo foi aos 47', com o Marília, em uma cobrança de falta venenosa de Diego Sales, que forçou Fernando Hilário a se esticar todo para a fazer a defesa. Na queda, o goleiro Rubro Verde bateu a cabeça e teve que receber atendimento médico, forçando o jogo a ir até os 57 minutos, mas o placar não foi alterado: Portuguesa Santista 3, Marília 1.

Depois da boa estreia, a Briosa encara agora o Rio Branco de Americana, que venceu o Nacional, fora de casa, por 4 a 1. O jogo está marcado para o dia 5 de fevereiro, domingo, às 10 horas, no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (o Décio Vitta está interditado). Já o Marília fará o seu primeiro jogo em casa um dia antes, sábado, às 19 horas, contra o Taboão da Serra.

Gols e entrevistas após o jogo

Ficha Técnica

PORTUGUESA SANTISTA 3 X 1 MARÍLIA

Data: 28 de janeiro de 2017
Local: Estádio Ulrico Mursa - Santos-SP
Público: 1.145 pagantes
Renda: R$ 14.155,00
Árbitro: Alysson Fernando Mathias
Assistentes: Orlando Coelho Junior e Leandro Alves de Souza

Cartões Amarelos
Portuguesa Santista: Fernando, Pedro e Tikinho;
Marília: Valmir, Agenor, Giba e Fabio Leite.

Cartão Vermelho
Portuguesa Santista: Pedro

Gols
Portuguesa Santista: Fernando, aos 5', Washington, aos 32', e Ricardinho, aos 42' do primeiro tempo;
Marília: Filipe André, aos 6' do primeiro tempo.

Portuguesa Santista: Fernando Hilário; Irã, Carlão, Sallinas e Tikinho; Pedro, Pedrão e Ricardinho (Adiel); Lucas Lino (Éric Mamer), Washington (Moisés) e Fernando - Técnico: Ricardo Costa.

Marília: Eder; Marlon, Giba, Romário e Valmir; Agenor, Leo Franco (Leo Barbosa), Fabio Leite (Dugaia) e Gil Paraíba (Diego Sales); Borebi e Filipe André - Técnico: Luciano Quadros.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações