sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Grandes clubes do Brasil com Futebol Feminino

Flamengo e Corinthians jogando pelo Brasileirão Feminino. Duas equipes mantidas com parcerias

Nesta sexta-feira, a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) aprovou seu novo regulamento de licenciamento de clubes, que passará a valer a partir de 2018. Uma das principais novidades é que os times que disputarão a Copa Libertadores e a Copa Sul-Americana só poderão participar dos torneios se tiverem também uma equipe feminina. Essa nova regra passará a valer a partir de 2019, segundo o documento.

Segundo o o novo regulamento, "o solicitante (a disputar a competição) deverá ter uma equipe feminina ou associar-se a um clube que possua a mesma. Ademais, deverá ter ao menos uma categoria juvenil feminina, ou associar-se a um clube que possua a mesma", diz trecho da mudança.

Em ambos os casos, o solicitante deverá prover suporte técnico e todo o equipamento e infraestrutura (campo de jogo para disputa das partidas e de treino) necessários para o desenvolvimento de ambas as equipes em condições adequadas", acrescenta. A regra deixa claro, também, que não adianta apenas ter um departamento de futebol feminino. As equipes devem estar inscritas e participarem das competições organizadas nas suas respectivas federações.

Santos tem tradição no futebol feminino

Com isso, O Curioso do Futebol fez um levantamento com os times das séries A, B e C do Campeonato Brasileiro de Futebol Masculino e verificou quem jogou, no mínimo, os campeonatos estaduais femininos neste ano. Vamos lá:

SÉRIE A

Sim - Flamengo (em parceira com a Marinha do Brasil), Santos, Corinthians (em parceria com o Osasco Audax), Chapecoense, Vitória, Santa Cruz e América Mineiro.

Não - Palmeiras, Atlético Mineiro, Fluminense, Atlético Paranaense, Grêmio, Ponte Preta, Botafogo-RJ, São Paulo, Sport, Coritiba, Figueirense, Cruzeiro e Internacional.

SÉRIE B

Sim - Vasco, Náutico e Paysandu.

Não - Atlético Goianiense, Brasil de Pelotas, Bahia, Avaí, Londrina, CRB, Criciúma, Ceará, Vila Nova, Goiás, Luverdense, Paraná, Oeste, Bragantino, Tupi, Joinville e Sampaio Corrêa.

SÉRIE C

Sim - Botafogo-PB, Remo, Guarani e Portuguesa.

Não - Fortaleza, ABC, ASA, Cuiabá, Confiança, Salgueiro, América de Natal, River, Boa, Botafogo-SP, Juventude, Tombense, Ypiranga, Mogi Mirim, Macaé e Guaratinguetá.

É claro que temos clubes que mantém tanto o futebol feminino como o masculino que não estão nesta lista, como os paulistas Rio Preto, Ferroviária e São José, o amazonense Iranduba e o sul mato-grossense Comercial. Porém, a realidade é esta: 14 dos sessenta times das Séries A, B e C do futebol masculino mantém um time de competição no feminino. Portanto, a decisão da Conmebol é positiva para o desenvolvimento do Futebol Feminino na América do Sul.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações