quinta-feira, 1 de setembro de 2016

A primeira derrota do Brasil para o Equador na história

A primeira vitória do Equador sobre o Brasil na história foi nas Eliminatórias da Copa de 2002
(foto: Getty Images)

O Brasil tem hoje pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 uma parada indigesta: encarar o Equador em Quito. Historicamente, é um confronto complicado: apesar de, no geral, a Canarinho ter grande vantagem sobre o adversário, a Seleção nunca ganhou dos equatorianos fora de casa em jogos válidos pelo classificatório para mundial de futebol. E mais: o Brasil não ganha do Equador em Quito, seja em qualquer tipo de jogo, há 33 anos.

Em Eliminatórias, foram quatro jogos entre as duas seleções no Equador, sendo que o Brasil conseguiu dois empates e duas derrotas. O primeiro jogo entre os times pelo classificatório foi em 1993, em Guaiaquil: um 0 a 0 onde o Equador teve mais volume de jogo. E os dois times se enfrentariam pela competição somente em 2001.

No dia 28 de março de 2001, os times de Equador e Brasil entravam no gramado do Estádio Olímpico de Atahualpa, em Quito, para mais uma rodada das Eliminatórias da Copa de 2002. Os equatorianos estavam confiantes, pois era a primeira vez que eles estavam realmente brigando para chegar ao primeiro mundial. Já os brasileiros passavam pro reformulação: o técnico Emerson Leão não conseguia manter um time e fazia vários experimentos para que a equipe melhorasse.

O Brasil naquele jogo: Emerson, Rogério Ceni, Roque Junior,
Rivaldo, Lúcio e Vampeta. Ronaldinho, Belletti, Juninho Paulista,
Sylvinho e Romário

Até aquele dia, havia um dado histórico: o Equador nunca havia vencido a Seleção Brasileira, mas nunca que esta marca esteve tão próxima de ser quebrada quanto naquele dia. Por isso, o Equador começou o jogo em cima da Canarinho, que jogava de azul. O Brasil, mesmo com jogadores como Ronaldinho Gaúcho, Rivaldo e Romário, não conseguia impor o seu ritmo e sofria pressão do adversário, que tinha como aliado a altitude de Quito.

Além da altitude, o Equador tinha um bom time, onde se destacavam o experiente meia Alex Aguinaga e o atacante Augustín Delgado. Aliás, o segundo foi o algoz da Seleção Brasileira, marcando o gol da vitória equatoriana aos 4 minutos do segundo tempo. A verdade é que o Equador mereceu a vitória.

No dia seguinte o Lance! estampava em sua capa o seguinte título: "Agora, só falta a Venezuela!", pois até aquele jogo, o Brasil nunca havia perdido para Equador e Venezuela na América do Sul. Os venezuelanos foram quebrar o tabu em 2008.

Naquelas Eliminatórias, o Equador finalmente conseguiu se classificar para uma Copa do Mundo, ficando apenas atrás da Argentina na classificação final. Já o Brasil, a duras penas e com trocas de treinadores, ficou em terceiro e foi para o Mundial onde conseguiu o quinto título mundial.

Melhores momentos do jogo

Ficha Técnica

EQUADOR 1 X 0 BRASIL

Data: 28 de março de 2001
Local: Estádio Olímpico de Atahualpa - Equador
Competição: Eliminatórias da Copa do Mundo de 2002
Árbitro: Felipe de Jesús Ramos Rizo

Gol
Equador: Augustín Delgado, aos 4' do segundo tempo.

Equador: José Francisco Cevallos; Ulises de la Cruz, Iván Hurtado, Augusto Porozo e Raúl Guerrón; Edwin Tenorio (Wellington Sánchez), Juan Carlos Burbano, Edison Méndez e Alex Aguinaga; Iván Kaviedes (Andrés Obregón) e Agustín Delgado - Técnico: Hernán Darío Gómez.

Brasil: Rogério Ceni; Belletti, Lúcio, Roque Júnior e Sylvinho (César); Émerson, Vampeta, Juninho Paulista e Rivaldo (Luizão); Ronaldinho Gaúcho (Euller) e Romário - Técnico: Emerson Leão.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

O Curioso do Futebol

O Curioso do Futebol
Site do jornalista Victor de Andrade e colaboradores com curiosidades, histórias e outras informações do mundo do futebol. Entre em contato conosco: victorcuriosofutebol@gmail.com

Facebook

Twitter

YouTube

Aceisp

Total de visualizações