Chapecoense estará no coração de todo fã de futebol

Este time vai ficar na memória de todo fã do futebol. Valeu, Chape! (foto: Nelson Almeida / AFP)

Que dia triste! Um dia para reflexão. Em um único acidente de avião, na madrugada desta terça-feira, dia 29, boa parte do elenco da Chapecoense, que iria disputar o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, na Colômbia, veio a falecer junto com a comissão técnica, dirigentes, convidados e membros do cronismo esportivo brasileiro, como Vitorino Chermont, Paulo Júlio Clement e o ex-craque Mario Sergio Pontes de Paiva.

A notícia veio como um furacão e realmente me abateu. É claro que demorou para cair a ficha e ainda quando veio as informações de que havia sobreviventes, a torcida era para que todos estivessem bem. Ledo engano, um acidente de avião normalmente é devastador e os poucos que sobreviveram são, na verdade, exceções.

E comecei a lembrar do que havia ocorrido com a Chapecoense neste 2016. Com certeza, é a melhor temporada da história do clube, que foi fundado em 1973. No primeiro semestre, o clube conquistou o seu quinto título catarinense da história. No Brasileirão, faltando apenas um jogo para encerrar a competição, o nono lugar marca a melhor campanha da agremiação em toda a história do campeonato.

Mas era na Copa Sul-Americana que a Chape, como é carinhosamente chamada, vinha fazendo história. Cuiabá, Independiente de Avellaneda, Junior Barranquilla e San Lorenzo foram eliminadas pelo time verde de Santa Catarina, que enfrentaria o Atletico Nacional de Medellin na grande final. Mas o destino quis que estes grandes atletas, junto com a comissão técnica, não pudessem estar presentes.

As homenagens foram enormes. Só para se ter uma ideia, o site do Corinthians ficou verde e o do Palmeiras negro, tudo por causa da Chapecoense. Clubes ao redor do mundo prestaram solidariedade e se colocaram à disposição para ajudar o time catarinense nesta hora tão difícil. Isto prova que o futebol é mais que um jogo e realmente mexe com a emoção das pessoas, inclusive com este que vos escreve, que passou o dia todo chocado e emocionado com o acontecido.

A comoção é tão grande que a Confederação Brasileira de Futebol adiou a final da Copa do Brasil, que seria realizada nesta quarta-feira e a última rodada do Brasileirão, que estava marcada para o domingo. Não há clima para a disputa com a bola rolando por estas terras. E a CBF tem razão.

Independente do que a Conmebol decidir (o Atlético Nacional já abdicou do título da Copa Sul-Americana), a Chapecoense já foi gigante e campeã! E, com certeza, seus jogadores estão agora abrilhantando os campos de futebol do Céu. Obrigado à todos e que descansem em paz!

Quem estava no voo:

Jogadores
1. Danilo (goleiro)
2. Gimenez (lateral)
3. Bruno Rangel (atacante)
4. Marcelo (zagueiro)
5. Lucas Gomes (atacante)
6. Sergio Manoel (meio-campista)
7. Filipe Machado (zagueiro)
8. Matheus Biteco (meio-campista)
9. Cleber Santana (meio-campista)
10. Alan Ruschel (lateral - sobrevivente)
11. William Thiego (zagueiro)
12. Tiaguinho (meio-campista)
13. Neto (zagueiro - sobrevivente)
14. Josimar (meio-campista)
15. Dener Assunção (lateral)
16. Gil (meio-campista)
17. Ananias (atacante)
18. Kempes (atacante)
19. Follmann (goleiro - sobrevivente)
20. Arthur Maia (meio-campista)
21. Mateus Caramelo (lateral)
22. Aílton Canela (atacante)

Demais convocados e comissão técnica
23. Caio Júnior (técnico)
24. Eduardo de Castro Filho, o Duca (auxiliar técnico)
25. Luiz Grohs, o Pipe (analista de desempenho)
26. Anderson Paixão (preparador físico)
27. Anderson Martins, o Boião (preparador de goleiros)
28. Dr. Marcio Koury (médico)
29. Rafael Gobbato (fisioterapeuta)
30. Cocada
31. Sergio de Jesus, o Serginho
32. Adriano
33. Cleberson Silva
34. Mauro Stumpf, o Maurinho (vice-presidente de futebol)
35. Eduardo Preuss, o Cadu Gaúcho (diretor)
36. Chinho di Domenico (supervisor)
37. Sandro Pallaoro
38. Cezinha
39. Gilberto Pace Thomas, o Giba (assessor de imprensa)

Diretoria
40. Nilson Folle Júnior
41. Decio Burtet Filho
42. Edir de Marco (diretor)
43. Ricardo Porto (diretor)
44. Mauro dal Bello (diretor)
45. Jandir Bordignon (diretor)
46. Dávi Barela Dávi (empresário)

Convidado
47. Delfim Peixoto Filho (vice-presidente da CBF e presidente da Federação Catarinense)

Imprensa
48. Victorino Chermont (Fox Sports)
49. Rodrigo Santana Gonçalves (Fox Sports)
50. Deva Pascovich (Fox Sports)
51. Lilacio Júnior (Fox Sports)
52. Paulo Julio Clement (Fox Sports)
53. Mario Sergio Pontes de Paiva (Fox Sports e ex-jogador)
54. Ivan Agnoletto (rádio rádio Super Condá)
55. Guilher Marques (Globo)
56. Ari de Araújo Júnior (Globo)
57. Guilherme Laars (Globo)
58. Giovane Klein (repórter da RBS TV de Chapecó)
59. Bruno Mauro da Silva (técnico da RBS TV de Florianópolis)
60. Djalma Araújo Neto (cinegrafista da RBS TV de Florianópolis)
61. Adré Podiacki (repórter do Diário Catarinense)
62. Laion Espindula (repórter do Globo Esporte)
63. Rafael Henzel (rádio Oeste Capital - sobrevivente)
64. Renan Agnolin (rádio Oeste Capital)
65. Fernando Schardong (rádio Chapecó)
66. Edson Ebeliny (rádio Super Condá)
67. Gelson Galiotto (rádio Super Condá)
68. Douglas Dorneles (rádio Chapecó)
69. Jacir Biavatti (comentarista RIC TV e Vang FM)

Tripulação
70. Miguel Quiroga (piloto)
71. Ovar Goytia
72. Sisy Arias
73. Romel Vacaflores (assistente de voo)
74. Ximena Suarez (aeromoça - sobrevivente)
75. Alex Quispe
76. Gustavo Encina
77. Erwin Tumiri (técnico da aeronave - sobrevivente)
78. Angel Lugo
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores, trazendo novidades e curiosidades do Futebol. Fale conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Total de Visualizações