sábado, 24 de setembro de 2016

Uma Série A-3 Briosa em 2017

Fotos: Rodrigo Corsi/FPF

Jogadores comemoram o gol de empate de Lucas Lino, que garantiu o acesso da Portuguesa Santista

Foi sofrido, pois o Taboão da Serra vendeu caro. Porém, a Portuguesa Santista conquistou o acesso para o Campeonato Paulista da Série A-3, objetivo que o clube perseguia desde 2011. A Briosa empatou com o Cão Pastor em 1 a 1, em jogo realizado na tarde deste sábado, no Estádio Ulrico Mursa e, além de subir de divisão, está na final da Segundona de São Paulo, onde vai enfrentar o Desportivo Brasil.

A Portuguesa entrou em campo nesta tarde podendo até perder por um gol de diferença que garantiria o acesso, já que no último sábado venceu o mesmo adversário, fora de casa, por 1 a 0. Mas, apesar da vantagem, os torcedores estavam ansiosos. Já o Taboão da Serra, do técnico Axel, veio à Santos para o tudo ou nada.

Ricardinho disputa bola pelo alto

Como estava em desvantagem no confronto, o Taboão foi para cima logo no início. E apesar de um chute perigoso do lateral da Briosa, Vinicius, aos 8 minutos, o primeiro tempo foi dominado pela equipe da grande São Paulo. Vale ressaltar o campo encharcado, já que a chuva não deu trégua em Santos neste sábado.

A primeira chegada com perigo do Taboão foi aos 13 minutos, quando depois de um cruzamento pela direita, Dema tentou afastar o perigo, mas Kaká, na sobra, pegou de primeira e a bola saiu pela linha de fundo. Aos 23, Mascote subiu sozinho na área Rubro Verde, obrigando o goleiro Cleyton a trabalhar.

Comemoração do gol do Taboão

Tendo mais volume de jogo e levando mais perigo, o Taboão chegou ao gol no último minuto da primeira etapa. Depois de bate-rebate na área, Cleyton espalmou a bola, que sobrou sozinha para Kaká balançar as redes. Taboão 1 a 0.

A Briosa voltou buscando mais o ataque na segunda etapa, mas deixou espaços para o Taboão assustar aos 5 minutos, com Caio. Depois, só deu Portuguesa. Aos 11, Fernando arriscou belo chute de fora da área, mas Veloso fez boa defesa.

Israel fez a jogada do gol da Briosa

O técnico da Portuguesa, Ricardo Costa, mexeu no time após os 20 minutos, colocando Diego Palhinha no lugar de Juninho e Lucas Lino substituindo Fernando. As mudanças surtiram efeito e a Briosa aumentou o volume de jogo, chegando com perigo aos 22 e 25, com jogadas dos dois atletas que vieram do banco e finalização de Ricardinho.

Depois do sufoco na partida e o sofrimento nos últimos seis anos, a torcida da Portuguesa pôde enfim comemorar aos 40 minutos. Israel caiu pela direita, foi até a linha de fundo, invadiu a área e rolou a bola para Lucas Lino, que se antecipou ao zagueiro para marcar o gol do acesso. No placar 1 a 1 e explosão de alegria no Estádio Ulrico Mursa.

Foi grande a festa após o fim do jogo

Aos 45, a Portuguesa teve a chance de virar o marcador, em uma sequência de lances de Alisson e Willian, mas Veloso salvou o Taboão. Porém, a festa já era grande e só foi esperar o apito final do árbitro para comemorar. A Briosa está de volta à Série A-3 do Paulistão. A festa foi grande e a torcida se juntou aos jogadores para comemorar. O Ulrico Mursa só esvaziou depois de mais de uma hora do fim da partida. Uma comemoração mais do que merecida.

Porém, ainda não acabou. A Briosa decide o título da Segunda Divisão Paulista contra o Desportivo Brasil, que conseguiu o acesso eliminando o XV de Jaú. Os jogos serão nos próximos dois finais de semana e a Portuguesa Santista decide em casa.

Confira o vídeo com tudo sobre a partida

Ficha Técnica

PORTUGUESA SANTISTA 1 X 1 TABOÃO DA SERRA

Data: 24 de setembro de 2016
Local: Estádio Ulrico Mursa - Santos-Sp
Público: 3.127 pagantes 
Renda: R$ 35.725,00
Árbitro: Vinicius Furlan
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Gustavo Rodrigues de Oliveira

Cartões Amarelos
Portuguesa Santista: Lucas Lino
Taboão da Serra: Carlos Chaba e Felipe Mendes

Gols
Portuguesa Santista: Lucas Lino, aos 40' do segundo tempo
Taboão da Serra: Kaká, aos 45' do primeiro tempo.

Portuguesa Santista: Cleyton; Israel, Dema, Lucão e Vinicius; Pedro, Carlos Alberto e Ricardinho (Alisson); Juninho (Diego Palhinha), Willian e Fernando (Lucas Lino) - Técnico: Ricardo Costa

Taboão da Serra: Veloso; Vinicius, Souza, Chaba e Rafael Franco (Felipe Mendes); Dudu (Deivid), Victor Gualberto e Kaká (Rodinei); Caio, Mascote e Todinho - Técnico: Axel.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações