domingo, 25 de dezembro de 2016

10 partidas inusitadas em 2016

Por Lucas Paes

A goleada do Chile no México na Copa América foi totalmente inesperada

O ano de 2016 ficou marcado por algumas partidas surpreendentes no futebol. Seja em divisões inferiores de estaduais até torneios de seleções nacionais, tivemos alguns jogos com resultados realmente inesperados. Por isso, escolhemos 10 jogos surpreendentes de 2016 e preparamos um especial que você pode conferir a partir de agora.

10 – ÁGUA SANTA 4 X 1 PALMEIRAS
Prudentão – Presidente Prudente – 27 de março – Campeonato Paulista



O Palmeiras terminou 2016 com o título do Brasileirão que veio depois de esperados 22 anos, mas nem tudo foram flores no ano do verdão: O primeiro semestre teve momentos complicados, como a eliminação na primeira fase da Libertadores e a histórica derrota por goleada para o Água Santa no Paulistão em Presidente Prudente.

Cuca estava há apenas 10 dias no cargo e já enfrentava pressão. O Palmeiras foi goleado e virou lanterna do seu grupo no Campeonato Paulista. Os gols do Netuno foram de Bruninho, Everaldo, Gustavo e Roger Carvalho (contra). Já o de honra Alviverde foi marcado por Robinho, que ainda era atleta da equipe. 

Esta vitória gerou um dos momentos mais divertidos da internet brasileira em 2016, quando vazou um áudio do jornalista Felipe Fancicani irritado com a atuação e com diversos jogadores palmeirenses.

9 – SÃO PAULO 1 X 2 JUVENTUDE
Morumbi – São Paulo - 24 de Agosto – Copa do Brasil


O time que era considerado exemplo de administração em 2008 virou o principal motivo de chacota entre os grandes paulistas, já que têm sido rotineiras as eliminações para times pequenos nas mais diversas competições. Em 2016 o São Paulo foi eliminado com goleada pelo Audax no Paulista mas o time de Osasco deu trabalho para o Santos na final e eliminou o Corinthians também, mas na Copa do Brasil a derrota por 2 a 1 para o Juventude em casa é imperdoável.

Mesmo sem viver naquele momento uma fase boa na série C, o Juventude se sentiu a vontade no Morumbi e aprontou uma zebraça: Roberson marcou primeiro logo a 9 minutos de jogo, o São Paulo empatou aos 40 com Chavez, mas pouco antes dos 20 minutos da segunda etapa Roberson converte pênalti que ele mesmo sofreu e dá números finais ao jogo.

O São Paulo até conseguiu uma vitória por 1 a 0 no segundo jogo em Caxias do Sul, mas ela foi insuficiente já que o tricolor havia tomado dois gols dentro da sua casa. 

8 – SANTOS 0 X 1 FIGUEIRENSE
Vila Belmiro – Santos – 28 de Agosto – Campeonato Brasileiro


Na 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Santos virou líder do campeonato e sério candidato a conquistar o título do primeiro turno, mas na última rodada do turno o Peixe perdeu para o América Mineiro em Belo Horizonte por 1 a 0. Apesar de vencer o Galo depois o time entrou numa sequência de resultados ruins e a derrota por 1 a 0 para o Figueirense em casa foi um deles.

Por ser a despedida de Gabigol, por acontecer na Vila Belmiro, por valer uma continuidade nos primeiros lugares na tabela e por ser um confronto contra um time que lutou o tempo inteiro na parte debaixo da tabela, todos pensaram que o Santos venceria o Figueirense com facilidade. Só que o Alvinegro Praiano conseguiu a proeza de ser derrotado por 1 a 0 com gol de Rafael Moura. 

O jogo em si foi completamente controlado pelo Santos, que desperdiçou diversas chances até que em um contra ataque rápido, o Figueira conseguiu um pênalti que Rafael converteu para garantir os 3 pontos para os catarinenses. A derrota colocou o time numa pequena crise que só seria resolvida com a vitória contra o Corinthians, na Vila Belmiro, que colocou o time de volta nos trilhos. 

7 – SÃO PAULO 0 X 1 THE STRONGEST
Pacaembu – São Paulo – 17 de Fevereiro – Copa Libertadores


Já enfrentando uma crise no começo de 2016, o São Paulo estreava no Pacaembu contra o The Strongest pela Libertadores da América, no mesmo grupo que o River Plate, completado pelo teoricamente fraco adversário da estreia e o desconhecido Trujillanos, do Peru. Só que o São Paulo se complicou muito na primeira partida.

Jogando mal e cometendo uma sucessão de erros já comum ao time naquela altura da temporada, o Tricolor via o jogo sob perigo. Logo no começo por exemplo Ramajo acertou a trave em chute venenoso. Os problemas acabaram consumados aos 17 da segunda etapa, quando Matias Alonso cabeceou para o gol de Denis após boa jogada trabalhada do time boliviano.

A derrota afundou o São Paulo ainda mais na crise e deu inicio ao que todos imaginaram ser a eliminação são paulina logo na fase de grupos, mas o Tricolor reagiu e alçou voo até a semifinal da competição.

6 – GUARATINGUETÁ 2 X 1 PORTUGUESA
Agostinho Prada – Limeira – 9 de Julho – Campeonato Brasileiro da Série C


Uma lamentável derrota na campanha que levou a Lusa para a série D do Brasileirão: o time rubro-verde conseguiu a proeza de perder para ambos os concorrentes ao rebaixamento em seu grupo (Macaé e Guaratinguetá) e essa derrota em Limeira acabou sendo um resultado chave para a queda.

No primeiro tempo a Lusa foi até melhor, mas pouco criou já que o lamentável estado do gramado não permitia um bom futebol, o lance mais interessante da etapa inicial foi quando João Telê, presidente do Guará, foi atingido por uma divida na lateral e acabou caindo. Na segunda etapa saíram os gols: a Portuguesa abriu o placar com Bruno Xavier, André empatou o jogo e Anderson virou para o Guará.

A Fabulosa pouco depois acabaria rebaixada para a quarta divisão do Brasileirão, vivendo uma das maiores crises de sua história. O Guaratinguetá também seria rebaixado e esta seria sua única vitória em toda a competição.

5 – NÁUTICO 0 X 2 OESTE
Arena Pernambuco – Recife – 26 de Novembro – Campeonato Brasileiro da Série B


Na última rodada do Brasileirão da Série B deste ano Vasco, Náutico e Bahia tinham chances de acesso na última rodada. Ao Timbú bastava uma derrota de um dos concorrentes diretos e uma vitória sobre o Oeste lutando contra o rebaixamento em casa para subir.

Só que o Timbú sequer fez a sua lição de casa: Os gols do Oeste foram de Pedro Carmona aos 21 da primeira etapa e Mike aos 39 enquanto isso o Vasco penava contra o Ceará e o Bahia tentava vencer o Atlético, na segunda etapa, o Náutico tentou de todas as formas e não conseguiu marcar. Para piorar a situação aos 35 do segundo tempo houveram várias invasões de campo e agressões a jogadores do Oeste, o jogo ficou parado 19 minutos.

O resultado acabou não mudando após a bola voltar a rolar e o Náutico seguirá na série B ano que vem, o Bahia até perdeu para o campeão Atlético Goianiense, mas o Alvirrubro de Recife não fez sua parte.

4 – INGLATERRA 1 X 2 ISLÂNDIA
Allianz Park – Nice (França) – 27 de Junho - Eurocopa


Na Euro de 2016 sediada na França, a Inglaterra era considerada uma das favoritas ao título. Na primeira fase, o time foi vice líder do seu grupo ficando atrás do País de Gales de Bale e Cia, mas nas oitavas de final o time foi mais uma vez protagonista de uma zebra, sendo derrotado pela Islândia.

As coisas nem começaram tão mal para o English Team contra os islandeses em Nice: Ainda aos 3 minutos, Wayne Rooney converteu pênalti sofrido por Sterling e botou os inventores do futebol na frente do simpático time islandês, mas a comemoração inglesa durou pouco já que o empate veio com Sigurdsson no lance seguinte e a partir do gol a Inglaterra perdeu o controle do jogo. 

Pouco depois do primeiro os Vikings chegaram ao segundo com Sigthorsson e mesmo tendo mais posse de bola e até finalizando mais, Rooney e cia pouco ofereceram de perigo enquanto as poucas investidas dos Vikings obrigavam o goleiro Joe Hart à trabalhar. O final da partida decretou a eliminação do English team e a continuidade do sonho islandês na Eurocopa.

A derrota eliminou a Inglaterra logo nas oitavas de final da Eurocopa e fez com que o sonho islandês seguisse por mais uma fase, quando o time finalmente foi eliminado pela dona da casa França, naquela altura a grande favorita ao título (acabaria derrotada por Portugal na final).

3 – ATLÉTICO NACIONAL 0 X 3 KASHIMA ANTLERS
Suita Stadium – Suita (Japão) – 14 de Dezembro – Mundial de Clubes da FIFA


Clube responsável por uma das maiores demonstrações de humanidade de toda história, tudo o que foi feito pelo Atlético Nacional diante do trágico acidente da Chapecoense levou o time a ganhar a simpatia de todo o Brasil no Mundial, onde muitos esperavam torcer pelos colombianos na provável final contra o Real Madrid. Só que ninguém avisou isso ao Kashima Antlers, que venceu o jogo no Estádio de Suita.

Os japoneses mereceram todo o aplauso pelo modo guerreiro como jogaram. Como de costume, os Verdalogas foram ao ataque e jogaram até bem, mas esbarram num dia inspirado do goleiro Sogahata e no excelente sistema defensivo japonês: O primeiro gol da partida veio em polêmico pênalti marcado através do recurso de vídeo, o pênalti foi claro, mas o jogador japonês que sofreu a penalidade estava em posição de impedimento.

O Kashima, que não tinha nada a ver com isso, abriu o placar com Shoma e a partir daí os colombianos partiram para cima, mas sofreram com os poucos ataques do time japonês que eram eficientes. Logo depois do primeiro gol, por exemplo, Armani foi obrigado a fazer excelente defesa para evitar o que seria o segundo.

No segundo tempo, o Atlético Nacional continuou pressionando, mas dois contra-ataques, a partir dos 35 da etapa final, acabaram com o jogo, primeiro Endo fez um golaço de calcanhar e depois Suzuki fechou o caixão colombiano.

O Kashima não parou por ai e deu um trabalho absurdo para o Real Madrid na final, em jogo que será assunto de outro texto.

2 – INTERNAZIONALE 0 X 2 HAPOEL BEER SHEVA
Giuseppe Meazza – Milão (Itália) – 15 de setembro – Liga Europa da UEFA


Seis anos depois de fazer história com Milito, Zanetti, Sneijder, Mourinho e cia, a Internazionale vive um dos momentos mais complicados de sua história recente. Em 2016, o time contava com alguns bons reforços e esperava voltar a se dar bem em território europeu na Liga Europa (antiga Copa UEFA), em um grupo com Southampton, Standard Liege e Happoel Beer Sheva ninguém esperava que a Inter se complicasse. 

Só que os Nerazzurri se complicaram: Sobre a batuta de Frank de Boer a Inter começou a Liga Europa perdendo para o Happoel Beer Sheva por 2 a 0 em casa: A Beneamata foi mal desde o começo do jogo, chegou até a acertar uma bola na trave com Eder, mas pouco fez além disso.

Os gols dos israelenses vieram através de Manuel Vitor, completando cruzamento dentro da área, e um golaço de falta de Buzaclio executando uma cobrança espetacular que acertou o ângulo de Handanovic. A trave ainda impediu o 3 a 0, sendo mais eficiente que toda a defesa interista no jogo.

1 – CHILE 7 X 0 MÉXICO
Levi’s Stadium – Santa Clara (EUA) – 18 de Junho – Copa América Centenário


Se 7 a 1 foi pouco, o que dizer de 7 a 0? O Chile não tomou conhecimento do México em jogo válido pelas quartas de final da Copa América Centenário de 2016, nos Estados Unidos, e aplicou sonoros 7 a 0 sobre os mexicanos em Santa Clara. Foi uma das piores derrotas de toda a história da El Tri, a maior já sofrida em Copas América.

O destaque do jogo foi Vargas com quatro gols, mas Vidal também fez uma partidaça e participou de todos os gols do time de Pizzi, que substituiu Jorge Sampaoli na Seleção Chilena esse ano. No primeiro tempo, apenas dois gols com Puch e Vargas, foi no segundo que veio o atropelamento, com Sanchez marcando um gol, Vargas marcando outros três e Puch marcando o gol derradeiro da partida.

O México sob o comando de Osório, até então, só tinha tomado dois gols em oito jogos e havia feito boa campanha na primeira fase da Copa América Centenário. A goleada levantou a moral do Chile, que seria bicampeão da Copa América, de novo em cima da Argentina.

Esta foi a nossa lista. Se você tem algum jogo que acha que deveria fazer parte desta escolha, deixe o seu comentário.
←  Anterior Proxima  → Inicio

6 comentários:

  1. Confiança 1x0 Flamengo

    ResponderExcluir
  2. Barcelona 1x2 Alavés
    Coritiba 4x0 Grêmio
    São Paulo 4x0 Corinthians
    Equador 0x3 Brasil
    Brasil 3x0 Argentina
    Paraguai 1x4 Peru

    ResponderExcluir

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Total de visualizações