sábado, 17 de dezembro de 2016

O dia que o mundo do futebol ficou Colorado

Fernandão com a taça: em 2006, o Inter foi campeão do mundo!

É, o tempo passa rápido! No dia 17 de dezembro de 2006, o Internacional de Porto Alegre se sagrava campeão do mundo ao derrotar o poderoso Barcelona, de Ronaldinho Gaúcho, Puyol e Iniesta, por 1 a 0, gol de Adriano Gabiru, aos 37 do segundo tempo, no Estádio Internacional de Yokohama no Japão.

Mas não foi uma conquista fácil. Já começou pela Copa Libertadores, que para vencer, o Internacional teve que passar pelo São Paulo, que era o então atual campeão do torneio. Já para o Mundial, o Colorado tinha duas armas recém saídas da base: Alexandre Pato e Luís Adriano.

Luís Adriano e Alexandre Pato foram importantes contra o Al-Ahly

Na semifinal, o Inter teve pela frente o Al-Ahly do Egito, no dia 13 de dezembro, no Estádio Nacional de Tóquio. Aos 23 minutos, o Colorado abriu o marcador com o então garoto prodígio Alexandre Pato. O time egípcio empatou aos 9 minutos da segunda etapa, com o angolano Flávio. A partida ficou nervosa, parecia até que iria para a prorrogação. Porém, aos 27 minutos, Luís Adriano, que havia entrado no lugar de Pato, fez o gol da vitória do time gaúcho.

No dia seguinte, o Inter ficou conhecendo o seu adversário na grande final: o Barcelona de Ronaldinho Gaúcho, o grande craque que foi revelado no rival Grêmio. E no dia 17 de dezembro, as duas equipes entraram no gramado do Estádio Internacional de Yokohama para decidirem o título mundial.

Adriano Gabiru: um herói improvável

Favorito, o Barça foi logo tomando as rédeas da partida, dando muito trabalho ao goleiro Clemer. Porém, ao contrário do que a grande maioria imaginava, o Inter buscava atacar, mas sempre com cautela. Na arquibancada, a torcida colorada tentava empurrar o time, mas a maior parte dos japoneses torciam para o Barcelona.

E o primeiro tempo foi até o final da mesma forma, com o Barcelona comandando a maior parte das ações, mas com o Inter procurando agredir, mesmo que de forma cautelosa. Porém, a rede não balançou nos 45 minutos iniciais e o placar ficou mesmo no 0 a 0.

Iarley foi um gigante em campo

Se no primeiro tempo o Internacional dava suas investidas no ataque, na segunda etapa isto ficou mais raro. O Barcelona aumentou a pressão e foi em busca da vitória, mas parava ou na dupla de zaga, Índio e Fabiano Eller, que estavam muito bem, ou no inspirado goleiro Clemer. E o placar não saia do 0 a 0.

Aos 30 minutos, aconteceu uma substituição que mudaria a história do jogo. O ídolo Colorado Fernandão saiu para a entrada de Adriano Gabiru. O meia alagoano que estourou para o futebol brasileiro no Atlético Paranaense, ainda no final da década de 90, estava em baixa em sua carreira naquele momento. Tanto que o técnico Abel Braga ficou em dúvida se o relacionava para o Mundial de Clubes. Por sorte ele o inscreveu e ainda o botou no jogo.

Os 10 minutos finais da partida

Aos 37 minutos pintou o que poucos no mundo do futebol acreditavam. Em bola espirrada da defesa Colorada, Luís Adriano subiu no meio de campo e escorou a bola de cabeça, que sobrou para Iarley. O atacante, que vinha sendo um leão na partida, deu um corte em Puyol e carregou a bola pela intermediária, esperando a decisão da defesa do Barcelona. Do nada, ele rolou a pelota para Adriano Gabiru, que dominou e tocou na saída de Victor Valdés. Era o gol do título! Internacional 1 a 0!

O Barcelona ainda tentou buscar o gol de empate e fez Clemer trabalhar, ao menos, duas vezes, mas os Deuses do Futebol queriam que o time do Rio Grande do Sul fosse o grande vencedor. O capitão Fernandão levantou a taça e a torcida colorada comemorou como se não houvesse amanhã. O Internacional era campeão do mundo!
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Total de visualizações