Uma Boa Série C em um ano de virada para o time de Varginha

O Boa conquistou o inédito título nacional neste ano (foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Um ano que começou com o rebaixamento no Campeonato Mineiro e termina com um titulo inédito. Este é o resumo de 2016 do Boa Esporte, que conquistou o título do Brasileirão da Série C neste sábado, dia 5, diante de sua torcida, no Estádio do Melão, em Varginha, ao bater o Guarani por 3 a 0. Este foi a primeira conquista de âmbito nacional do clube.

Quando começou a Série C de 2016, poucos apostavam no sucesso do Boa Esporte e indicavam a equipe como uma das principais candidatas ao descenso, já que o time havia sido rebaixado no Campeonato Mineiro, onde ficou na lanterna da competição, fazendo 10 pontos em 11 jogos. Por isso, o resultado final no ano surpreendeu os amantes do futebol.

O Boa fez uma campanha consistente na Série C, passando em segundo lugar do Grupo B da competição. Nas quartas, a equipe passou pelo Botafogo da Paraíba, garantindo o acesso para a Série B do Brasileirão, e na semifinal a vítima foi o Juventude.

No primeiro jogo da final, o Boa empatou em 1 a 1 com o Guarani, em Campinas e, para garantir a taça neste sábado, o time só precisou de 13 minutos para marcar dois gols. Nos acréscimos finais, marcou o último e saiu com a vitória por 3 a 0. Com o resultado, o time mineiro encerrou a temporada com a sequência de 16 jogos invicto.

Boa presença da torcida do Bugre em Varginha (foto: divulgação Facebook Oficial do Guarani)

Após o empate em 1 a 1 no jogo de ida, em Campinas (SP), o Boa Esporte entrou em campo com a vantagem do empate sem gols. Porém, mostrou desde o primeiro minuto que não jogaria com o regulamento. Após cobrança de Fellipe Mateus, Braian Samudio cabeceou para o chão e mandou à esquerda do gol do Guarani. Depois, Rodolfo recebeu cruzamento de Daniel Cruz, mas foi travado por Lenon.

Pressionando, o Boa chegou ao primeiro gol aos nove minutos. Rodolfo rolou a bola para Samudio, que bateu de primeira no canto esquerdo de Leandro Santos. O Bugre reagiu e quase chegou ao empate aos 12, com chute cruzado de Eliandro defendido por Daniel. Sem perder tempo, o Boa ampliou no minuto seguinte. Daniel Cruz serviu Fellipe Mateus, que ajeitou e chutou de fora da área: 2 a 0. O Guarani ainda assustou com chutes de Fumagalli, Gilton e Ferreira, mas não conseguiu descontar.

Marcado como o “time da virada” após a histórica classificação para a final da competição, o Guarani voltou do intervalo precisando fazer dois gols para conseguir o título. No entanto, o Boa seguiu melhor em campo e quase ampliou aos 15, quando Daniel Cruz chutou em cima do goleiro Leandro Santos.

A situação do Bugre complicou ainda mais quando o zagueiro Ferreira foi expulso após acertar Rodolfo. Com um jogador a menos, o Guarani não conseguiu furar o Boa, que controlou o resultado do jogo e ainda ampliou nos acréscimos. Tchô recebeu dentro da área e chutou forte. Leandro Santos defendeu, mas, no rebote, o atacante mandou para o fundo das redes e fechou a vitória por 3 a 0, que sagrou o Boa Esporte como campeão da Série C do Campeonato Brasileiro de 2016.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores, trazendo novidades e curiosidades do Futebol. Fale conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Total de Visualizações