quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Técnicos gringos no Brasil - Lothar Matthäus no Atlético Paranaense

Por Lucas Paes

O alemão sendo apresentado no CT do Atlético Paranaense

Lothar Matthäus foi um talentosíssimo meio campista campeão do mundo pela Alemanha em 1990, sendo que participou de cinco mundiais (1982, 1986, 1990, 1994 e 1998) e é o atleta com mais jogos pela competição (25). Além disso, em sua carreira de jogador, passou por Borussia Monchengladbach, Bayern e Internazionale, até que em 2001 finalmente encerrou a carreira na MLS, mais especificamente no New York Red Bulls. Em 2003 começou carreira como treinador onde passaria por Rapid Wienna, Partizan e pela seleção húngara antes de chegarmos ao começo desta história.

Visitando o Brasil no começo de 2006, sendo trazido pela empresa que administrava sua carreira para conhecer um escritório que estava sendo aberto em São Paulo, o alemão quis conhecer a estrutura de alguns clubes brasileiros. Na passagem por Curitiba, visitou o Atlético Paranaense e acabou sendo convidado pela diretoria para treinar o clube. Apesar da ideia ter causado risadas no gerente da empresa, as conversas avançaram e no dia 28 de janeiro Matthäus foi oficializado como treinador do Furacão.

Painel da torcida com a bandeira da Alemanha recepcionando o treinador

Ele foi recebido com festa na Arena, incluindo um mosaico da bandeira da Alemanha (famosa pela sua caveira gigante, a torcida do rubro-negro paranaense foi a primeira a fazer mosaicos no Brasil). E se o trabalho não era brilhante, estava sendo proveitoso. Nos primeiros oito jogos, foram seis vitórias e dois empates (todas as partidas foram pelo Paranaense). Com os resultados sendo consistentes, o treinador falava em ficar mais tempo do que o ano estabelecido pelo contrato, mas a passagem acabaria encurtada por aspectos extra-campo.

Pouco tempo depois de assumir, ainda no começo de Março de 2006, Matthaus foi à Alemanha para resolver problemas pessoais prometendo retornar no dia 12, mas o retorno acabou nunca acontecendo. Quando o alemão recebeu uma carta do clube paranaense reclamando da ausência e ameaçando de recisão ele respondeu concordando a quebra do contrato e, assim, terminou a passagem dele pelo time que era, na época, o atual vice-campeão da Libertadores.

Dirigindo a equipe no Paranaense

A saída foi polêmica: primeiro, o treinador foi à Hungria, onde morava antes, tentar convencer a esposa a vir ao Brasil. Porém, Marijana Colic não quis vir e no fim a opção de Matthäus foi de ficar com a esposa e a família, rompendo assim o contrato com o Atlético. Na época, um boato envolvendo a jornalista Delisiée Marinho como uma suposta amante do alemão foi responsável por um ultimato da esposa e pelo desmoronamento do casamento do treinador, que terminaria em 2008.

Após o episódio, Matthäus continuou com sua carreira de treinador, mas longe do desempenho que teve no Atlético Paranaense. O alemão dirigiu o Red Bull Salzburg, da Áustria, ainda em 2006, o Maccabi Netanya, e Israel, em 2008, e a Seleção Búlgara, entre 2010 e 2011, de onde saiu depois de péssimos resultados nas Eliminatórias da Euro.

Lothar Matthäus comandando treinamento no Atlético Paranaense

No ano de 2013, em entrevista ao Globoesporte.com, o alemão disse que a saída do Atlético era a única coisa que gostaria de mudar em toda a sua carreira como jogador e treinador. Ele entendeu que não foi correto com o clube e se arrepende de ter deixado um projeto promissor, com bons jogadores como Dagoberto e Michel Bastos. Matthäus também pediu desculpas aos torcedores do Atlético.

Números - Como já dito anteriormente, o alemão teve uma curta passagem pelo clube, mas invicta, o que deixa a curiosidade de como poderia ter sido o desempenho do treinador em um campeonato mais competitivo, como o Brasileirão. Abaixo listamos todas as 8 partidas de Matthäus pelo Atlético Paranaense, além dos artilheiros e o time base.
01/02/2006
Atlético 4 x 3 Cianorte
Arena da Baixada – Curitiba
05/02/2006
Atlético 1 x 0 Galo Maringá
Arena da Baixada – Curitiba
08/02/2006
Atlético 3 x 2 Rio Branco
Arena da Baixada – Curitiba
12/02/2006
Nacional 1 x 2 Atlético
Estádio Erich George – Rolândia
19/02/2006
Francisco Beltrão 0 x 6 Atlético
Estádio Anilado – Francisco Beltrão
25/02/2006
Atlético 2 x 2 Iraty
Arena da Baixada – Curitiba
01/03/2006
Atlético 1 x 1 J Malucelli
Arena da Baixada - Curitiba
05/03/2006
Cianorte 1 x 5 Atlético
Estádio Albino Turbay – Cianorte
Jogos: 8
Vitórias: 6
Empates: 24
Gols marcados: 24
Gols sofridos: 11

Artilharia:
5 gols: Paulo André
3 gols: Dagoberto e Ferreira
2 gols: Alan Bahia e Pedro Oldoni
1 gol: Jancarlos, Ricardinho, Michel Bastos, Rodrigão, Cristian,
Selmir, Erandir, Denis Marques e Willian


Time base
Cleber (Tiago Cardoso)
Jancarlos - Danilo - Paulo André - Michel Bastos
Alan Bahia - Erandir - Cristian - Ferreira
Denis Marques - Rodrigão (Dagoberto)
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações